Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

ÉTICA

Template do Prezi para criar o seu currículo ou passos para a organização de um evento. CV do Prezi por Prezcreation.com
by

Amanda Oliveira

on 15 September 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ÉTICA

Especialista
em animação
Prezi
http://www.prezcreation.com
O que é ética?
Conjunto de valores que servem para guiar o bom comportamento humano na sociedade independentemente do lugar ou com quem estamos.
O que é Código de Ética?
É um acordo que estabelece os direitos e deveres de uma empresa, instituição, categoria profissional, ONG e etc, a partir da sua missão, cultura e posicionamento social.
É um documento que dita e regula as normas que gerem o funcionamento de determinada empresa ou organização, e o comportamento dos seus funcionários e membros.
As normas estabelecidas no código de ética podem (ou não) estar atreladas às normas civis. Neste caso, o descumprimento de alguns pontos cruciais do código podem ser motivo para punição perante leis previstas nas legislações penais e trabalhistas.
Cada grupo – sejam empresas, partidos políticos, categorias profissionais e etc – possuem as suas próprias políticas e práticas específicas que ditam o código de ética.

O que é sigilo?
É a condição de algo que é mantido como oculto e secreto, fazendo com que poucas pessoas saibam da sua existência.
Quando uma pessoa pede sigilo sobre determinado assunto, está implícito que a informação não deve ser reproduzida para outras pessoas, mas sim reservada exclusivamente para aquela que a está recebendo.
Exemplo: “Vou ser promovido, mas ainda é sigilo”.

Este é um comportamento previsto no Código de Ética de todas as profissões. Consiste na condição de manter o sigilo das informações cedidas pelo usuário / cliente ao profissional que o recepcionou / atendeu.

O que é Sigilo profissional?
Importância do sigilo profissional:
Manter em segredo informações valiosas, cujo domínio de divulgação deva ser fechado, ou seja, restrito a um cliente, a uma organização ou a um grupo, sobre, uma vez que a ele é confiada a manipulação da informação.
O profissional que é ético reconhece que lhe foi dado um voto de confiança, e este tem acesso a muitos dados que caso sejam descobertos pela concorrência ou pelas pessoas erradas, podem frustrar o projeto da empresa e até mesmo levar ao fracasso de todas as pessoas envolvidas.

após o vínculo empregatício :
É algo totalmente antiético um ex-funcionário revelar, por exemplo, o know-how (fórmula secreta, informações, tecnologias, etc..) da empresa. Muitas escolhas que faremos na nossa vida profissional refletirão para bem ou para mal. As oportunidades para deixarmos de ser éticos surgirão e, conforme a postura que tivermos, poderemos ir rumo ao sucesso ou ao fracasso profissional.
Um exemplo disto é o caso do ex-diretor da Volkswagen que foi acusado pela GM, onde trabalhou anteriormente, por fraude e furto de documentos. Alguém com uma carreira brilhante que cometeu um pequeno erro, manchando toda sua carreira.
Artigo por Colunista Portal - Finanças E Areas Afins - sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Profissões que exigem sigilo:
Além das empresas (públicas ou privadas), um código de ética que determina o sigilo também pode ser desenvolvido por instituições, organizações não governamentais, categorias profissionais, partidos políticos e demais grupos que desejam orientar e explicitar a sua postura social, entre elas: a profissão de Médico/Ginecologista,
Bancário, Psicólogo e Padre.
Médico/Ginecologista
O sigilo médico só pode ser quebrado por autorização expressa do paciente ou de seus responsáveis legais, ou por justa causa e dever legal.
Padre
Bancário
Curiosidades
Conclusão
Bibliografia
Vejo, Ouço e nada Falo
Amanda Oliveira
Luana Silva
Marilia Menezes
Roberta Rodrigues
Sara Barreto

Ética e Responsabilidade Profissional

Juramento
O juramento de Hipócrates – que o médico se compromete a cumprir, preconiza que:
“Aquilo que, no exercício ou fora do exercício da profissão e no convívio da sociedade, eu tiver visto ou ouvido, que não seja preciso divulgar, eu conservarei inteiramente secreto.”

