Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A HISTÓRIA DO LIXO

No description
by

Matheus Pinheiro

on 23 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A HISTÓRIA DO LIXO

Idade Média
SÉCULO XX
Antiguidade
A história da produção do lixo na sociedade humana
O lixo na Idade Média
À medida em que foi "civilizando-se" o homem passou a produzir peças para promover seu conforto,começou também a desenvolver hábitos de construção de moradias, criação de animais, cultivo de alimentos, além de se fixar de forma permanente em um local. A produção de lixo consequentemente foi aumentando, mas ainda não havia se constituído em um problema mundial.
No seculo XVII com a Revolução Industrial e o aumento da população começou a criar sérios problemas. Porém, esse fato não causou nenhuma preocupação maior: o que estava em alta era o
desenvolvimento e não suas conseqüências.
As condições sanitárias da cidade industrial típica da década de 1830 eram péssimas. Elas geralmente não dispunham de abastecimento de água e esgoto.


Gradualmente, tais serviços foram instituídos nas cidades, primeiramente nos bairros da elite e da burguesia, ao longo do século XIX.
O lixo no SÉCULO XX
Começaram a aparecer os materiais cuja reciclagem é muito difícil, como o plástico, a borracha vulcanizada, as latas de conserva e o náilon.

O lixo na antiguidade
A história do lixo inicia-se ainda na época das cavernas. Mas, na Idade da Pedra, a quantidade de lixo produzida ainda era pequena e sua reciclagem se dava naturalmente.
A limpeza urbana tornou-se uma preocupação séria.

Foram empregados diferentes padrões de vasilhames
que, por sua vez, exigiam veículos compatíveis com eles, facilitando o trabalho dos coletores.



SÉCULO XXI
Evolução da limpeza pública na Capital
Sancionou a lei que instituiu a
Política Nacional de Resíduos Sólidos
, o marco regulatório do setor.
...
O lixo em Santa Catarina
O volume do lixo está
aumentando progressivamente,
principalmente nos grandes centros urbanos,

Os locais para disposição de todo esse material estão se esgotando rapidamente, exigindo
iniciativas urgentes
para a redução da quantidade enviada para os aterros sanitários, aterros clandestinos ou lixões.
1830
: Lei determinando que o lixo urbano fosse
lançado nos rios e no mar
;
1877
: Remoção de
lixo-carroções
puxados a burro.Destino final: Praias da Baía Norte;
1914:
Utilização de
forno do lixo
, que funcionou durante quase meio século;
1958:
Surgiu o
lixão
da cidade.

Os resíduos sólidos passaram a ser dispostos no manguezal do Itacorubi, durante 30 anos, fechado em 1990.
2000
: Implantado projeto de
recuperação e organização paisagística
. Hoje abriga o Centro de Transferência de Resíduos Sólidos (CTReS), com Estação de Transbordo da Comcap.
Destino de resíduos sólidos de Santa Catarina é
referência no Brasil
;

Lixo gerado (toneladas/dia):
4.613

Lixo coletado (t/dia):
4.346

Destinação final adequada (t/dia):
3.112



Não existem mais lixões em Santa Catarina: programa 'Lixo Nosso de Cada Dia
A coleta seletiva de porta em porta :
97% dos domicílios;

Índice de inclusão de catadores:
62%;

A produção de resíduos na Capital :
35,83 quilos por habitante/mês;

A produção da coleta seletiva:
6,5% do total de resíduos coletados em Florianópolis;

Fora o que é reciclado,
100%
dos resíduos recolhidos pela Comcap são encaminhados para aterro sanitário.

Florianópolis mantém coleta seletiva de porta em porta desde 1994 e hoje alcança
todos os bairros da cidade,
atendendo diretamente
97% dos domicílios.
VOCÊ
Atitudes simples você pode mudar esta Situação.
tem em suas mãos o poder de transformar o mundo!
Obrigado!
Full transcript