Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

No description
by

Diana Mendes

on 21 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

Respiratórias
Alimentares
Cutâneas: - eczema atópico Alergias Introdução A asma é uma doença inflamatória crónica das vias nasais que ataca o sistema respiratório que resulta na redução ou até mesmo obstrução no fluxo de ar.
A sua fisiopatologia está relacionada com a interação
entre fatores genéticos e ambientais que se manifestam
como crises de falta de ar devido ao edema da mucosa
brônquica, a hiperprodução de muco nas vias aéreas e a contração da musculatura lisa das vias aéreas, com consequente diminuição de seu diâmetro (bronco espasmo). Trabalho realizado por: No nosso trabalho pretendemos sintetizar a informação existente sobre as alergias, tanto no que diz respeito aos tipos de reação, às causas, aos mecanismos de desenvolvimento e aos tratamentos disponíveis. Abordaremos também os meios de diagnóstico e prevenção. O que é a alergia ? A alergia é uma resposta exagerada do sistema imunológico a uma substância estranha ao organismo. Os portadores de alergias são chamados de “atópicos” ou mais popularmente de “alérgicos”.
Existem alergias respiratórias, alimentares e cutâneas. Alergia respiratória: Asma Ana Carvalho nº2
Diana Mendes nº10 Origem da alergia Hipótese genética:
Provocada por factores genético individuais. Hipótese do linfócito T supressor
Nos processos alérgicos, haveria uma redução no número de linfócitos T supressores – de origem desconhecida ou genética – o que ocasionaria uma exacerbação da resposta imunológica. Hipótese da população ambiental
Provocada pelo aumento populacional e pela crescente industrialização. Nos países menos industrializados, o número de alérgicos é menor. Hipótese da higiene
Excesso de higiene, a melhora das condições de higiene e de saúde das populações o uso excessivo de antibióticos e vacinas estão na origem do aumento dos casos de alergia. Sinais e sintomas Os sintomas aparecem de forma cíclica com períodos de piora. Os principais sinais e sintomas são:
Tosse;
Expectoração (catarro);
Dificuldade respiratória, com dor ou ardência no peito, além de um chiado(sibilância).

Os sintomas podem aparecer a qualquer momento do dia, mas tendem a predominar pela manhã ou à noite. A asma é a principal causa de tosse crónica em crianças e está entre as principais causas de tosse crónica em adultos. Tipos de reação alérgica

Considerando o tempo que decorre entre o contacto com a substância da origem da alergia e o aparecimento dos sintomas, as reações podem dividir-se em três categorias:

- Imediata (alguns minutos)

- Semi-retardada (algumas horas)

- Retardada (alguns dias) Classificação Asma Intermitente:
sintomas menos de uma vez por
semana;
crises de curta duração (leves);
sintomas noturnos esporádicos
(não mais do que duas vezes ao mês);
provas de função pulmonar normal no
período entre as crises. Asma Persistente Leve:
presença de sintomas pelo menos uma vez por semana, porém, menos de uma vez ao dia;
presença de sintomas noturnos mais de
duas vezes ao mês, porém, menos de uma
vez por semana;
provas de função pulmonar normal no
período entre as crises. Asma Persistente Moderada:
sintomas diários;
as crises podem afetar as atividades diárias e o sono;
presença de sintomas noturnos pelo menos uma vez por semana; Para além desta classificação, podemos ainda considerar outra, mais importante, pois é feita com base na natureza da resposta imunitária ao antigeneo.