É vedado:
Art. 1º - O médico não pode, sem o consentimento do paciente, revelar o conteúdo do prontuário ou ficha médica.
Art. 3º - Na investigação da hipótese de cometimento de crime o médico está impedido de revelar segredo que possa expor o paciente a processo criminal.
Art. 73. Revelar fato de que tenha conhecimento em virtude do exercício de sua profissão, salvo por motivo justo, dever legal ou consentimento, por escrito, do paciente.
Art. 5º - Se houver autorização expressa do paciente, tanto na solicitação como em documento diverso, o médico poderá encaminhar a ficha ou prontuário médico diretamente à autoridade requisitante.
É vedado:
Art. 7º - Para sua defesa judicial, o médico poderá apresentar a ficha ou prontuário médico à autoridade competente, solicitando que a matéria seja mantida em segredo de justiça.
Art. 93. Ser perito ou auditor do próprio paciente, de pessoa de sua família ou de qualquer outra com a qual tenha relações capazes de influir em seu trabalho ou de empresa em que atue ou tenha atuado.
O Código Civil Brasileiro, em vigor desde 2003 prescreve:
Art. 229. Ninguém pode ser obrigado a depor sobre fato:
I - a cujo respeito, por estado ou profissão, deva guardar segredo;
II - a que não possa responder sem desonra própria, de seu cônjuge, parente em grau sucessível, ou amigo íntimo;
III - que o exponha, ou às pessoas referidas no inciso antecedente, a perigo de vida, de demanda, ou de dano patrimonial imediato.

Um dever de segredo profissional, como tal expressamente considerado no art. 135-1 CP. Impede sobre os membros dos órgãos de administração e de fiscalização das instituições de crédito, bem como sobre os seus empregados, mandatários, comitidos e outras pessoas que lhes prestem serviços, permanentes ou ocasionais, e abrange todos os factos conhecidos por via exclusiva do exercício das suas funções ou da prestação dos seus serviços, designadamente os nomes dos clientes, contas de depósito e seus movimentos e outras operações bancárias, podendo ser levantado, quando relativo a fatos das relações do cliente com a instituição de crédito, por meio de autorização do primeiro, transmitida à instituição (arts. 78 e 79-1 do DL 298/92, de 31 de Dezembro).
Psicólogo
É vedado ao psicologo, apresentar publicamente, através de meios de comunicação resultados de psicodiagnósticos de indivíduos ou grupos, bem como imterpretar ou diagnosticar situaçãoes problemáticas, oferecendo soluções conclusivas;induzir convicções políticas, filosóficas, morais e religiosas, quando do exercicio de sua profissão
Segundo o direito canônico da Igreja Católica, o segredo sacramental da confissão é inviolável, mesmo que a pessoa revele um crime. A relação entre padre e fiel segue as determinações morais e éticas do sigilo profissional – e que estão previstas na lei. Segundo o artigo 154 do Código Penal, a quebra de sigilo é punível com multa e até detenção de três meses a um ano (o padre também pode ser excomungado). E os artigos 229 do Código Civil e 207 do Código Penal dizem que padres e outros profissionais não podem ser obrigados a quebrar o segredo mesmo em depoimento judicial.
Prevê o art. 154 do Código Penal: “revelar alguém, sem justa causa, segredo, de que tem ciência em razão de função, ministério, ofício ou profissão, e cuja revelação possa produzir dano a alguém”. A pena cominada é detenção, de três meses a um ano, ou multa.
Art. 207. São proibidas de depor as pessoas que, em razão de
função, ministério, ofício ou profissão, devam guardar segredo, salvo se, desobrigadas pela parte interessada, quiserem dar o seu testemunho.
Pode ser estabelecido no contrato de trabalho um período após o desligamento do empregado para que este ainda não revele os segredos profissionais da empresa onde se encontrava. Entende-se que a adoção do prazo indeterminado é o melhor caminho. Se o ex-empregado, em algum momento, passa a revelar os segredos da empresa onde se encontrava, será fatalmente questionado em sua ética e o mercado de trabalho passará a rejeitá-lo.
Proteção coletiva: A legislação que regula o sigilo profissional também vale para pastores de outras igrejas, não apenas a católica
Exceções de quebra de sigilo profissional
Advogado
É uma prerrogativa descrita no artigo 26 do Código de Ética da área e no artigo 7o, inciso XIX, da Lei 8.906/94. O advogado pode quebrá-lo se tiver uma justa causa, isto é, uma grave ameaça à vida e à honra (exemplo: um cliente ameaçar matar alguém). Outra exceção em defesa própria, caso advogado e cliente se confrontem no tribunal.
Psicólogo
Determinado no artigo 9 do Código de Ética da profissão, o sigilo é uma forma de proteger a intimidade do paciente. Se intimado a depor,o psicólogo pode invocar o direito de não se pronunciar. Mas também pode pensar no “menor prejuízo” e prestar informações relatadas nas sessões estritamente necessárias ao caso
Médico
Está previsto no artigo 73, princípio XI do Código de Ética da profissão. É um direito do paciente, mesmo após a morte. Só pode ser burlado se houver autorização por escrito do paciente, uma determinação legal (como um paciente soropositivo não revelar a verdade aos parceiros e contaminá-los) ou um motivo justo, assim como no caso dos advogados.
O testemunho em juízo é vedado ao conhecedor do segredo, salvo se desobrigado pela parte interessada(artigo 207 CPP). Distingue-se o direito brasileiro do direito alemão onde a proteção se protege relativamente o segredo profissional.

