Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Atitude filosófica

Elementos do pensamento filosófico.
by

Wanderlan Porto

on 31 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Atitude filosófica

O que é a Filosofia?
Atitude Filosófica
Real
Eu vejo a realidade mas ela não me atinge.
O que pensamos sobre a realidade?
Diferentes
perspectivas
O que é isso , a realidade?
A nossa mente é rodeada de informações
Pensamento
Ideias ...
... pensamentos e ...
... Reflexão
A experiência filosófica nos leva a refletir o sentido dos pensamentos e das ações para não aceitar soluções fáceis demais.
“O conhecimento humano e o poder coincidem; quando não se conhece a causa não se consegue produzir o efeito. Só se vence a Natureza obedecendo-lhe; e o que na observação funciona como causa na obra funciona como regra”. Francis Bacon
“Nam et ipsa scientia potestas est” (“Porque o próprio saber é poder”)
Qual a utilidade da Filosofia ?
Todo pensamento é filosófico?
Filosofia de vida
Filosofia da vida
Filosofia na vida
O maior medo dos ditadores é a liberdade do pensamento.
Por ser crítico, o conhecimento filosófico não compartilha com as visões teóricas que, a despeito do rigorismo interpretativo, pretendem se arvorar em filosofias únicas, monopólios das visões da realidade: daquilo que é possível conhecer, do que podemos fazer e como devemos agir. A filosofia é diversa, e a sua variegação permite falar de filosofias e não da filosofia.
São elas que constituem um acervo de conhecimento consubstanciado na história do pensamento. Além de crítica, ela se constitui no próprio processo da sua realização na história como o resultado sistemático e rigoroso do encadeamento de idéias que são produzidas para a sustentação, ampliação, ou substituição de teorias ou conceitos que têm vigência num determinado momento da história da filosofia. Por isso mesmo, não se pode inocentemente aderir à última moda de pensamento que aparece na vitrine das ideias para o consumo de espíritos ávidos de novidade.
Se a filosofia é, por sua própria natureza, um conhecimento crítico marcado pela diversidade e complexidade das teorias que a história do pensamento suscita e estimula –, como deve ser o seu ensino? Essa questão não deixa de incomodar a mente de filósofos, pedagogos, e professores de filosofia. Se, realmente, todos têm o interesse no aprendizado e na divulgação da filosofia como matéria importante, seja para a profissionalização do aluno como futuro professor e pesquisador, seja para a sua formação como pessoa e cidadão, o problema do seu ensino é relevante.
A tese que sustentamos é a de é preciso imbuir o aluno de uma perspectiva filosófica crítica, possível apenas quando se aprende a filosofar; mas, é necessário também apresentar o lado sistemático que se traduz pela apreensão de conteúdos escolásticos firmados nos diversos sistemas filosóficos da história da filosofia, momento em que se aprende os conteúdos da filosofia de um determinado filósofo ou de um sistema.
Full transcript