Peter Gell e Robert Coombs propuseram a classificação em 4 tipos de reacções de hipersensibilidade. Os três primeiros tipos de hipersensibilidade ocorrem através do complexo antigenio-anticorpo. Sendo o tipo I mediada por IgE, o tipo II por anticorpos e o tipo III pelo complexo imune. O quarto tipo de reacção envolve diferentes tipos de mecanismos de células e moléculas mediadoras. Tornando-se assim uma reacção retardada denominada de DTH. Resposta antecipada e resposta retardada Asma Persistente Grave:
sintomas diários;
crises frequentes;
sintomas noturnos frequentes; Tratamento Para se tratar a asma, a pessoa deve ter certos cuidados com o ambiente, principalmente na sua casa e no trabalho, além de usar medicações e manter consultas médicas regulares. Técnicas fisioterapêuticas se mostram bastante eficientes. Os medicamentos podem ser divididos em duas classes: de alívio e de manutenção. Alívio: Broncodilatadores Utilizados principalmente como medicações de alívio para cortar uma crise de asma. Manutenção: Anti-inflamatórios Utilizados principalmente para evitar e prevenir crises (manutenção). Alergia respirtória: sinusite Sinusite é uma inflamação de vias respiratórias superiores conhecidas como seios paranasais geralmente associada a um processo infeccioso por vírus, bactéria ou fungo mas que também pode estar associado a uma alergia ou a inalação de poluentes. Os seios paranasais são formados por um grupo de cavidades aeradas que se abrem dentro do nariz e se desenvolvem nos ossos da face. Classificação Esta patologia pode se dividir em três tipos:
1.Infecciosa: a sinusite neste caso tem características de dor na região dos seios da face, seguida de obstrução nasal, secreção purulenta e febre.
2.Alérgica: apresenta dor nos ossos da face, ocasionalmente febre e vem com todos os sintomas comuns da alergia, coriza clara e abundante, obstrução nasal e crises de espirros. e também tosses abundantes.
3.Traumática: causada por diferença de pressão. Por exemplo, durante viagens de avião ou mergulho. Suas características são a dor maxilar e pouca obstrução nasal. Além disso elas são classificadas de acordo com o tempo que duram :
Aguda: Duração de menos de 1 mês.
Sub-aguda: Duração entre 1 e 3 meses.
Crônica: Duração superior a 3 meses.
Aguda recorrente: 3 ou mais episódios por ano, com cada episódio durando menos de duas semanas. Sinais e sintomas Principais sinais e sintomas:
Dor de cabeça forte
Obstrução nasal
Febre
Espirros Prevenção Existem várias maneiras de prevenir a sinusite. O primeiro passo é fazer de tudo para garantir uma boa função nasal, é manter as cavidades bem ventiladas, o que pode ser feito limpando bem o nariz com uma solução salina (água com uma pitada de sal ou soro fisiológico). Manter a casa bem limpa também contribui para a prevenção de alergias. Beber bastante água ajuda a manter os mucos menos densos.

Um alergista pode fazer um exame para verificar a quais possíveis agentes alergênicos o paciente reage. Alergias Alimentares A alergia alimentar é uma resposta imunológica desencadeada por alguns alimentos. Neste tipo de alergia, os alimentos são encarados como antigénios que precisam de ser combatidos pelos anticorpos. A rinite é um termo médico que descreve a irritação e inflamação crónica ou aguda da mucosa nasal. É uma doença que pode ser causada tanto por vírus como por bactérias, embora seja manifestada com mais frequência em decorrência de alergia, ou por reações ao pó, fumo e outros agentes ambientais. Alergia respiratória: Rinite Qualquer alimento pode causar uma reação alérgica, mas alguns alimentos são os principais causadores.
As alergias alimentares mais comuns são:
• Ovos;
• Leite;
• Amendoim;
• Frutos do mar (camarão, caranguejo, lagosta);
• Soja;
• Frutos secos;
• Trigo.
Os aditivos alimentares, como corantes, espessantes e conservantes, raramente causam reações de alergia ou de intolerância. Sinais e Sintomas Os principais sinais e sintomas são:
Urticária;
Respiração difícil ou ruidosa;
Vómito;
Dor abdominal;
Diarreia;
Dificuldade para engolir;
Irritação na boca, olhos, garganta e pele;
Desmaio ou tontura;
Inchaço nas pálpebras, lábios, face e língua;
Falta de ar.
A melhor forma de prevenir estas alergias é após estas se manifestarem pela primeira vez, ficar atento e evitar o alimento.






DEVEMOS LER OS RÓTULOS DOS ALIMENTOS COM CUIDADO!
Alergia Cutânea: Eczema Atópico O eczema atópico ou dermatite atópica é uma irritação da pele de curta ou longa duração. O eczema atópico é mais comum em bebés, mas qualquer pessoa pode ter este problema de pele.
Não existe cura para a dermatite atópica, mas ela desaparece normalmente por volta dos três anos. No entanto, é possível contrai-la diversas vezes e que ela dure dias, meses ou anos. A dermatite atópica não é contagiosa. Os principais sinais e sintomas são:
 Escorrimento de mucosidades do nariz;
 Congestão nasal;
 Coceira e ardor nos olhos, nariz e boca;
 Espirros constantes;
 Por vezes vómitos.
Sinais e Sintomas 12º A 2012/2013 Causas As principais causas são:
Stress;
Medicamentos ou alimentos;
Exposição ao sol ou suor excessivo. Prevenção e Cuidados a ter: • Vestir roupas largas e de algodão;
• Não utilizar sabão ou outros produtos não aconselhados pelo médico dermatologista;
• Colocar sempre creme hidratante em todo o corpo depois de tomar banho;
• Não coçar.
Full transcript