Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Dom Casmurro - Machado de Assis

No description
by

Filipe Emanuel

on 26 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Dom Casmurro - Machado de Assis

Joaquim Maria Machado de Assis nasceu em 21 de junho de 1839 na cidade do Rio de Janeiro
Origem humilde.
. Estudou apenas o primário.

" BENTINHO, PRECOCE MENINO, CRESCEU. DEIXOU SUA INGENUIDADE. MORREU. MORREU EM SEUS PRÓPRIOS DELÍRIOS. DESFALECEU EM SEU PRÓPRIO ESPÍRITO. "
Sinopse
O romance inicia-se numa situação posterior a todos os seus acontecimentos.
Bento Santiago, já um homem de idade, conta ao leitor como recebeu a alcunha de Dom Casmurro.
A expressão fora inventada por um jovem poeta, que tentara ler para ele no trem alguns de seus versos. Como Bento cochilara durante a leitura, o rapaz ficou chateado e começou a chamá-lo daquela forma.

O narrador inicia então o projeto de rememorar sua existência, o que ele chama de "atar as duas pontas da vida".
O leitor é apresentado à infância de Bentinho, quando ele vivia com a família num casarão da rua de Matacavalos.

O primeiro fato relevante narrado é também seu primeiro motivo de preocupação.
Bentinho escuta uma conversa entre José Dias e dona Glória: ela pretende mandá-lo ao seminário no cumprimento de uma promessa feita pouco antes de seu nascimento.
A mãe, que já havia perdido um filho, prometera que, se o segundo filho nascesse "varão", ela faria dele padre. Na conversa, dona Glória soubera da amizade estreita entre o menino e a filha de Pádua, Capitolina.

Foco Narrativo

Narrada em 1ª pessoa por um narrador-personagem

Desvantagem: Ele mente. Não é confiável. Distorce. Confunde o leitor.

Inovador. Se utiliza do realismo, mas nao é bem realista, é Machado de Assis.

dramatização do ato de narrar.
Pseudo-autor

o pseudo-autor busca reconstruir a si mesmo, reviver;

IFRN - Campus Parnamirim
Curso: Mecatrônica 3BV
Disciplina: Língua Portuguesa
Gênero textual: Romance
Dom Casmurro, Machado de Assis
Componentes:
Anderson Douglas;
Filipe Emanuel;
Júlia Palmeira;
Matheus Marinho e
Saulo Dantas.
Sumário
Sinopse do Romance;
Minibiografia do autor e contexto histórico;
Principais personagens;
Foco narrativo;
Tempo e espaço;
Análise da linguagem;
Análise da temática da narrativa.
Dom Casmurro - 1899 (Início do sec. XX).
Conflitos da sociedade moderna;
Tema:
Adultério;
Crítica as Instituições religiosas e comportamento social;

Bento + Capitu / Escobar + Sancha

Ascensão social de Capitu;
Filho Ezequiel;
Morte de Escobar.
Análise da temática da narrativa.
Traços marcantes da obra
Triângulo amoroso inovador;





Uma possível traição feminina (ausência da idealização proposta pelos romanticos);
Narrador-personagem (1ª pessoa)




EXÍMIA INVESTIGAÇÃO PSICOLÓGICA
Bentinho - FRÁGIL EMOCIONALMENTE
‎"Se só me faltassem os outros, vá; um homem consola-se mais ou menos das pessoas que perde; mas falto eu mesmo, e esta lacuna é tudo."

