Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

TCC Engenharia de Produção PUCPR Toledo 2012

No description
by

Lucas Soares

on 29 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of TCC Engenharia de Produção PUCPR Toledo 2012

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E PRODUÇÃO
CAMPUS DE TOLEDO
CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO – COMPARAÇÃO ENTRE OS MÉTODOS MRP E OPT
Acadêmico: Lucas de Jesus Soares

Orientador: Prof. Thiago D'Arisbo, Me
Toledo
2012
1. Abertura
2. Introdução
3. Metodologia e Aplicação
4. Resultados
5. Conclusões
Roteiro
Tema de Estudo: Planejamento da Produção
Introdução
Planejamento da Produção é uma das atividades da Administração da Produção.
O Planejamento ocupa-se de gerenciar as atividades da operação produtiva de modo a satisfazer continuamente a demanda dos consumidores.
Processo Escolhido:
Introdução
Métodos Utilizados:
Introdução
Previsão da Demanda
1
MRP - Manufacturing Resource Planing
2
OPT - Optimized Production Technology
3
Produção de medicamentos sólidos de uma indústria de manufatura farmacêutica.
Previsão da Demanda
MRP
OPT - Princípios 1, 2 e 3
OPT - Princípios 4 e 5
OPT - Princípios 6, 7, 8 e 9
Metodologia:
Método de Regressão Linear - Para demandas que apresentam
tendência
;
1
Método da Média Móvel - Para demandas
aleatórias
.
2
Passo 1
Aplicação:
Divisão dos Produtos em quatro classes:
Critério de classificação: Coeficiente de Correlação - Valor absoluto > 0,7 representa tendência.
Classe 1: Demanda com
tendência mensal
;
Classe 2: Demanda com
tendência trimestral
;
Classe 3: Demanda com
tendência semestral
;
Classe 4: Demanda
aleatória
;
Passo 2
Principais Conceitos:
Parte-se das necessidades de entrega dos produtos finais (quantidades e datas);
1
Calcula-se para trás no tempo, as datas em que as etapas do processo de produção devem começar e acabar;
2
Determinam-se os recursos, e respectivas quantidades, necessários para que se execute cada etapa.
3
Demanda + Estrutura do Produto + Disponibilidade dos Recursos = Programação da Produção.
Passo 3
Balancear o fluxo e não a capacidade;
1
O nível de utilização de um recurso não gargalo não é determinado pelo seu próprio potencial e sim por uma outra restrição do sistema;
2
A utilização e ativação de um recurso não são sinônimos.
3
Primeiro Passo: Identificação do Gargalo
Critério: Equipamento com o maior número de horas programadas.
Segundo Passo: Otimização do fluxo do
Recurso Gargalo
Utilização de Programação Linear
Passo 4
4
Uma hora perdida no gargalo é uma hora perdida no sistema inteiro;
5
Uma hora economizada onde não é gargalo é apenas uma ilusão;
Análise: Redução em 2 horas do tempo de setup da estufa.
- 14 setups programados na estufa;
- De 295 minutos para 175 minutos cada.
Passo 5
6
Os gargalo governam o ganho e o inventário;
7
O lote de transferência não pode e muitas vezes não deve ser igual ao lote de processamento;
Objetivo:
Constatação do melhor método de Programação da Produção, comparando os dois métodos, MRP e OPT, através da aplicação teórica e conceitual de ambos, considerando o fluxo e os tempos de um processo real de produção.
8
O lote de processamento deve ser variável e não fixo ;
9
Os programas devem ser estabelecidos, considerando todas as restrições simultaneamente. ;
Time Buffer: Latência de 30 minutos no processo anterior ao gargalo.
Transferência simultânea de lotes.
Resultados
1
Aplicação MRP:
Início: 01/09/2012 às 00h00min
Fim: 04/10/2012 às 15h30min
2
Aplicação OPT Conceitos 1, 2 e 3:
Início: 01/09/2012 às 00h00min
Fim: 03/10/2012 às 10h00min
Redução de 4,4% do tempo Total
3
Aplicação OPT Conceitos 4 e 5:
Início: 01/09/2012 às 00h00min
Fim: 02/10/2012 às 10h00min
Redução de 7,9% do tempo Total
4
Aplicação OPT Conceitos 6, 7, 8 e 9
Início: 01/09/2012 às 00h00min
Fim: 29/09/2012 às 17h30min
Redução de 13,5% do tempo Total
Conclusões
Aplicação dos 9 princípios do OPT:
Ganho de 91,5 horas em comparação ao método MRP - 13,5% do tempo total.
O método OPT obteve melhores resultados para o processo estudado, gerando uma Programação da Produção que melhor utiliza os recursos do processo, proporcionando resultados mais rápidos, o que, em mercados competitivos, é essencial para a sobrevivência e competitividade das empresas.
Relembrando o Objetivo:
Comparação entre o método MRP e o método OPT.
Respondendo ao Objetivo:
Sugestões para Próximos Trabalhos:
- Aplicação Prática do Método OPT;
- Aplicação do OPT considerando fatores econômicos do negócio.
Obrigado!
Full transcript