Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Processo Decisório e Resolução de Problemas

No description
by

João Mateus Matos Duarte

on 3 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Processo Decisório e Resolução de Problemas

Uma decisão é uma escolha de possibilidades. As decisões são tomadas para resolver problemas. Processo decisório é a sequencia que vai da identificação de uma situação que oferece um problema, até uma ação ou solução. Durante a decisão é colocada em pratica o ciclo se fecha.
Decisões
Escolha de Uma Alternativa
Na tomada de decisão, as alternativa são avaliadas, julgadas e comparadas, para que uma escolha seja feita. Tendo a ideia que tenha a maior ventagem.

Análise de Vantagens e desvantagem

As alternativas podem ser avaliadas por meio de informações que permitem uma análise das vantagens e desvantagens de cada uma. Essa é a maneira mais simples de avaliar as possibilidades de decisão.

Avaliação da Decisão

O processo de resolver problemas completa-se quando a decisão é implementada e seus efeitos são avaliados. A avaliação de uma decisão reinicia o clico do processo de resolver problemas. Uma decisão pode gerar outras decisões ou processos de resolver problemas.
Racionalidade Intuição no Processo de Tomar Deciões
Outra idéia importante de Simon é a combinação de racionalidade de intuição no processo decisório. Quanto maior a base de informações, mais racional é o processo. Quanto maior a proporção de opiniões e sentimentos, mais intuitivo se torna.
Processo de Resolução de Problemas
O processo de tomar decisões, para resolver problemas e aproveitar oportunidades, tem 5 fases principais:

* Identificação do problem ou oportunidade;
* diagnóstico;
* Geração de alternativas;
* Escolha de uma alternativa;
* avaliação da decisão.
Processo Decisório e Resolução de Problemas
Administração
Problema
Decisão
Execução
Nova Sitaçao
Identificando Problema ou Oportunidade
O processo de tomar decisões começa com uma situação de frustração, interesse, desafio, curiosidade ou irritação. Esta é a fase em que se percebe que o problema está ocorrendo e que é necessario tomar uma decisão.
Dianóstico
A etapa de diagnóstico consiste em procurar entender o problema ou oportunidade de identificar suas causas e conseqüências.
Algumas técnicas foram desenvolvidas para ajudar os gerentes a analisar problemas de forma sistemática, estudando suas causas, conseqüências e prioridades. Vou falar de 2 técnicas que são o diagrama de Ishikawa eo princípio de Pareto.
Geração de Alternativa
Muitas vezes, as alternativas já vêm junto com o problema ou oportunidade. Em outros casos, não há alternativas prévias e é preciso ter ideias. O processo de resolver problemas torna-se um processo de gerar ideias. As técnicas q estimulam a criatividade são :
-Brainstorming.
-Brainwriting.

O MDPO é um recurso que permite organizar, em um diagrama, as relações de causa e efeitos existente em um problema.
Uma decisão racional baseia-se totalmente em informações e não em sentimentos. A racionalidade pressupõe uma ordem lógica: se uma regra for criada, explicando quais passos devem ser seguidos, todos os problemas serão resolvidos. Isso é verdade apenas para os problemas que são resolvidos por meio de decisões programadas. Também é verdade no caso de problemas de natureza técnica.
O comportamento totalmente racional é utópico. Muitos problemas, provavelmente a grande maioria, não podem ser resolvidos por meio de regras. Além disso é impossível obter todas as informações necessárias.
Rcionalidade
Instuição
Intuição é uma forma de percepção e aprendizagem: “ saber sem saber como se sabe”. A intuição nasce da experiência e de sentimentos a respeito de estímulos.
As decisões intuitivas não são feitas de modo totalmente consciente e lógico. A intuição também pode fazer uma pessoa tirar conclusões apressadas com base em dados insuficientes ou pular diretamente da identificação do problema para a decisão, sem passar pelo diagnóstico e pela avaliação das alternativas.
A utilidade da intuição também é limitada e oferece muitos riscos. O principal deles é o engano a respeito do significado dos estímulos. Basta você tirar uma conclusão incorreta e a intuição produz preconceito e injustiça.
Quem Deve Tomar Deisões?
Quem é o tomador de decisões? A responsabilidade primária pelas decisões é das pessoas que ocupam cargos de administradores ou gerentes, mas isso não significa que elas devam tomar todas as decisões. Uma das principais decisões dos gerentes é: decidir quem toma decisões. Essa decisão diz respeito ao grau de participação da equipe no processo decisório.
Deisões Autocáticas
As decisões autocráticas são tomadas por gerentes ou pessoas que não ocupam cargo gerencial, mas têm responsabilidade e autoridade pela administração de algum tipo de recurso. As decisões autocráticas não precisam de discussão, informação ou acordo. Essas decissões são tomadas para acelerar o processo de resolver problemas. São aceitas por todos e as pessoas que as tomam não esperam que sejam questionadas.
Características das Decisões de Grupo
Decisões Compartilhadas
As decisões compartilhadas são tomadas pelos gerentes junto com sua equipe. São compartilhadas as decisões que não podem ser impostas e precisam de discussão, participação e aconselhamento das pessoas que serão afetadas por elas. Dividem-se em dois grupos principais: consultivas e participativas.

- As decisões consultivas são tomadas após consulta a uma pessoa ou grupo.
- As decisões participativas são tomadas junto com outra pessoa ou grupo.

Fazer uma consulta não significa que o tomador de decisões seja forçado a concordar com as opções fornecidas pelos outros.
Decisões Delegadas
As decisões delegadas são tomadas pela equipe ou pessoa que recebeu poderes para isso. As decisões delegadas não precisam ser aprovadas ou revistas pela administração. A pessoa ou grupo assume plena responsabilidade pelas decisões, tendo para isso a informação, a maturidade, as qualificações e as atitudes suficientes para decidir da melhor forma possível.
A chave da administração participativa é especificar com clareza as responsabilidades de todos os envolvidos.
A principal característica do processo de decisão em grupos é a influencia que cada pessoa recebe das demais. Nem sempre, em um grupo, a decisão é democrática.
Uma discussão pode ser acalorada, mas, no final de uma longa reunião, as pessoas podem concordar com uma solução, não porque achem que seja a melhor, mas porque estão cansadas demais para continuar. O que é bom pra um pode ser péssimo pra outro.
Problemas A Resolver
Em lugar de resolver um problema, uma decisão pode criar outros problemas maiores, quando algum erro é cometido ao longo do processo decisório. Isso pode acontecer quando o problema não é percebido como tal, o diagnóstico é malfeito, as alternativas não são apropriadas ou não foram corretamente avaliadas.
Dificuldades
-Incapacidade de reconhecer o problema;
-Interpretação diferente segundo o observador;
-Decisão precipitada;
-Avaliação prematura ou premissas insuficientes;
-Excesso de confiança na experiência;
-Comprometimento prematuro;
-Confusão entre problema e sintomas;
-Ênfase em apenas uma solução;
-Avaliação subestimada da implementação;
-Incapacidade de definir prioridades;
-Falta de tempo;
-Falta de competência ou de capacidade de decisão;
-Confusão entre informações e opinião.
Alunos:

João Mateus, Pedro Paulo, Eder, Ilismarque, Anderson Silva
Tipos de Desição

Decisão Programada

Decisão Não Programada
Full transcript