Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

3-Curso Telhado Verde - Composição

No description
by

Ormy Hütner

on 6 July 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 3-Curso Telhado Verde - Composição

Composição
Estrutura
O telhado pode ser estruturado sobre diferentes acabamentos, destacamos alguns deles: laje de concreto, tabuado de madeira, chapas de compensado estruturado, placas cimentícia, telha metálica, Steel Deck (estrutura metálica em composição com camada de concreto), estrutura de madeira e bambu, estrutura do telhado existente, entre outros materiais que tenham resistência compatível ao sistema do telhado verde saturado.
Estrutura em madeira ou bambu
com piso em Bambu
Estrutura em concreto armado
impermeabilizado
Impermeabilização
Impermeabilizar é adotar procedimentos que visam proteger a estrutura contra a invasão de gases, umidades, água e ação de materiais trazidos pelo vento, com o objetivo de evitar a queda de durabilidade de uma construção.

A impermeabilização da estrutura deverá ser feita de acordo com a necessidade de cada um dos materiais. É importante se atentar a essa etapa, pois a má execução, ou uso de materiais inadequados para esse fim, pode resultar em patologias futuras na edificação.

Principais Normas:
NBR: 9575 (projeto de impermeabilização)
NBR: 9574 (execução de impermeabilização)
Manta PEAD
Manta Asfáltica
A camada de drenagem cumpre duas funções no telhado verde, a primeira é encaminhar a água, para que o solo não fique completamente saturado, e outra função é armazenar a água para as vegetações, para que não se faça necessária a rega constate das mesmas, principalmente se tratando de telhado verde extensivo.
Observa-se que os melhores materiais a serem utilizados são os mais porosos, como a argila expandida.
Drenagem e retenção de água
Argila Expandida ou Brita
Manta Antirraízes
Tem a função de separar a camada de drenagem da camada de substrato, de forma a garantir o melhor escoamento.
Essa manta deve ser colocada sobre a camada de drenagem, ou abaixo dos módulos de retenção de água. Alguns fornecedores sugerem ainda a colocação de uma manta de retenção de nutrientes sobre a camada de drenagem para abastecer as plantas.
Substrato
O substrato é a camada que fará o suporte da vegetação, essa camada tem a função de suprir de nutrientes e água às plantas.

Relação vegetação x substrato.

Os substratos para telhados verdes diferenciam dos de solo, pois não se compactam com o peso do sistema, garantindo permeabilidade e leveza.

'Os substratos orgânicos são compostos feitos a partir da matéria vegetal, como resíduos vegetais e agrícolas (casca de pinheiros, fibras de coco, cascas de arroz e resíduos de poda).
Substrato
As principais características a serem consideradas nos substratos:

O tamanho dos grãos;
A proporção do material orgânico;
Estabilidade estrutural;
Resistência à erosão pelo vento;
Permeabilidade de água;
Boa capacidade de retenção de água;
Nutrientes satisfatórios;
Aeração;
pH;
Ausência de ervas daninhas;
Reduzido peso específico.
Solo argiloso
Solo arenoso
Solo turfoso
Casca de pinus
Casca de arroz carbonizada
Serragem
Húmus
Fibra de coco
Cacos cerâmico
Argila expandida
Vermiculita

Alguns componentes Substrato
Composição do substrato
Substrato
A espessura da camada do substrato será definida em função do tipo de vegetação escolhida.

Quanto maior o tamanho das plantas a serem cultivadas, maior será a profundidade necessária ao solo; quanto maior esta profundidade, maior a margem de segurança durante o período de secas ou quando houver descuido de manutenção.
Vegetação
As principais características a serem consideradas nas plantas:

Espessura do substrato;
Inclinação da cobertura;
Exposição ao vento;
Orientação solar;
Precipitação local;
Sombra por consequência de outras coberturas e obstáculos;
Resistência à seca;
Resistência ao frio;
Altura de crescimento.
Verificar tipo de manutenção desejada - irrigação, adubação e reposição.
Vegetação - Extensivo
As plantas mais indicadas são:
Pequeno porte,
Rápido crescimento,
Capacidade de auto-regeneração (perenidade), Desenvolvimento horizontal com sistema radicular pouco profundo,
Menos exigentes quanto à manutenção,
Resistentes a pragas e doenças,
Capacidade de captar água,
Fácil aquisição no mercado

