Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

EDUCAÇÃO FISICA

No description

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of EDUCAÇÃO FISICA

MÉTODOS PEDAGÓGICOS DE ENSINO DE ESPORTES COLETIVOS
Educação Física 4º semestre

Alunos:

Andrew Araujo de Morais
Erico Rodrigo de Andrade França
Luís Carlos Sampaio de Assis
Maria Natalia de Jesus Pinheiro
Silnei da Silva Coelho
Williason dos Santos Tavares

A inserção dos conteúdos esportivos nas aulas de Educação Física no Brasil teve seus primórdios por volta da década de 50, quando da chegada ao Brasil do Método Desportivo Generalizado pela interferência do professor francês Auguste Listello. Entretanto, sua ênfase como conteúdo quase que exclusivo nas aulas de EF se deu a partir da década de 60 (COLETIVO DE AUTORES , 1992).
TECNICISTA
O MÉTODO DA SÉRIE DE JOGOS
METODOS DE JOGOS ESPORTIVOS MODIFICADOS BUNKER E THORPE (1982)
MÉTODO DO PROFESSOR CLAUDE BAYER (1986)
MÉTODO SITUACIONAL> GRECO (1998)
MÉTODO CRÍTICO SUPERADOR> UM COLETIVOS DE AUTORES (1992)
MÉTODO CRÍTICO EMANCIPATÓRIO> ELENOR KUNZ (1994)
METODO DA ESCOLA DA BOLA> CHRISTIAN KRÖGER E KLAUS ROTH (1999)
Método Tradicional Tecnicista de ensino baseado no método analítico sintético é caracterizado pelo fracionamento das partes de todos os esportes rompendo todos os fragmentos até chegar aperfeiçoamento focado pelo comando dos professores um ensino rígido, enérgico de caráter imitativo.
METODOLOGIA TECNICISTA
MÉTODO DA SÉRIE DE JOGOS
Este método foi idealizado e proposto na década de 80 pelos professores alemães Heinz Alberti e Ludwig Rothenberg. Seus principais objetivos são 1) o aperfeiçoamento da técnica motora 2) o domínio do material dos jogos 3) o ensino do comportamento tático, começando sempre dos mais simples para os mais complexos.
METODOS DE JOGOS ESPORTIVOS MODIFICADOS BUNKER E THORPE (1982)
Estes apresentam novas abordagens aos jogos esportivos modificados, que se baseiam na abordagem de compreensão dos jogos, onde todos e cada um dos alunos podem participar na tomada de decisões
MÉTODO DO PROFESSOR CLAUDE BAYER (1986)
Esse método é composto por três elementos: 1) valorização dos jogos espontaneamente praticados pelas crianças podendo ser modificados por elas: 2) adequação à etapa de desenvolvimentos das crianças objetivando a formação de um aluno inteligente: capaz de atuar por si e 3) valorização dos elementos perceptivos da própria conduta e sua reflexão tática, sendo conveniente eliminar o aprendizado extremamente mecânico que desenvolve comportamentos muito automatizados. Para isso, o professor deve facilitar propor condições de execuções variáveis, alternando com períodos de fixação mais curto e menos repetitivos.
MÉTODO SITUACIONAL> GRECO (1998)
Destaca-se o caminho da aprendizagem motora ao treinamento técnico, desenvolve competência para solucionar problemas motores específicos do esporte através dos desenvolvimentos das capacidades coordenativas e técnico-motoras.
MÉTODO CRÍTICO SUPERADOR> UM COLETIVOS DE AUTORES (1992)
Descrito na obra “METODOLOGIA DO Ensino de EF” elaborada por Coletivos de Autores em 1992, considera que o ensino dos esportes deve possuir princípios metodológicos da lógica dialética, e apresentados de forma organizada e sistematizados.
MÉTODO CRÍTICO EMANCIPATÓRIO>
ELENOR KUNZ (1994)
Este método foi embasado nos estudo da ciência da educação na teoria crítica da sociedade da escola de Frankfurt. Na concepção crítica o esporte não deve ser ensinado pelo simples desenvolvimento de técnicas e táticas, mais praticado e estudado, o ensino deve fomentar a capacitação dos alunos para um giro solidário, segundo os princípios da co-determinação, autodeterminação e da auto-reflexão, através da interação aluno-aluno, aluno-professor e professor-aluno.
A Escola da Bola é uma metodologia de iniciação e aprendizagem desportiva fundamentada nas mais atuais das ciências do movimento e do treinamento desportivo
ENTREVISTA
Escola Municipal Graziela Ribeiro – Manaus – AM
Ensino fundamental.
Professor de Educação Física: ALBERTO JOSE DA SILVA VILHENA


1- Qual método ou abordagem de ensino você utiliza em suas aulas para o desenvolvimento do aprendizado de modalidades coletivas?
Resposta: Como dou aulas para turmas do 6º ao 9º ano trabalho com duas abordagens geralmente, que são métodos dos jogos esportivos modificados e tradicional tecnicista


