Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

DALTONISMO

Ideas Matter
by

Fabiana Prociuk

on 6 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of DALTONISMO

Milena Flament
FUNCIONAMENTO
É uma alteração da visão que faz com que haja dificuldades de fazer a distinção entre cores.
DEFINIÇÃO
DIAGNÓSTICO
CAUSAS
DALTONISMO
O distúrbio recebeu esse nome em homenagem ao químico John Dalton, que foi o primeiro cientista a estudar a anomalia de que ele mesmo era portador.
ORIGEM DO NOME
LUZ
Retina
Nervo Óptico
Há uma parte nos nossos olhos que recebe a luz e que é vital para a nossa capacidade de visão, a chamada retina.
O daltonismo pode se manifestar tanto de forma genética como por uma lesão neurológica.
No caso de hereditariedade, é comum que a transmissão seja feita pelo sexo feminino, em razão do gene anômalo estar localizado no cromossomo X.
10% da população mundial é daltônica
do sexo masculino
TIPOS
O Daltonismo apresenta diferentes graus de gravidade - que se diferenciam entre si pelas cores que não são enxergadas pelo paciente.
Cones
Bastonetes
reconhecer a luminosidade
e
reconhecer as cores
tem uma constituição muito complexa e lida com a visão em cores,
A sua principal função é receber e transmitir imagens para o cérebro e, para isso, as células que lhe ajudam são os bastonetes e os cones.
Deuteranopia
Protanopia
Tritanopia
Incapacidade de distinguir cores no segmento verde-amarelo-vermelho, devido à deficiência dos cones com sensibilidade às ondas longas.
Apresenta a mesma dificuldade de distinção de tonalidades que a protanopia, diferenciando-se pela ausência de percepção de cores escuras.
Incapacidade de distinguir cores na faixa azul-amarelo, em razão da deficiência dos cones com sensibilidade às ondas curtas.
Acromatopsia
Incapacidade de distinguir as cores, devido à escassez de cones na retina, sendo sensível apenas à presença de luminosidade.
Criado em 1917, é um exame que consiste na análise de uma série de cartões coloridos, os quais contêm círculos feitos de várias tonalidades diferentes, de forma a exibir um algarismo perfeitamente identificável por uma pessoa com visão normal.

Teste de Ishihara
Providências
Semáforos Adaptados
Consiste na adesão de uma tarja branca na altura da luz amarela, para que o daltônico possa distinguir - principalmente no período noturno, qual luz está acesa.
Desenvolvido por cientistas norte-americanos da empresa 2Al Labs, possui filtros que ajudam o portador da doença a distinguir cores que antes eram imperceptíveis.
Óculos O2Amp
Uma ferramenta que procura garantir a plena integração de indivíduos com dificuldade de interpretação das cores, nomeadamente os daltônicos, sempre que a cor for um fator determinante de identificação, orientação ou escolha.
é um sistema de Identificação de Cores.
O código ColorADD
Possibilidades Genéticas
Resultados Gráficos
Caso 1
Caso 2
Caso 3
O PORTADOR
COTIDIANO
DELIMITAÇÕES
ACEITAÇÃO
DESCOBRIMENTO
Classificações
QUE NÚMERO VOCÊ VÊ?
Fabiana Prociuk
Fernanda Parra
Isabell Pereira
Rhaíssa Motta
Colégio Metodista de São Bernardo do Campo
Full transcript