Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

No description
by

Allana Macedo Xavier

on 13 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

Aterro sanitário BR-020
Introdução
O presente Relatório de Impacto Ambiental – RIMA apresenta a síntese dos estudos ambientais e avaliação dos impactos, de uma nova área com a proposição de medidas mitigadoras para implantação de um aterro sanitário na BR – 020 visando a deposição final de resíduos sólidos domiciliares (classes II-A, não inerentes e assemelhados, conforme a NBR 10.004-2004 da ABNT), situando-se nas proximidade da Região Administrativa de Sobradinho - DF.

Meio Físico
Solos

Latossolo vermelho-amarelo
Profundo e poroso
Bem drenado
Baixa fertilidade, saturação e soma de bases
Alto teor de alumínio
Permeabilidade mais lenta

Análise do impacto
Possuem a função de fornecer um prognóstico do cenário futuro do ambiente durante a implantação e operação do empreendimento;
Orientar formulação de medidas de controle ambiental, medidas mitigadoras e compensatórias;
Garantir qualidade dos recursos ambientais nas fases de implantação e operação;
Estabelecer referencial permitindo uma ponderação entre os benefícios e os custos ambientais e sociais do projeto;
Dar subsídios para discussão pública do projeto junto aos atores sociais, comunidade e órgãos públicos.

Informações gerais
Nome do Empreendedor
: Governo do Distrito Federal;

Órgão responsável pelo projeto
: Ministérios das Cidades/ Adasa / SLU-DF
Empresa responsável pelo RIMA
: Greentec Consultoria Ambiental LTDA
O Estudo de Impacto Ambiental instruirá o processo de solicitação de Licença Prévia (LP) do empreendimento, e, também, orientará e subsidiará aos órgãos de controle da poluição ambiental, do Distrito Federal, para analisar o pedido desta licença. O novo aterro sanitário deverá ser implantado em uma área situada entre as rodovias DF - 330 e DF - 128, pertencente à União, localizada a oeste da malha urbana de Sobradinho.
Região Administrativa de Sobradinho e Região Administrativa de Planaltina, essa área ocupa a Bacia do Rio de São Bartolomeu e possui 3,96km². A Figura 1 abaixo apresenta a imagem da área do futuro Aterro Sanitário BR-020 e sua principal via de acesso e detalhes da área de entorno do empreendimento.

Localização
Diminuir a quantidade de resíduos enviados para o Aterro do Jóquei;
Destinar corretamente os resíduos gerados pelos municípios do consórcio;
Otimizar os serviços de limpeza urbana;
Promover juntamente com os municípios alternativas que visem diminuir os resíduos enviados ao aterro sanitário;
Atender os parâmetros estabelecidos pela PNRS.

Objetivos
Pretende-se que o Aterro Sanitário da BR-020, no âmbito da integração regional da gestão dos resíduos sólidos domiciliares, atenda a produção de lixo das regiões administrativas na região norte do Distrito Federal e mais s municípios Goianos de Formosa, Planaltina de Goiás, Vila Boa, Cabeceiras e Água Fria de Goiás.
CONSIDERAÇÕES DA ÁREA

Avaliação de condição e capacidade suporte da área para implementação da atividade, Técnicas de SIGs;
Para a avaliação do local mais adequado foi levado em conta a ABNT: NBR 13896, 1997 que consideram os princípios gerais de Minimização do impacto ambiental a ser causado pela instalação; Minimização da rejeição da instalação pela população próxima; observância do zoneamento da região.

DISCRIÇÃO E ALTERNATIVAS DO EMPREENDIMENTO
a) Área 1: A área proposta para construção do Aterro Sanitário está localizada na zona rural de Planaltina/DF, possui 25 ha com zona de amortecimento de 2 nas proximidades da comunidade do Vale do Amanhecer. Está aproximadamente a 20 km do centro urbano de Planaltina, e a 6 km da comunidade do Vale do Amanhecer. O acesso a área do aterro a partir do centro urbano de Planaltina se dá pela DF – 130 ou DF-128.

Primeira alternativa
b) Área 2: A área proposta para a implantação do Aterro Sanitário está localizada a oeste da malha urbana de Sobradinho, entre as rodovias DF – 330 e DF – 130. O acesso se dá através da BR –130km. A área dista aproximadamente 14 km da BR – 020. Possui uma área de aproximadamente 35 hectares.

Segunda alternativa
Relevo

Suave-ondulado
Natureza sedimentar
Processos de deposição e acumulação
Declives entre 3 e 8%

Clima

Sazonal (típico de cerrado)
Umidade: 25% no inverno e 68% no verão
Precipitação entre 1200 e 1800 mm

Recursos Hídricos

Bacia São Bartolomeu: 55km de extensão
Confluência dos rios Pipiripau e Mestre D’Armas
Ambos advindos das águas da Estação Ecológica de Águas Emendadas

Meio Físico
Flora

Campo Limpo - vegetação predominante herbáceo, com raros arbustos e ausência completa de árvores.