2- Por que você considera este o método mais adequado para o desenvolvimento destas modalidades?
Resposta: Vejo na abordagem dos jogos esportivos modificados como uma metodologia muito fácil e pratica de se aplicar além de estar bem contextualizada com a realidade da escola que trabalho.Já a metodologia tecnicista tem grande utilidade nas turmas do 9º ano, pois há um grande interesse por parte dos alunos em se tornarem mais especialistas nos esportes

3- Você também considera aspectos importantes de outros métodos de ensino, além do que você costuma utilizar, para tornar o aprendizado dos alunos um processo mais prazeroso e eficaz?
Resposta: Sim, alias entendo que os métodos estão conectados entre si o percebo é mais uma questão foco em determinados pontos, cada método da ênfase em alguns critérios que julgam ser importantes, todavia todos visam proporcionar ao professor ferramentas para que ele consiga melhorar a qualidade de vida de seus alunos.


4- Além do método que você utiliza com maior freqüência, sobre quais outros métodos você têm conhecimento?
Resposta: De cabeça me lembro agora de mais dois que são a escola da bola e das séries de jogos, mas sei que existem outras metodologias.


5- Na sua graduação, você teve alguma disciplina que abordasse os diferentes métodos de ensino de modalidades coletivas?
Resposta: Sim, estudei no 7º período da minha licenciatura uma matéria que se chamava treinamento esportivo para escolares, que abordava esse assunto nas aulas.


6- Você se sente preparado para trabalhar o ensino de modalidades coletivas com seus alunos?
Resposta: Acredito que sim, pois já venho desempenhando esse papel por alguns anos e encontrei uma maneira que acredito que está sendo eficiente pois tenho tido a oportunidade de acompanhar o crescimento de muitos alunos e tenho visto que eles têm adquirido progressões no seu desenvolvimento que foram contribuições dadas pelas aulas de educação física, isso é muito gratificante embora reconheça que há sempre espaço para novos aprendizados na minha forma de ensinar e trabalhar.


7- Como você prepara os exercícios e atividades que propõe em sua aula? Você trabalha com a progressão dos movimentos para a construção pedagógica de suas aulas?
Resposta: Geralmente eu prefiro utilizar um bimestre inteiro para trabalhar algum tipo de esporte coletivo, eu tenho uma coletânea de brincadeiras pré desportivas que utilizo em minhas aulas para ir abordando e trabalhando os movimentos e conhecimentos que acredito serem essenciais para o bom aprendizado de determinado esporte para que no momento em que for colocar em pratica o ensino do esporte propriamente dito meus alunos consigam ter a maturidade e experiência necessária para não sentirem grandes dificuldades no aprendizado do esporte e assim sentirem mais prazer durante as aulas, sendo assim trabalho com a progressão dos movimentos nas minhas aulas.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS
MODALIDADE ESPORTIVA: FUTEBOL DE SALÃO
SÉRIE: 7º ANO
ATIVIDADE 1: BRICADEIRA DO BOBINHO COM 2 TOQUES
OBJETIVO: TRABALHAR O FUNDAMENTO DE TOQUE DE BOLA, TRABALHAR A AGILIDADE, COOPERÇÃO, MARCAÇÃO, VELOCIDADE, POSICIONAMENTO E RESPEITO ÀS REGRAS

ATIVIDADE 2: JOGO DO 3 DENTRO 3 FORA
OBJETIVO: TRABALHAR O DOMINIO DE BOLA, CONTROLE DO CORPO, CORDENAÇÃO MOTORA DOS MEMBROS INFERIORES, PRECISÃO E AGILIDADE, COOPERAÇÃO E RESPEITO ÀS REGRAS.

ATIVIDADE 3: FUTMEBA
OBJETIVO: TRABALHAR PASSE, POSICIONAMENTO, COOPERAÇÃO, FINALIZAÇÃO, RESPEITO ÀS REGRAS, MOVIMENTAÇÃO EM CAMPO.

CONCLUSÃO
A Educação física demorou bastante para começar a questionar sua antiga forma de trabalhar
Só a partir da década de 80 que se começou a pensar e a buscar novas formas de abordagens
a mudança de pensamento que ocorreu na educação física escolar fez ela não mais buscar formar atletas e sim o desenvolvimento pleno da criança em todas suas características, motoras, cognitivas e social.
Com isso diversas metodologias foram criadas para tornar o ensino de modalidades esportivas algo mais lúdico e completo, visando mais o ser humano do que o esporte
Porém reconhecemos que ainda é muito difícil abandonar velhos hábitos principalmente em nosso país e a abordagem tecnicista continua muito presente nas aulas da educação física do ensino regular
Porém os primeiros passos para mudança já estão sendo dados, pois os novos conhecimentos já fazem parte do currículo escolar da formação dos professores como também as exigências para que eles sejam implementados nas escolas estão no PCNs.
"E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." Romanos 12:2
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

COUTINHO, N. F. (2009). MOVIMENTO.

SILVA, S. A. (2009). MOVIMENTO.

KROGER, C.; ROTH, K. Escola da bola: um abc para iniciantes nos jogos esportivos. São Paulo: Phorte, 2006.
Full transcript