Plantas Nativas ou bem adaptadas são as plantas ideais a serem aplicadas em telhados extensivos.
Relação de vegetações
Sistemas
Instituto Cidade Jardim
Sistema Hexa - Ecotelhado
Sistema Laminar - Ecotelhado
Sistema Laminar - Ecotelhado
Sky Garden
Sistema
Alveolar

Sistema
Alveolar
Grelhado

Sistema Alveolar Grelhado
Estrutura em madeira com tabuado de madeira
Sistema com telhas metálicas
Village Mall - Rio de Janeiro
Village Mall - Rio de Janeiro
Cuidado especial devido a inclinação do telhado e a resistência das telhas
Sistema com telhas
Cuidado especial devido a inclinação do telhado e a resistência das telhas
Estrutura de madeira com chapa de
compensado ou OSB.
Ideal para bases de concreto
Ideal para estruturas de madeira, bambu, compensados, telhas, etc.
Proteção mecânica
Solda
Solda nos cantos
Cuidados especiais
Emendas de mantas
Superfície limpa, livre de pedras, pregos - Cuidado com ferramentas que possam furar a manta
Isolar a área de
pregos antes
de colocar
a manta
Solda nos ralos
Borracha líquida
Formas de Aplicação
Reforço estrutural com tela de poliéster
Reforço estrutural com tela de poliéster em toda base acima de 100 m²

Sistema para lajes planas para auxiliar no escoamento da água pluvial
Sistemas modulares
Sistemas modulares
Proteção Anti raízes
Drenagem com Calhas
Canaletas de drenagem
Canaletas de drenagem
Ralo
Ralo
Ralo
Se essa manta for colocada sobre o sistema modular utilizar o MacDrain.
Colocar uma proteção na manta, podendo ser uma geotêxtil ou outro material antes da drenagem
Manta Geotêxtil
MaxStud F
Dal Canal
Geoweb (telhados inclinados)
Retenção de Substrato
Borracha líquida
Casca de pinus
Areia
Argila expandida
Turfa
Terra Preta
Casca de arroz carbonizada
Humus
Fibra de coco
Vermiculita
Porosidade
Nutrientes
Retenção H2O/
permeabilidade
Relação de vegetações
Grama Amendoim
Nome Científico:
Arachis repens

Nomes Populares: Grama-amendoim, Amedoim-forrageiro, Amendoim-rasteiro, Amendoinzinho

Bulbine
Nome Científico:
Bulbine frutescens

Nomes Populares: Bulbine, Bulbínea, Cebolinha-de-jardim

Lambari
Nome Científico:
Tradescantia zebrina

Nomes Populares: Lambari, Judeu-errante, Trapoeraba-roxa, Trapoeraba-zebra


Hera
Nome Científico:
Hedera helix

Nomes Populares: Hera, Aradeira, Hedra, Hera-dos-muros, Hera-inglesa, Hera-trepadeira, Hera-verdadeira, Heradeira, Hereira


Trapoeraba Roxa
Nome Científico:
Tradescantia pallida purpurea

Nomes Populares: Trapoeraba-roxa, Coração-roxo, Trapoeraba, Trapoerabão


Lavanda
Nome Científico:
Lavandula sp

Nomes Populares: Lavanda, Alfazema


Dinheiro em penca
Nome Científico:
Callisia repens

Nomes Populares: Dinheiro-em-penca, Dinheirinho, Mosquitinho, Tostão.