Campo Sujo - herbáceo-arbustiva com arbustos e subarbustos espaçados entre si.

Cerradão - adaptações a ambientes secos e composição mista de espécies comuns ao Cerrado Sentido Restrito, e à Mata Seca.

Fauna

Grande biodiversidade de espécies da avifauna
Na mastofauna espécies de pequeno e médio porte

Meio Biótico
Principais cidades: Sobradinho I, Sobradinho II e Planaltina.

Crescimento acelerado devido à criação de Sobradinho II e a implantação de condomínios na região + volume de lixo.

IDH Distrito Federal, Sobradinho e Planaltina

Meio Socioeconômico

Principais Atividades Desenvolvidas

A carência de unidades de recebimento, beneficiamento e tratamento dos resíduos coletados implica em custos maiores com transporte.

Alternativa: descentralizar os pontos de recebimento e tratamento de materiais recicláveis, em áreas próximas da geração de resíduos.

Meio Socioeconômico
GDF - Serviço de limpeza urbana centralizado num único órgão público – SLU

Funções: gerenciar e fiscalizar os serviços de limpeza urbana, que hoje são executados em sua quase totalidade por empresas privadas.

Condições do Serviço de Limpeza Urbana

O SLU conta com algumas unidades espalhadas pelas RA’s denominadas “Núcleos Regionais de Limpeza”, que dão suporte administrativo e operacional dos serviços contratados.

Condições do Serviço de Limpeza Urbana

Classificações sobre a tipificação e quantificação dos dados sobre resíduos sólidos:
- resíduos domiciliares e comerciais;
- resíduos de remoção;
- resíduos de serviços de saúde.

Condições do Serviço de Limpeza Urbana

No Distrito Federal não existem dados estatísticos de quantificação e caracterização de todos os resíduos especiais e perigosos gerados, sobretudo quanto aos resíduos industriais e resíduos eletrônicos.

Condições do Serviço de Limpeza Urbana
“A metodologia aplicada para a análise dos impactos ambientais permite uma avaliação preliminar do impacto resultante em cada componente ambiental da área de intervenção.”
avaliação detalhada do impacto resultante em cada componente ambiental previamente diagnosticado ;
permite uma avaliação preliminar do impacto resultante em cada componente ambiental da área de intervenção.

Metodologia
A partir da identificação e descrição dos impactos potenciais, formulou-se um conjunto de Medidas de Adequação Ambiental do Empreendimento; Sendo divididas em:
medidas preventivas;
Mitigadoras;
Compensatórias;
valorização.

Metodologia empregada
A etapa final do processo AIA:

Análise de todos os impactos resultantes + e -
Caracterização de atributos individuais de cada impacto;
Os atributos utilizados = Resolução CONAMA 01/86

Metodologia empregada
Impactos sobre a população, decorrentes da instalação das obras e das atividades desenvolvidas no canteiro;
incômodos provocados por ruídos, poluição do ar, vibrações sonoras e do solo, e tráfego intenso de veículos;
Impactos sobre a população, principalmente quanto a odores, proliferação de vetores, ruídos e transporte de resíduos;
Impactos sobre o lençol freático e a estabilidade dos solos;
Impactos das interferências das obras nos sistemas de infraestrutura e nos equipamentos urbanos;
Impactos sociais, econômicos e culturais da desvalorização de imóveis;
Impactos na qualidade da água do lençol freático decorrentes dos líquidos percolados;
Impactos na paisagem.

Análise dos impactos

Foram identificados 17 impactos ambientais durante as fases de planejamento, implantação, operação e fechamento do Aterro em sua área de influência. Destes, nove são de caráter benéfico, enquanto oito são de caráter adverso, estando assim distribuídos:

   avaliação dos impactos ambientais

Se, por um lado, a análise empreendida demonstra que a relação entre os impactos benéficos e adversos atesta a viabilidade e sustentabilidade socioambiental do projeto, é importante alertar que esta situação confortável só poderá ocorrer se forem atendidas todas as exigências legais e operacionais apresentadas.

ANÁLISE DOS IMPACTOS    


As medidas mitigadoras foram elaboradas com relação à cada fase de funcionamento do aterro sanitário: planejamento; implantação; operação e desativação); sendo levado em consideração os diagnósticos físico, biótico e antropológico do local. Ex:

MEDIDAS COMPENSATÓRIAS;

PLANO DE GESTÃO AMBIENTAL

MEDIDAS DE VALORIZAÇÃO;

PLANO DE GESTÃO AMBIENTAL

MEDIDAS DE VALORIZAÇÃO;

MEDIDAS DE VALORIZAÇÃO;

Programa de monitoramento de gases oriundos do aterro;
Programa de monitoramento da qualidade das águas superficiais;
Programa de monitoramento da qualidade das águas subterrâneas;
Programa de monitoramento de líquidos percolados.

Programas de Monitoramento e Acompanhamento;

Monitoramento amplo do aterro
Full transcript