Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

CPTAGD - Da multiplicidade dos saberes à ciência

ATUALIZADO! dúvidas? mail! (o diapositivo 30 é só para compreensão)
by

fernanda mendes

on 19 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of CPTAGD - Da multiplicidade dos saberes à ciência

Senso Comum
Ciência
Método científico
:
conjunto de
etapas e regras fundamentais
para se produzir cohecimento
O paradigma emergente
Conhecimento mítico-mágico Saber acumulado
Filosofia
Relacionamento entre um sujeito e um objeto do conhecimento
Gnosiologia:
«O que é conhecer?»
«Como conhecemos»
Da multiplicidade
dos saberes
à ciência

Um problema filosófico
Qual a origem e valor do conhecimento?
PARADIGMA
modelo ou método de procedimento científico
inclui o conjunto de
teorias
,
leis
,
hipóteses
,
conceitos
e
métodos
científicos aceites pelos cientista de uma época para orientar as investigações
cada época tem o seu paradigma
a procura de conhecimento já desenvolveu muitos paradigmas
deriva da palavra grega 'gnosis' que significa conhecimento
domínio filosófico do conhecimento
sujeito
relação
objeto
SUJEITO
é quem pretende realizar o ato de conhecer
quem lhe está subjacente
a consciência que pretende aceder ao conhecimento
OBJETO
todas as coisas materiais e imateriais sobre as quais pensa
a realidade investigada
o que impressiona o sujeito e causa as suas sensações
Sujeito e objeto:
são correlativos
intrinsecamente ligados no ato de conhecer:
o objeto é apropriado pelo sujeito
o sujeito é modificado pelo objeto

Produto da relação:
as características cognoscitivas
a consciência / imagem do objeto
Cada uma das diferentes formas de percecionar e interpretar a realidade é:
motivada pela necessidade de produzir
explicações
procura
relacionar causas e efeitos
obedece às
circunstâncias concretas
de tempo e lugar
parte de
conhecimentos
que as
comunidades
já possuem
O conhecimento mítico-mágico
das sociedades animistas
(tribos caçadoras americanas e asiáticas)
atribuem uma
alma
humana aos fenómenos e a todos os seres
a
magia
tem um papel importante:
através de rituais e cerimónias procuram dominar as forças da natureza
a
sabedoria

dos mais velhos, dos «magos» e dos «feiticeiros» é respeitada
O saber acumulado
O conhecimento
adquirido
:
ao longo de
gerações
associado à satisfação das
necessidades básicas
acumulado por grupos sociais subalternizados
mulheres, artesãos, camponeses
conhecimento que tem sido
desvalorizado

a construção de cisternas para a conservação da
água
a produção de
fruta
resistente às mudanças climáticas
a criação de
abelhas
e de gado
ovino
e
caprino
a utilização de plantas autóctones para a preservação da
saúde
conhecimento revalorizado
/ emergido:
nos fóruns internacionais:
defensores do equilíbrio ambiental, da
soberania alimentar
e da justiça social
O que está para além dos fenómenos?
O que se esconde atrás das evidências imediatas?
Porque existe vida humana?

O filósofo é o que procura a sabedoria
«amigo» da «sabedoria»
«philos» e «sophia»
aspira alcançar o
conhecimento
para além das evidências imediatas
é uma
atividade humana
que reflete acerca do
ser
(realidade) e do
agir
(humanidade)
procura que cada ser humano se responsabilize pela construção e uso do seu próprio
entendimento
(que pense por si próprio)
Kant (século XVIII):
Tem a coragem de te servir da tua própria razão!
Sai da menoridade!
Origem do conhecimento
(duas teorias opostas)
Todo o conhecimento é, em última análise, proveniente da experiência
=

EMPIRISMO
O conhecimento objetivo e universal é o que provem da razão e da atividade mental
=
RACIONALISMO
O conhecimento é uma construção racional a partir dos dados da experiência
=
RACIONALISMO CRÍTICO
, Kant
(uma teoria superadora)
Valor do conhecimento
(duas teorias opostas)
O objeto é preponderante e o conhecimento corresponde ao que é conhecido

=
REALISMO
O sujeito é que detém a primazia, pois o objeto do conhecimento é resultado da construção do espírito

=
IDEALISMO
O conhecimento não é uma cópia da realidade, mas uma representação humana construída a partir da realidade
=

REALISMO CRÍTICO
, Kant
(uma teoria superadora)
conhecimento não científico
intuitivo
baseado nos dados da experiência imediata
baseado nas representações sociais e nos estereótipos
constituído por apreciações de caráter ético-valorativo (em vez de descrições objetivas)
considerado verdadeiro, apesar de ser transmitido de uma forma acrítica
Representações sociais
baseiam-se em
crenças, valores e atitudes
que defendem a ordem e a hierarquia social de modo a reproduzi-la
são
ideias não fundamentadas
criadas a partir a experiência e comunicação quotidianas
- o Sol gira à volta da Terra -
- pôr-do-Sol -
- nascer-do-Sol -

