Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A abordagem das relações humanas - Do estruturalismo e teori

No description
by

Taina Ribeiro

on 8 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A abordagem das relações humanas - Do estruturalismo e teori

Teoria Neoclássica
- Teoria Clássica repaginada e dentro de um ecletismo que aproveita a contribuição de todas as demais teorias administrativas.

- Alguns fundamentos:
Estruturalismo
- Final da década de 1950;

- Oposição à Teoria Clássica e a Teoria das Relações Humanas;

- Desdobramento da Teoria da Burocracia.
A abordagem das relações humanas - Do estruturalismo à escola neoclássica
Sumário
AP1
Velhas e Novas escolas de Pensamento em Administração
Teoria das Relações Humanas
Origem
Influência da motivação humana
Relações Humanas e a Organização
Estruturalismo
Origem
Estruturalismo e a Organização
Escola Neoclássica
Características
Decorrências da Teoria Neoclássica

Características
* Ênfase na prática da administração;
* Reafirmação dos postulados clássicos;
* Ênfase nos princípios gerais da Administração;
* Ênfase nos objetivos e nos resultados;
* Ecletismo nos conceitos.
AP1
Aula 4
Aula 6/7
Aula 11
Aula 11
Velhas e
Novas escolas de Pensamento em Administração
Teoria das Relações Humanas
Origem:
- Final da segunda década do séc. XX (1930) nos EUA;

- Movimento de reação e oposição à Teoria Clássica.



* Necessidade de humanizar e democratizar a administração;

* Desenvolvimeto das ciências humanas (psicologia);

* Ideias da filosofia e psicologia;

*
Experiência de Hawthorne
.
Fatores motivadores:
Experiência de Hawthorne
1927 - Conselho Nacional de Pesquisa:
* Objetivo: Avaliar a correlação entre iluminação e eficiência dos operários
* Onde: Western Eletric Company (Hawthorne - Chicago)
* Coordenador: Elton Mayo
Primeiro fase da experiência

Segunda fase da experiência

Terceira fase da experiência

Quarta fase da experiência

Conclusões da experiência
Escolhidos dois grupos que faziam o mesmo trabalho e em condições idênticas: um grupo trabalhava sobre intensidade de luz variável, enquanto o outro grupo tinha intensidade constante.

Operários se julgavam na obrigação de produzir mais quando a intensidade de luz aumentava e, o contrário quando a itensidade da luz diminuía.
Primeiro fase : Estudos da Iluminação
Conclusão: produtividade sobe quando há uma percepção dos trabalhadores que a direção da empresa dá atenção a eles.
Segunda fase : Estudos da sala de testes
Saber qual variável influenciava mais a produtividade.

Criou-se um grupo de cinco moças para montar relés (interruptor eletromecânico) enquanto uma sexta fornecia as peças.

Implantou-se horários de descanso, lanches, redução de carga horária e sistema de pagamentos. Aumentando assim a produtividade, mas ao retomar as condições originais, também houve aumento de produtividade.
Conclusões: os funcionários gostavam de trabalhar na sala de testes porque era divertido e a supervisão permitia trabalhar com liberdade.
Houve um desenvolvimento social, onde as moças faziam amizade e tornaram-se uma equipe, com objetivos em comum.
Terceira fase : O Programa de entrevistas
Fixação no estudo das relações humanas ao invés de verificar as condições físicas de trabalho

Conhecer as atitudes e sentimentos dos empregados.

O sucesso foi tão grande que adotou-se a técnica da entrevista não diretiva, onde o operário poderia falar livremente.
Conclusão: Existência da organização informal dos operários a fim de se protegerem das ameaças da organização.
Quarta fase : Sala de montagens de terminais
Conclusão: o grupo desenvolveu métodos para assegurar suas atitudes, onde se por ventura um membro prejudicasse algum companheiro, era pressionado os mais rápidos para estabilizar a produção.
Grupo experimental para trabalhar em uma sala especial com condições idênticas ao departamento sendo monitorado constantemente.

Assim os chefes conheciam as artimanhas para estabilizar a produção e solidariedade grupal.


Conclusões do experimento

Nível de produção é resultante da integração social
: quanto maior integração do grupo, maior será a disposição para produzir;
Comportamento social dos empregados
: o funcionário tentará não desviar do que é esperado pelo grupo para não sofrer punições sociais/morais;
Recompensas e sanções sociais
: padrão do grupo, quem produzir acima ou abaixo pode perder respeito e consideração;
Grupos informais
: preocupação com organização informal;
Relações humanas
: influência do comportamento por normas informas dos grupos.
Importância do conteúdo do cargo
: especialização não é o caminho mais eficiente;
Ênfase nos aspectos emocionais
: elementos não planejados e irracionais que precisam ser levados em consideração.
Princípios básicos da Escola das Relações Humanas:
Influência da Motivação Humana
Teoria das Relações Humanas: Homem Social/
Homo socialis
Administração Científica:
Homo Economicus
"ser humano é motivado, não por estímulos salariais e econômicos, mas por recompensas sociais e simbólicas." (CHIAVENTANO, 2010)
Necessidades humanas básicas: Fisiológicas, psicológicas e de auto-realização