Capitu - FORTE EMOCIONALMENTE
"Capitu, apesar daqueles olhos que o diabo lhe deu... Você já reparou nos olhos dela? São assim de cigana oblíqua e dissimulada. Pois apesar deles, poderia passar, se não fosse a vaidade e a adulação."
Afinal, Capitu traiu ou não?
Presença de
INDÍCIOS
de traição.
NARRATIVA AMBÍGUA
Tempo e espaço
--> Passou a infancia na rua
de Matacavalos, vizinho de
Capitu;
--> Quando se casam vão morar nos altos da Tijuca, na Praia da Glória.
--> Se separam, vão pra Europa mas lá só ficam Capitu e Ezequiel.
Minibiografia do autor e contexto histórico
Principais personagens
Análise da linguagem
Trabalhou como tipógrafo, revisor, redator e colaborador de jornais e revistas.
Iniciou sua produção intelectual com a crônica, a poesia e o teatro.
Seus romances o consagraram como um dos maiores autores da Língua Portuguesa.
Foi funcionário público de carreira.
Fundador da Academia Brasileira de Letras, também chamada de Casa de Machado de Assis.
Bentinho fica furioso com José Dias, que o denunciara, e expõe a situação a Capitu.
A menina ouve tudo com atenção e começa a arquitetar uma maneira de Bentinho escapar do seminário, mas todos os seus planos fracassam. O garoto segue para o seminário, mas, antes de partir, sela, com um beijo em Capitu, a promessa de que se casaria com ela.

No seminário, Bentinho conhece Ezequiel de Souza Escobar, que se torna seu melhor amigo
. Em uma visita a sua família, Bentinho leva Escobar e Capitu o conhece.

Enquanto Bentinho estuda para se tornar padre, Capitu estreita relações com dona Glória, que passa a ver com bons olhos a relação do filho com a garota. Dona Glória ainda não sabe, contudo, como resolver o problema da promessa e pensa em consultar o papa.
Escobar é quem encontra a solução: a mãe, em desespero, prometera a Deus um sacerdote que não precisava, necessariamente ser Bentinho. Por isso, no lugar dele, um escravo é enviado ao seminário e ordena-se padre.


Bentinho (Bento Santiago):
o narrador-personagem que conta suas memórias, membro da elite carioca do século XIX.

Capitu (Capitolina):
grande amor de Bentinho, personagem de origem pobre, mas independente e avançada.

Escobar
: o melhor amigo de Bentinho, a quem conheceu quando estudaram juntos no seminário.

Dona Sancha:
mulher de Escobar, ex-colega de colégio de Capitu.

Dona Glória:
mãe de Bentinho, adora o filho e é também muito religiosa. Quer que o garoto se ordene padre como cumprimento de uma promessa que fez.

José Dias:
agregado que vive de favores na casa de dona Glória. Suposto médico, tem o hábito de agradar aos proprietários da casa com o uso de superlativos.
Tio Cosme:
irmão de dona Glória, viúvo e advogado.

Prima Justina:
prima de dona Glória, que, segundo o narrador, não tinha papas na língua.

Pedro de Albuquerque Santiago:
pai de Bentinho, faleceu quando o filho ainda era muito pequeno.

Senhor Pádua e Dona Fortunata:
pais de Capitu, que viam no possível casamento da filha com Bentinho uma possibilidade de ascensão social.

Ezequiel:
filho de Capitu, sobre o qual o narrador sustenta forte dúvida quanto à paternidade, pois o garoto tinha grande semelhança física com Escobar.

Minibiografia do autor e contexto histórico

Características do Realismo (1981 - 1922)

Oposição ao idealismo romântico. Não há envolvimento sentimental;
Romance como meio de combate e crítica às instituições sociais decadentes, como o casamento, por exemplo;
Análise dos valores burgueses com visão crítica denunciando a hipocrisia e corrupção da classe;
Narrativa minuciosa (com muitos detalhes);
Personagens analisadas psicologicamente.
Peculiaridades Machadianas:
• Personagens metafísicos;
• Capítulos curtos (Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba, Dom Casmurro e Esaú e Jacó);
• Tempo psicológico (quebra da linearidade do enredo) – história narrada de acordo com a memória da personagem;
• Referência ao Romantismo;
• Forte tom irônico;
• Visão pessimista acerca do homem (contra uma solidariedade social);
• Narradores em 1ª pessoa (linguagem ambígua);
• Digressão (falar com o leitor e/ou referenciar a própria narrativa).
k
Full transcript