Planta rasteira, folhagem densa, indicada para plantio entre rochas e locais úmidos em meia sombra, não tolera frio, em pleno sol suas folhas ficam avermelhadas e podem queimar

Clorofito
Nome Científico:
Chlorophytum comosum

Nomes Populares: Clorofito, Gravatinha

Aspargo Plumoso
Nome Científico:
Asparagus densiflorus

Nomes Populares: Aspargo-pluma, Aspargo-rabo-de-gato

Agapantus
Nome Científico:
Agapanthus africanus

Nomes Populares: Agapanto, Agapantus

Sol pleno, porte médio (até 90cm) tolerante ao frio e geada, necessita de regas

Sedum rupestre Angelina
Nome Científico:
Sedum rupestre 'Angelina'

Nomes Populares: Sedum

Rosinha de Pedra
Nome Científico:
Echeveria spp

Nomes Populares: Echevéria, Bola-de-neve-mexicana, Rosa-de-pedra


Rosinha de sol
Nome Científico:
Aptenia cordifolia

Nomes Populares: Rosinha-de-sol.

Onze horas
Nome Científico:
Portulaca grandiflora

Nomes Populares: Onze-horas, Portulaca


manifestações patológicas
goteiras e manchas
: quando a água atravessa um substrato, ela pode, no outro lado deste ficar aderida, formanda uma mancha, ou se a quantidade de água for maior, poderá formar até goteiras.
manifestações patológicas
mofo e apodrecimento
: o mofo e o bolor so fungos cujas raizes, penetrando na madeira, destilam enzimas acidas que o corroem.
manifestações patológicas
ferrugem
: oxidação é a transformação lenta de um metal em seus óxidos. Se a umidade penetrar na armadura, ocasionando corrosão, que provoca o aumento do volume das armaduras.
manifestações patológicas
eflorescencias
: sao formaçoes de sais nas superficies das paredes ou lajes, trazidos do seu interior pela umidade. Os sais podem estar no cimento, areia, argamassa ou concreto.
manifestações patológica: estatísticas
manifestações patológicas
Descaso com a impermeabilização na exeucção ou projeto;
Não utilização de impermeabilização na execução;
Utilização de material imperabilizante impróprio;
Erros na execução de elementos da obra;
Má execução da estrutura (Ex: concreto mal dosado);
Cura não feita ou ineficiente
Desconhecimento dos elementos de construção
representa 2 a 3% do custo total de um empreendimento
responsável por 50% dos problemas em edificações
custos de reparo: até 20% do custo total de um empreendimento
Classificações
quanto à flexibilidade:
Flexível (material asfáltico ou polímeros sintéticos)
Semi-Flexível (cristalizantes)
Rigido (argamassas, concretos impermeaveis etc)
Classificações
quanto ao numero de camadas:
monocapa: uma única camada de impermeabilizaçao
multicapa / homogeneo: obtida por duas ou mais camadas de material de mesma natureza
multicapa / misto: obtida por duas ou mais camadas de materiais de natureza diferentes
Classificações
quanto a exigencia de proteçao:
dispensam proteçao (o material e resistente a intempries)
autoprotegidos (sistema pre-fabricado cujas mantas recebem revestimento reflexivo ou outro)
com pintura reflexiva (sendo exigido apenas para proteçao solar)
exigem proteçao mecanica (mesmo que a cobertura seja inacessivel)
Manta Asfáltica
manta de asfalto modificado com polimeros e estruturadouja finalidade e impermeabilizar estruturas com grandes variaçoes térmicas, que necessitem de resistencia e durabilidade