Ciclo motivacional.
Ciclo motivacional
Frustração e compensação
Escola das Relações Humanas e a Organização

Organização informal;


Liderança
Liderança
Teoria Clássica: autoridade formal (chefia nos níveis hierárquicos)

Teoria das Relações Humanas: liderança como influência no comportamento das pessoas.
* Influência interpessoal;

* Relação líder-subordinado;

Teorias sobre liderança
Organização Informal
* Relação de identificação ou antipatia;

* Colaboração espontânea.
Origem:
'Estrutura': conjunto formal de dois ou mais elementos que mantém-se mesmo com a alteração de um dos seus elementos ou relações.
Estruturalismo
: voltado para o todo e como as partes constituem o todo.
Estruturalismo e a Organização
Burocracia: organizações formais
organizações complexas
{
Homo economicus
- Teoria Clássica

'Homem social' - Teoria das Relações Humanas

'
Homem organizacional
': desempenho de diversos papéis em várias organizações
Homem Organizacional
Análise das Organizações
Estudo das organizações : Conciliar a Teoria Clássica e a Teoria das Relações humanas baseando-se na Teoria da Burocracia;
Diferentes níveis hierárquicos
Nível institucional
Nível gerencial
Nível técnico
* A Administração é um processo operacional composto por funções, como: planejamento, organização, direção e controle;

*A Administração é uma arte que, como a Medicina ou a Engenharia, deve se apoiar em princípios universais;

*A cultura e o universo físico e biológico afetam o meio ambiente do administrador.
- Administração: coordenação das atividades em grupo;

- Aspectos administrativos de Drucker:
Quanto aos objetivos
Quanto à administração
Quanto ao desempenho individual
Princípios básicos da Organização
'A organização consiste em um conjunto de posições funcionais e hierárquicas orientado para o objetivo econômico de produzir bens ou serviços'
(CHIAVENATO, p. 156, 2010)
Princípios fundamentais de uma organização formal:
Funções do Administrador
Fayol: Prever, organizar, comandar, coordenas e controlar

Neoclássica: Planejamento, organização, direção e controle (
ciclo administrativo
)
Processo Administrativo
Decorrências da Teoria Neoclássica
Tipos de Organização

Departamentalização
Tipos de Organização
* Organização Linear

* Organização Funcional

* Organização Linha-Staff


Organização Linear
Organização Funcional
Organização Linha-Staff
Departamentalização
Características:

Autoridade linear ou única
Linhas formais de comunicação
Centralização das decisões
Aspecto piramidal
Aplicável em:
* Empresas pequenas
* Criação da empresa
* Tarefas padronizadas
Características:
Autoridade funcional ou dividida
Linhas diretas de comunicação
Descentralização das decisões
Ênfase na especialização
Aplicável em:
* Empresas pequenas
* Delegação da autoridade funcional em alguns departamentos
Características:
Estrutura linear e funcional
Coexistência entre linhas formais e diretas de comunicação
Separação de órgãos operacionais (executivos) e órgãos de apoio e de consultoria (assessores)
Hierarquia vs. especialização
Aplicável em:
* Empresas que incorporam especialistas por um custo razoável.
Estrutura Linear
Estrutura Linha-staff
Administração Científica
- especialização do trabalho (ênfase nas tarefas)

Teoria Clássica

- estruturação dos órgãos (ênfase na estrutura organizacional).

Teoria Neoclássica
- Junção das anteriores através da
departamentalização.
Conceitos

*
Vertical

- aumento na qualidade da supervisão ou chefia acrescentando mais níveis hierárquicos na estrutura (processo escalar). Caracteriza-se pelo crescimento vertical do organograma.
*
Horizontal
- aumento na perícia, eficiência e melhor qualidade do trabalho em si. Se faz à custa de um maior número de órgãos especializados, no mesmo nível hierárquico, cada qual em sua tarefa (processo funcional). Caracteriza-se pelo crescimento horizontal do organograma.
Tipos de Departamentalização
1. Por funções.

2. Por produtos ou serviços.

3. Por localização geográfica.

4. Por clientes.

5. Por fases do processo (ou processamento).

6. Por projetos.
Exemplo
Organização = fábricas


Organizações = organizações militares, organizações públicas e privadas, organizações filantrópicas, etc.
Diferentes enfoques da organização
Modelo racional
Modelo natural
Diferentes tipos de organizações.
Análise interorganizacional.
* Abordagem
múltipla
:
Organização formal como informal.
Recompensas salariais e materiais como as sociais e simbólicas.
Divisão do trabalho
(produtividade,eficiênca, redução de custo pelos níveis hierárquicos)
Especialização
(funções e tarefas)
Hierarquia
(autoridade, responsabilidade, delegação)
Amplitude administrativa
(de comando ou controle)
Centralização vs. Descentralização
Full transcript