Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Beleza sob Suspeita

No description
by

Adriana Buzzacchi

on 8 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Beleza sob Suspeita

Gilberto Paim - Intro A Beleza sob Suspeita Do clássico ao industrial Fase aonde o ornamento, que era feito por artesãos, arquitetos e artistas, geralmente para uma pessoa ou obra em particular; passa a ser produzido em grande série por trabalhadores em etapas diminitas e repetitivas, com função de venda em larga escala. Novas técnicas e materiais foram desenvolvidos para produção em massa. Função era atender a novas camadas, promover o capitalismo industrial e embelezar a cidade, num momento de grande concentração de renda Padronização Com a industrialização do ornamento, surgiram alguns padrões ornamentais que representavam outras culturas, e foram categorizados em três critérios:
- Sua origem
- Seus componentes
- Sua aplicação Expurgo ornamental e limpeza visual Por causa do excesso de ornamentos, hospitais começaram uma campanha para serem o mais neutros e limpos possíveis, evitando poluição visual e acúmulo de poeira e bactérias. Começou daí um expurgo de ornamentos, dentro e fora dos hospitais, com a imagem de sujos e aleatórios. Desfragmentação Os ornamentos não seguiam mais linhas conexas, consumidores possuíam todos os tipos de padrões misturados, dando até finalidades e aplicações diferentes a ornamentos clássicos. Essa constante experimentação e mistura atraiu desgosto de profissionais de arte e arquitetura, alegando mosntruosidade e mau-gosto. Reinvenção e Renascimento A nova proposta era entender a base e as guias dos ornamentos e, junto com as novas técnicas, não deixar de lado o clássico, mas adaptá-lo com bom gosto. Era uma fusão entre análise do passado com um novo olhar da natureza. O ser humano, segundo especialistas, nunca deixaria de gostar e fantasiar com os ornamentos. Segunda metade do séc.XIX Os repertórios de ornamentos não são novidades do séc XIX, mas se adequam à sua transposição gráfica, permitindo uma difusão de estilo pelos diferentes artistas de todo o mundo. A disseminação foi intensa, não se levando em conta o simbolismo, mas o que era mais propício à venda. Amplos debates entre artistas, arquitetos, designers, filósofos, psiquiatras, escritores e toda sorte de especialistas eram criados, para determinar a função do ornamento. Era o começo do modernismo e da simplificação da imagem. Ornamentos visuais e verbais em excesso se tornaram artificiais e monótonos, a nova tendência era simples e espontânea. Ornamentos ganharam estudos para classificar o que seria adequado e o que seria ultrapassado. Os ornamentos carregados e florais foram condenados em favor da valorização da forma simples, sem sombra, e da abstração. Até mesmo no campo impresso, o ornamento e as figuras caíram, dando espaço ao texto. As cópias de ornamentos eram vistas com desgosto, a proposta era entender a base e as guias ornamentais; ao invés de se copiar baratamente resultados. Os artesãos e artistas ressurgiram, como resposta ao impulso natural do ornamento e do repúdio do ornamento falso industrial. O ornamento não era mais considerado barato, a "frieza" do modernismo agora era colocada lado a lado com o "calor" ornamental. O ornamento passou a ter valor e estudos sobre sua utilidade, forma, material e aplicação passaram a ser estudados com afinco.
Full transcript