( o Sol não gira à volta da Terra, nem nasce e nem se põe)
Estereótipos
são
simplificações
da realidade
partilhadas pelos membros de um grupo social
expressam o conhecimento baseado no senso comum e nas representações sociais dominantes
-
as mulheres são mais dotadas pela natureza para desempenhar as atividades domésticas
-
Regras do método científico
(
Discurso do Método
, Descartes)
(1) regra da evidência
(2) regra da análise
(3) regra da síntese
(4) regra da enumeração
(1)
rejeitar as evidências e preconceitos
(2)
analisando o objeto em cada uma das suas parcelas
(3)
reconstituindo a análise
(4)
sem nada omitir e revendo as conclusões
a
dúvida
é o ponto de partida do método científico (1)
Só existe um conhecimento que não pode ser posto em causa:
a consciência de que existimos;
é a célebre afirmação
Penso, logo existo!
(como hoje, Copérnico também
via
o Sol girar à volta da Terra, só descobriu a verdade quando duvidou das evidências)
Como procede a ciência moderna?
(1)
observa
, conhece e
simplifica
o que é complexo
(2)determina as
regularidades
para elaborar as leis científicas
(3)com as leis científicas,
prevê
o comportamento dos fenómenos
(4)mas, só considera como objeto de investigação o que pode
quantificar
,
medir
, e o que obedece à sua
lógica
de investigação
no essencial,
observa
e
quantifica
assim, as ciências físicas e naturais
dão
origem
ao
método experimental
:

observação
formulação de hipóteses
experimentação
verificação de hipóteses
formulação de leis científicas
As ciências sociais e humanas:
apropriam-se do
modelo mecanicista
da natureza (conforme as ciências naturais) no século XIX
iniciam o recurso ao
método experimental
recolhem
dados
para verificar uma
relação
entre dois factos
assim, utilizam dois
grupos
:
num introduz-se o facto (
variável

independente
) que, supostamente,
causa
o comportamento (
variável dependente
)
noutro grupo tudo é
idêntico
, excepto a variável independente (que está ausente)
se houver
diferença
de comportamento entre os grupos,
atribui-se
à variável independente
No livro
A Estrutura das Revoluções Científicas
, o filósofo Thomas Kuhn
defende que,
assim como as revoluções políticas mudam o sistema de governação,
as revoluções científicas
mudam o sistema científico
e o paradigma dominante dá lugar
ao paradigma emergente
paradigma dominante
paradigma emergente
modelo de racionalidade desenvolvido a partir da
revolução científica

dos
séculos XVI e XVII
o conhecimento da Natureza faz-se pela
observação
e
experimentação
a
matemática
é o instrumento de análise
a
separação
entre
investigador
e
objeto
de investigação garante o
rigor científico
as
leis científicas
são
universais
- válidas para todos os tempos e lugares
a Matemática e Física modernas e as
leis físicas de Newton
são o seu expoente máximo
o pradigma dominante foi questionado pela
revolução científica
do
século XX
a separação entre sujeito e objeto é anulada pela mecânica quântica (estudo das partículas elmentares):
não se pode pode
observar
ou
medir
um objeto sem
intervir
nele
as
leis
físicas são apenas
probabilísticas
o
cálculo
sobre as partículas elementares tem de ser sustituído por
ideias
torna-se necessário investigar para
além do rigor
ciência normal
durante quatro séculos, os cientistas
desenvolveram
o paradigma então dominante
aprofundaram
e
alargaram
conhecimentos a partir da prespetiva da observação, experimentação e rigor matemático
nesse tempo, o
paradigma
nunca foi posto em causa
quando quer determinar a
posição
de um
electrão
e a
velocidade
a que se desloca:
a
observação altera a situação
inicial
o eletrão não se comporta sempre do mesmo modo, mesmo quanto a situação é idêntica
o conhecimento do eletrão é só uma
probabilidade
e não uma certeza
os expoentes máximos deste paradigma são a
mecânica quântica
e a
teoria da relatividade
de
Einstein
ciência extraordinária
época de
crise
do
paradigma

dominante
cientistas
inovadores
põem em causa aspetos do paradigma
o que propõem é
revolucionário
e
incompatível
com o paradigma
surge o
confronto
entre cientistas
conservadores
(adeptos do paradigma dominante) e cientistas revolucionários (adeptos de um novo paradigma).
se as novas teorias, leis e conceitos são aceites pela maioria dos cientistas, surge um novo paradima
se não são aceites, o paradigma continua dominante

o paradigma emergente entende a
ciência
como uma atividade
humana
e reabilita ouros conhecimentos como o
senso comum
e a
literatura
Ética e ciência
Ciência
procura
da verdade acerca dos fenómenos, naturais ou sociais, para os compreender e dominar
encontra as
leis científicas
que regulam a natureza e a vida e permitem novas possibilidades práticas
Ética
reflete
sobre os procedimentos e práticas humanas
estabelece os
princípios

éticos
da dignidade humana
Os mais importantes
princípios éticos
foram consagrados na
Carta dos Direitos Humanos
Os
objetivos científicos
podem
colidir
com alguns
princípios de natureza ética!
A relação entre ciência e ética
Como
e
para que
descobrir as leis científicas
?
Os
métodos
científicos e a
aplicação
científica são neutros?


Alguns
factos
:
experiências laboratoriais em animais
experiências de novos métodos e produtos em seres humanos
testes científicos degradantes do meio ambiente


É necessário estabelecer
princípios éticos
para a
investigação científica
!
Full transcript