Charge e imagens
O código de ética é um documento que busca expor os princípios e a missão de uma determinada profissão ou empresa. Seu conteúdo deve ser pensado para atender às necessidades que aquela categoria serve e representa.
Eles são feitos para enfatizar os valores que devem ser praticados pelos profissionais e instituições. Pode-se falar também em código deontológico. A deontologia é a ciência que estuda os deveres e obrigações a partir da ótica moral e ética.

Principais Objetivos de um Código de Ética
• Especificar os princípios de uma certa instituição e/ou profissão diante da sociedade;
• Documentar os direitos e deveres do profissional;
• Dar os limites das relações que o profissional deve ter com colegas e clientes/pacientes;
• Explicar a importância de manter o sigilo profissional (essencial em muitos casos);
• Defender o respeito aos direitos humanos nas pesquisas científicas e na relação cotidiana;
• Delimitar e especificar o uso de publicidade em cada área;
• Falar sobre a remuneração e os direitos trabalhistas.

http://www.portalmedico.org.br/pareceres/crmpr/pareceres/2011/2326_2011.htm
http://www.crpsp.org.br/portal/orientacao/codigo/fr_codigo_etica_new.aspx
https://cezannehr.com/br/hr-blog/2014/08/importancia-sigilo-profissional/
http://www.portaleducacao.com.br/administracao/artigos/54264/etica-profissional-sigilo-das-informacoes
http://www.significados.com.br/sigilo/
http://www.trc.pt/index.php/jurisprudencia-do-trc/outros/4398-movimento-judicial-ordinario-julho-2008-sp-4225
https://jus.com.br/artigos/43802/o-crime-de-violacao-de-segredo-profissional
http://mundoestranho.abril.com.br/cotidiano/o-segredo-da-confissao-pode-ser-violado/
http://www.jurisway.org.br/v2/dhall.asp?id_dh=7679
http://www.portaldeangola.com/2015/03/falta-de-etica-dos-funcionarios-contribui-para-assaltos-a-bancos/
Matérias
O Supremo Tribunal Federal enfrentou a matéria, em caso em que um Diretor do Hospital das Clínicas, em São Paulo, se recusava a atender ordem do juiz criminal sob pena de desobediência., no sentido de prestar informações sobre o atendimento de pessoa acusada de ter praticado aborto. À época dos fatos, o Código de Ética Médica outorgava ao médico uma faculdade(não um dever jurídico) de revelar o segredo sempre que: se trate de fato delituoso com consequências graves para terceiros.
Falta de ética dos funcionários contribui para
assaltos a bancos:
O director do IFBA considera haver ainda um défice “muito grande” em matéria de ética por parte dos trabalhadores bancários, o que tem resultado também na perda de clientes.
Alguma falta de ética profissional dos funcionários tem estado, também, por detrás de assaltos a várias dependências de instituições bancárias no País, admitiu, em Luanda, o diretor-geral do Instituto de Formação Bancária de Angola (IFBA), Cruz dos Santos.
Cruz dos Santos referiu que, na maior parte das vezes, “não se dá a importância devida a questões do fórum comportamental”, que considerou serem a porta de entrada dos bancos. “Há um défice ainda muito grande nesta vertente e noutras também. Muitas vezes, não damos a importância devida às questões do foro comportamental. Pensamos que não é importante, quando, afinal, muitas vezes são a porta de entrada do banco. É preciso que o cliente seja bem tratado. O cliente, ao expor alguma preocupação, deve vê-la completamente satisfeita e de forma clara”, referiu.
frases
" Nosso caráter é o resultado da nossa conduta." Aristóteles
" É necessário cuidar da ética para não anestesiarmos a nossa consciência e começarmos a achar que tudo é normal." Mario Sergio Cortella
Full transcript