durabilidade: mínima de 08 anos
grande flexibilidade
adere em quase todas as superficies
Manta PEAD
A manta de PEAD é um Sistema de Impermeabilização de baixo custo, que proporciona facilidade e rapidez na instalação.
Borracha Liquida
produto liquido, pronto para uso e aplicado a temperatura ambiente
Segurança – As Geomembranas oferecem alto grau de segurança de impermeabilidade. Suas junções são realizadas através de soldagem eletrônica (Termo-Fusão), que podem passar pelos mais rigorosos testes de qualidade, durabilidade e resistência.
Resistência – Desenvolvidas para aplicação específica, as Geomembranas possuem características que asseguram sua alta resistência física a ruptura por tração e química a ácidos, bases, sais e solventes orgânicos e inorgânicos.
Constituição – As Geomembranas são mantas laminadas flexíveis de Polietileno de alta Densidade - PEAD
excelente elasticidade e otima aderencia sobre diversos substratos
forma uma manta monolitica de facil manutençao
indicado pela elevada resistencia mecanica
atoxico, nao inflamavel, resistente aos raios UV e variaçoes de temperatura
base d agua, 100% ecologico, impermeavel 98%, anti-raizes,
composito formado pela combinacao de borracha modificada e silicato lamelar com dimensoes nanometricas
Definiçoes (NBR 9575:2003)
Estanqueidade
Propriedade de um elemento (ou de um conjunto
de componentes) de impedir a penetração ou
passagem de fluídos através de si
Procedimentos
Regularizaçao das superficies
caimentos min. 1%
nas paredes subir de 30 a 40cm
vertices dos cantos arrendodados (8cm raio)
tempo de cura argamassa (48 horas)
Limpeza das superficies
Imprimaçao Asfaltica (em caso de mantas asfalticas)
Pre-tratamento dos ralos
rebaixo de 3cm por 40x40cm com bordas chanfradas
Aplicaçao da impermeabilizaçao
teste de 72 horas
Forração Nativa, resistente a seca, mas pouco resistente à geada.
Multiplica-se por divisão dos estolões enraizados.

Exótica, porte médio, pleno sol, pouca água, muito rústica.
Raízes tuberosas e com folhagem e florescimento ornamentais.
Solo bem drenado.

Exótica, meia sombra, bom fechamento do solo, forração.
Herbácea perene, muito rústica, de folhagem prostrada e suculenta.
Boa opção para locais de sombra e meia sombra.
Multiplica-se facilmente por estacas ou pela divisão da ramagem enraizada.

Exótica, forração, sol plenoou meia- sombra, fechamento médio do solo, resistencia média ao estresse hídrico. É tolerante a geadas, multiplica-se por semente ou estanquia.
Necessita de solos bem drenantes


Exótica, forração, se adapta a pleno sol, meia sombra e sombra, fechamento bom do solo, exige pouca água.
Gosta muito de frio e umidade.
Multiplica-se por estaquia e sementes.

Exótica, arbustiva, pleno sol, fechamento ruim do solo, pouca água.
Tolera a seca, o frio e as geadas.
Multiplica-se por divisão da planta, estaquia ou por sementes.

Exótica, pleno sol ou meia sombra, porte médio, fechamento médio do solo.
Raízes grossas com boa reserva de nutrientes, tolera a seca e ao frio.
Exótica, meia sombra, porte médio,
tolerante ao frio, multiplica-se por divisão da planta.

Exótica, porte baixo, plano sol e meia sombra, fechamento do solo médio, Resistente ao estresse hídrico.

Exótica, pleno sol e meia sombra, solo bem drenado, com pouca água, Bem resistente ao estresse hídrico.

Exótica, rasteira, bom fechamento do sol, necessita de pouca água, grande resistencia ao estresse hídrico.
Pleno sol. Solo arenoso.
Nativa, fácil cultivo e abundante floração. Tolerante a seca e a baixa fertilidade do solo. Não suporta muita água, solo arenoso
esse substrato é ideal para aumentar a porosidade do solo, auxiliando a retenção de umidade e entrada de ar
aumentar a drenagem do solo
aumentar a drenagem do solo
é um material de origem vegetal, parcialmente decomposto, garante nutrientes a planta, e deixa o solo mais denso
pode ser uma fonte de nutriente, por ser um solo bastante fértil
matéria orgânica depoistada no solo, na formação dele tem-se a liberação de nitrogêncio, ótimo fertilizante
a vermiculita ou vermiculite é um mineral formado por hidratação de certos minerais basálticos, aumenta a aeração do solo e o armazenamento de água.
auxilia na retenção de água e na porosidade do substrato
é bom para dar permeabilidade e porosidade ao substrato, ao mesto tempo que contribui com residual de matéria orgânica e inorgânica
Curso
Telhados
Verdes
Full transcript