Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Cosmocentrismo

No description
by

Pedro Gomes

on 5 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Cosmocentrismo

O que é o Cosmocentrismo?
O Cosmocentrismo é uma posição filosófica que afirma a prioridade do mundo natural, o qual ocupa o lugar central e fundamental na ordem da existência, sendo a natureza ou o mundo o ser mais importante de toda a realidade, devendo ocupar então também o centro de referência de toda explicação filosófica.
Cosmocentrismo
Universo
Centro
no
Como chegámos à teoria
cosmocentrista?
Ao longo da história da humanidede foram sempre surgindo novas teorias e opiniões acerca da nossa existência. Quem somos, onde estamos, e o que nos rodeia são problemas que até hoje nunca conseguimos responder por completo.
Será que conseguimos distinguir o que é real do que não é real? Será o nosso conhecimento legítimo? Descartes, Hume, Kant e muitos outros filósofos tentaram responder a estas perguntas e no entanto elas continuam a ser dos principais dilemas dos seres humanos.
"Só sei que nada sei"
Sócrates
Muitas teorias tentaram explicar a nossa existência e como funciona o nosso mundo.
Existem diversas teorias como por exemplo o
-Antropocentrismo,
-Teocentrismo,
-Cosmocentrismo,
etc.
Cosmocentrismo
Há cerca de 2600 anos começou o que podemos chamar Período cosmocentrico

- Nesse período, os filósofos tentaram conhecer e entender o universo, o cosmos.





Os filósofos Milesios (+/- 600AC)

- Obs: Milesio: habitante de Mileto, na Ásia Menor (Turquia atual)



Tales de Mileto

- Foi o primeiro filósofo ocidental de que se tem notícia.
- Estadista, matemático, engenheiro e astrônomo.
- Formulou uma pergunta-chave:
Qual é a natureza última da realidade?
(Ou seja, qual é à base de tudo?)

- Segundo Tales, o elemento constitutivo de todas as coisas é a água. (disse isto 2460 anos antes de Darwin)
- Dela tudo deveria, nela tudo consiste e a ela tudo volta.
- Essa teoria era pertinente. Até hoje, sabemos que nenhum ser biológico existe sem água.
Anaximandro

­- Segundo ele, a base de tudo seria o “apeiron” (um conceito abstrato de ilimitado, infinito).

- Uma ideia mais concreta do “apeiron” seria o espaço, a atmosfera.

- Todos os corpos finitos vêm do infinito.
Todos os indivíduos vêm do universal.

- A água, a luz, a terra vem do espaço.
Anaximenes

- O primeiro principio cósmico seria o ar.

- O sopro, o hálito ou o espírito (no sentido do vento)
O que seria mais tarde chamado de “éter”

- Do processo de concentração e de dilatação do ar vem os corpos físicos.

- Teoria pertinente: o ar é vital, ninguém sobrevive muito mais que 3 minutos
sem ar.
Os Atomistas (+/- 420 A.C)

Leucipo e Demócrito
, de Abdera (Ásia Menor).

- Afirmaram que existe no universo uma última unidade física que não admite mais divisões:
O átomo ( A – tomo = in – divisível)

( Obs: o átomo moderno é divisível.)

- A forma dos corpos físicos depende da disposição e da combinação dos conjuntos de átomos.
- O átomo é eterno, universal e causa prima de todas as coisas.
- Portanto, o átomo sendo infinitivamente simples,
o mais simples é o mais perfeito,
o mais complexo é o mais imperfeito.
- Os seres superiores, espirituais seriam compostos pelos átomos desse tipo.
- Os seres inferiores seriam uma mosaica de átomos de formas variadas.
.1.3 Parmênides e Heráclito

- No fim do período cosmocentrico (+/- 400 AC), reinava um certo desânimo, um certo ceticismo diante da dificuldade de positivar o último substrato das coisas (água, apeíron, ar, átomo, etc...)
- Os filósofos procuravam saber se o elemento universal do cosmos era estático e passivo ou dinâmico e ativo.

Actualmente, sabemos que o universo é activo e que se expande segundo a teoria do bigbang, mas mais uma vez, a mesma não é uma verdade absoluta e está a aguardar até que apareça uma teoria mais correta que saiba explicar melhor a nossa existência
Depois dos Filósofos Milesios, os Atomistas e de Parmênides e Heráclito, a teoria Teoria Teocêntria e mais tarde a Antropocêntrica tomaram preferência na mentalidade humana.
Hoje em dia, o cosmocentrismo é provavelmente o mais aceite.
Devemos pensar como um todo e nao apenas como seres egoístas e egocêntricos.
Ao longo da história, devido aos trabalhos insistentes dos nossos ciêntistas e filósofos e às suas criticas constantes para melhorar o seu trabalho (crítica racional de Karl Popper) podemos concluir que temos vindo a poluir o ambiente de uma maneira insustentável.
Mesmo que continuemos com o pensamente egoísta, podemos ser ao menos inteligentes e entender que precisamos do nosso ecosistema para continuar a viver da maneira que vivemos e que por isso devos preserva-lo, tendo assim:
Uma visao Cosmocentrista
As éticas tradicionais foram desenvolvidas em moldes antropocêntricos, ou seja, todos os actos são bons ou maus conforme os mesmos prejudicam ou beneficiam os seres humanos, ignorando os efeitos que produzem na natureza.
Grande negligência em relação á natureza e também ao futuro
Homem

Natureza
ser activo

algo passivo
Nova ética
Uma ética Cosmocêntrica
Novos conceitos e novos âmbitos de ação e responsabilidade quer do homem quer da natureza:
-O ser Humano foi obrigado a tomar consciência de que é um produto que se constrói sob a influência da própria natureza;
-A mesma deixa de ter um valor neutro;
-Passa a ser uma entidade com capacidades activas, interferindo na constituição do próprio Homem.
Sendo o Homem um produto da natureza, o comportamento ético do mesmo equaciona-se agora em função do próprio cosmos.
Assim, a ética antropocêntrica (cujo sentido ético nao ia além da esfera do ser humano) dá lugar à ética cosmocentrista que coloca a natureza/universo/cosmos no centro e caracteriza o Homem como aoenas uma parcela integrante.
Hans Jonas
Escreveu "O princípio da responsabilidade" no qual critica o carácter inadequado das éticas antigas
1903-1993
"Age sempre de tal maneira que os efeitos da tua ação sejam compatíveis com a preservação da vida humana genuína".
-Responsabilidade colectiva

-Preocupação com o futuro
Autores como Jacques Delors, Stephen Jay Delors, Vitaly Goldanski e Jacques-Yves Counteau, também ajudaram a chegar à teoria cosmocentrica, mudando a sociedade de hoje em dia.
Bibliografia:

ABRUNHOSA, M e Leitão M; "Um outro olhar sobre o mundo"

LEWIS, J; Historia da Filosofia, São Paulo (Pioneira), 1966

ROHDEN, H; O Pensamento Filosófico da Antiguidade, Rio de Janeiro (Freitas-Bastos), 1961
Full transcript