Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Anfíbios

Anfíbios
by

Suellen Henn

on 8 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Anfíbios

Anfíbios A pele dos anfíbios é nua, desprovida de penas, pelos ou escamas possuindo várias funções como a respiração, a regulação hídrica e a proteção. Anatomia externa Anatomia interna * Os anfíbios apresentam, em geral, um claro dimorfismo sexual, o que significa que os machos se distinguem morfologicamente das fêmeas;

* Os anfíbios são ectotérmicos;

* As cores vivas de certos anfíbios tropicais são um aviso aos predadores de que são tóxicos. Características Habitat Alimentação A maioria dos anfíbios acasala-se na água, onde seus ovos são depositados e eclodem e onde as larvas resultantes vivem e crescem até a metamorfose para o estágio adulto. Reprodução Sistema digestivo associado a um par de orifícios (narinas) em comunicação com a cavidade bucal, fechadas por válvulas que impedem a entrada de água e onde se realiza a percepção química. A boca geralmente apresenta dentes finos e língua protrátil cuja base frontal é fixa.
Girinos se alimentam de algas e restos de animais e vegetais mortos. A alimentaçao dos adultos é quase exclusivamente carnívora e inclui desde pequenos moluscos, artrópodes e pequenos vertebrados até mamíferos. Sistema digestório Órgãos dos sentidos incluem olhos protegidos por pálpebras móveis e glândulas lacrimais (protegendo o olho num meio seco e cheio de partículas estranhas como é o terrestre), ouvidos com columela (desenvolvida a partir de ossos mandibulares dos peixes) e tímpano externo (sapos e rãs), permitindo uma ampliação dos fracos sons transmitidos pelo ar.
Com excepção das cecílias, cujo modo de vida obriga a utilizar o olfato, a maioria dos anfíbios utiliza a visão para detectar as presas, mesmo de noite. Sistema sensorial Sistema circulatório tem um coração com três câmaras (duas aurículas e um ventrículo), glóbulos vermelhos ovais e nucleados. Sistema Circulatório Entre os anfíbios podem ocorrer respiração branquial, cutânea, bucofaringeana e pulmonar, podendo atuar conjuntamente dois ou três mecanismos. Os girinos (formas jovens) respiram através de brânquias, que podem ser internas ou externas. Geralmente após a metamorfose as brânquias atrofiam e há um maior desenvolvimento dos pulmoes. A respiraçao cutânea ocorre nas formas adultas e jovens. No entanto, existem adultos sem pulmoes, onde predomina a respiraçao cutânea.
Algumas espécies de salamandras não apresentam pulmões, dependendo totalmente da pele e da cavidade bucal para a absorção de oxigénio. Na laringe de sapos e rãs existem cordas vocais, com as quais os machos emitem os chamamentos de acasalamento. Sistema respiratório Sistema excretor composto por rins mesonéfricos. Sistema excretor A reprodução apresenta geralmente três fases: ovo, larva e adulto, ocorrendo uma metamorfose radical na passagem de larva aquática a adulto.
A fecundação é interna (geralmente urodelos e ápodos) ou externa (anuros), sendo as espécies geralmente ovíparas. A maioria deposita os seus ovos na água mas algumas espécies vão a terra para o fazer e outras ainda retêm os ovos no interior do corpo de formas diversas.
Quando a fecundação é interna, o esperma é transferido para o corpo da fêmea envolto numa cápsula gelatinosa - espermatóforo - como no caso dos urodelos ou através de um órgão semelhante a um pênis, como no caso dos ápodos. Sistema Reprodutor São divididos nas seguintes ordens:

*Ordem Caudata

*Ordens Anura

*Ordem Gymnophiona Ordens Ordem Caudata – representada pelas salamandras, anfíbios dotados de caudas que, em alguns casos, permanecem em ambiente aquático por toda a vida. Bolitoglossa paraensis: única espécie de salamandra encontrada em nosso país Ordem Gymnophiona – nesta, temos as cobras-cegas: animais de corpo alongado e sem patas. Rhinatrema bivittatum: único representante brasileiro da Família Rhinatrematidae. Ordem Anura – aqui, temos os anfíbios mais conhecidos por nós: os sapos, as rãs e pererecas. Sapos possuem a pele mais rugosa e com glândulas bem visíveis; rãs são exímias saltadoras, possuem pernas longas, pele bastante lisa e facilidade para o nado; as pererecas, finalmente, possuem discos adesivos nas extremidades dos dedos, funcionando como ventosas – o que permite com que vivam em copas de árvores e também sejam encontradas em banheiros, etc. Machos de anuros costumam utilizar as vocalizações (coachos) como forma de comunicação entre seres. Lithobates catesbeianus: espécie de rã introduzida em nosso país. Anfíbios no Rio Grande do Sul Dendropsophus sanborni - Triúnfo Physalaemus gracilis - Triúnfo Rhinella arenarum - Torres Melanophryniscus dorsalis

NOME POPULAR: Sapinho-de-barriga-vermelha; Flamenguinho
FILO: Chordata
CLASSE: Amphibia
ORDEM: Anura
FAMÍLIA: Bufonidae
STATUS DE AMEAÇA: ameaçada
Estados Brasileiros: RS Anfíbios em extinção no Rio Grande do Sul Hyla cymbalum

NOME ATUAL: Hypsiboas cymbalum (Bokermann, 1963)
NOME POPULAR: Perereca
FILO: Chordata
CLASSE: Amphibia
ORDEM: Anura
FAMÍLIA: Hylidae
STATUS DE AMEAÇA: ameaçada
Estados Brasileiros: não consta Hylomantis granulosa

NOME POPULAR: Perereca-verde
FILO: Chordata
CLASSE: Amphibia
ORDEM: Anura
FAMÍLIA: Hylidae
STATUS DE AMEAÇA: ameaçada
Estados Brasileiros: não consta A rã mais venenosa do mundo - A rãs tropicais sulamericanas dos gêneros Dendrobates e Phyllobates são conhecidas como rãs de flecha venenosa. Segregam um veneno mortal que é utilizado pelos indígenas na ponta de suas flechas. A toxina de uma destas rãs pode matar até 1.500 pessoas. Curiosidades Como diferenciar o macho da fêmea?
Depois de adultos, de um modo geral, as fêmeas são maiores que os machos. Por que os anuros vocalizam (coaxam, cantam)?O objetivo é atrair as fêmeas para o acasalamento. Somente os machos coaxam. Os anfíbios não são encontrados no ambiente marinho, apenas na água doce e em ambiente terrestre. O nome do grupo, anfíbios (do grego, amphi - dos dois lados + bios = vida), foi dado em razão da maioria de seus representantes possuírem a fase larval aquática e de respiração branquial (lembre-se dos girinos) e uma fase adulta, de respiração pulmonar e cutânea, que habita o meio terrestre úmido. Apresentação de:
Amanda, Karen, Nadine e Suellen FIM!
Full transcript