Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ciclo de Krebs

No description
by

Carolina Müller

on 11 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ciclo de Krebs

Como consequência, o ATP pode ser produzido a partir da FOSFORILAÇÃO OXIDATIVA quando o NADH e o FAD(2H) doam esses elétrons para o O2 por meio da CADEIA TRANSPORTADORA DE ELÉTRONS
FUNÇÃO:
Conservar energia a partir da oxidação do acetil-CoA, através da transferência de elétrons dos intermediários para NAD+ e FAD
Onde ocorre?
Ciclo de Krebs

Disciplina de Bioquímica
-
Ciclo de Krebs
-
Ciclo do Ácido Cítrico
ou
-
Ciclo do Ácido Tricarboxílico

Hans Krebs
foi o primeiro a formular suas reações em um ciclo.
Ácido cítrico -
Citrato
foi um dos primeiros compostos a ser identificado como um dos participantes da via
Ciclo do Ácido tricarboxílico -
Citrato e isocitrato
Sir
Hans Adolf Krebs
(Hildesheim, 25 de agosto de 1900 — Oxford, 22 de novembro de 1981) foi um biólogo, médico e químico alemão.
Seus principais trabalhos de pesquisa giram em torno das análises do
metabolismo celular,
principalmente na
transformação dos nutrientes em energia dentro das células.
Descobriu que certas reações conhecidas dentro das células estavam relacionadas entre si, nomeando esta sucessão de reações de Ciclo do ácido cítrico (1937), mais tarde renomeado em sua honra de Ciclo de Krebs. O ciclo do ácido cítrico é o
conjunto de reações energéticas
que se produzem nos tecidos, traduzidas pela
formação e decomposição repetidas do ácido cítrico com eliminação de gás carbônico.
Ácidos Graxos
Glicose
Aminoácidos
Acetato
Corpos Cetônicos
OXIDAÇÃO
ACETIL-CoA
FAD(2H)
Os 8 elétrons doados para o grupo acetila eventualmente terminam em:
3 NADH (2,5 ATP cada) e 1 FAD(2H) (1,5 ATP cada)
MITOCÔNDRIA
NADH
NADH
NADH
Condensação do grupo acetila com
OXALOACETATO
para forma
CITRATO (6C)
.
- Enzima responsável:
citrato sintase
.

PS.: oxaloacetato não é substrato, nem fonte de elétrons ou carbonos, pois é regenerado a cada volta do ciclo.
Isomerização de
CITRATO
a
ISOCITRATO
(muda a posição da hidroxila, facilitando a posterior oxidação para formação da alfa-carbonila)
- Enzima responsável:
aconitase
Acontece uma descarboxilação oxidativa (oxidação do grupo álcool e liberação de CO2), gerando
ALFA-CETOGLUTARATO
.
- Enzima responsável:
isocitrato desidrogenase

Descarboxilação oxidativa do
ALFA-CETOGLUTARATO (5C)
a
SUCCINIL-CoA (4C)
. Liberação de
CO2
e combinação com
CoASH
. Redução de
NADH (conservação de energia)

- Enzima Responsável:
alfa-cetoglutarato desidrogenase
Conservação de energia - ligação tioéster (succinil-CoA). Essa energia é usada para produção GTP. Ocorre fosforilação a nível de substrato (formação de uma ligação fosfato rica em energia (não por fosforilação oxidativa).
SUCCINIL-CoA
a
SUCCINATO
.
Enzima Responsável:
Succinato desigrogenase

Até essa etapa:
-
2C
foram liberados na forma de
CO2
-
2 elétrons
foram transferidos para
NAD+

-
um

GTP
foi produzido
2 pares de elétrons do acetil-CoA ainda restam no
succinato
. As próximas etapas do ciclo transferem esses elétrons para
FAD
e
NAD
+ e adicionam água, regenerando assim
oxaloacetato
.
Oxidação de
SUCCINATO
a
FUMARATO
. Elétrons de dois metilenos (CH2-) são tranferidos para
FAD
, formando a liga dupla do FUMARATO.
- Enzima Responsável:
succinato desidrogenase
Hidrólise da liga dupla do
FUMARAT
O convertendo-o a
MALATO
.
- Enzima Responsável:
fumarase
O grupo álcool do
MALATO
é oxidado a um grupo carbonila pela doação de elétrons para NAD+ e convertido a
OXALOACETATO
- Enzima Responsável:
malato desidrogenase
FAD e NAD+ são coenzimas aceptoras de elétrons
Reguladores do ciclo:
- estado de redução do NAD+ (relação NADH/NAD+)
- estado de fosforilação do ATP (relação ATP/ADP)
Cadeia Transportadora de Elétrons
Fosforilação Oxidativa:
Produção de ATP a partir da fosforilação oxidativa requer um doador de elétrons (
NADH ou FAD(2H)
,) um aceptor de elétrons (
O2
), uma membrana interna da mitocôndria permeável a
prótons
,
componentes da CTE
e
ATP-sintase
. Regulada pela velocidade do uso de ATP
Na CTE, os elétrons doados por NADH ou FAD(2H) são passados sequencialmente através de uma série de carreadores de elétrons que estão localizados na membrana interna da mitoccôndria.
Movimento transmembrana de prótons: gradiente eletroquímico.
Full transcript