Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Marketing Turístico

Profa. Msc. Lecy Cirilo Orsi
by

Lecy Cirilo

on 27 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Marketing Turístico

O que é turismo? Art. 2º “Considera-se turismo as atividades realizadas por pessoas físicas durante viagens e estadas em lugares diferentes do seu entorno habitual, por um período inferior a 1 (um) ano, com finalidade de lazer, negócios ou outras.” Lei Geral do Turismo (Lei 11.771/2008) Art. 180º “A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios promoverão e incentivarão o turismo como fator de desenvolvimento social e econômico”. Constituição Federal de 1988 O turismo compreende as atividades que realizam as pessoas durante suas viagens e estadas em lugares diferentes ao seu entorno habitual, por um período consecutivo inferior a um ano, com finalidade de lazer, negócio ou outras”. movimento físico dos turistas (deslocamento)

permanência no destino em caráter não permanente

compreende a viagem e as atividades realizadas no destino

motivação Parágrafo Único. “As viagens e estadas de que trata o caput deste artigo devem gerar movimentação econômica, trabalho, emprego, renda e receitas públicas, constituindo-se instrumento de desenvolvimento econômico e social, promoção e diversidade cultural e preservação da biodiversidade. ” Atividade própria da sociedade de consumo;
Movimenta bens, serviços e pessoas;
Estratégica para o desenvolvimento;
Influencia espaços e pessoas Desperta interesse das Ciências Sociais Aplicadas;
Administração(planejamento, marketing, formação de pessoas etc.)
Direito (transformações da sociedade, políticas econômicas etc.); “Constitui-se em uma movimentação de bens, serviços e pessoas que envolve e integra muitos setores da economia, inclusive diferentes perfis profissionais, capacidades, especialidades e pesquisadores que se interessam em estudá-lo como fenômeno, em sua complexidade e abrangência.”
CIRILO,Lecy (2006) O Anhembi – 400 mil m2 é o maior complexo da AL
Movimenta 35 mil empresas expositoras
Circulam 4 milhões de pessoas (profissionais e compradores – 45 mil compradores estrangeiros)
setores: médico, científico, tecnológico, industrial e educacional (feiras, reuniões e eventos) Eventos
Capital sul-americana de feiras de negócios (4).
Entre os Top 15 destinos para eventos internacionais no mundo (12º lugar)

Realiza mais de 90 mil eventos por ano (12)
Recebe 75% das grandes feiras do Brasil (4)
R$ 2,4 bilhões de receita/ano (4)
R$ 8 bilhões em viagens, hospedagem e transporte terrestre e aéreo (8) São Paulo em Números Turismo em Números - SP Dinamismo do mercado de bens e serviços Eventos e Feiras de Negócios
1 evento a cada 6 minutos
120 das 176 grandes feiras do Brasil
Cerca de 500 mil empregos diretos e indiretos
Uma feira de negócios a cada três dias
75% do mercado brasileiro de feiras e negócios
R$ 2,9 bilhões de receita ao ano com eventos
US$ 1,7 bilhões de receita ano, dos quais US$ 424,5 milhões em locação de área para exposições
US$ 424,2 milhões em serviços nos pavilhões
US$ 850 milhões em viagens, hospedagem, alimentação, transporte e compras
Cerca de 2,54 milhões de m2 em grandes espaços para realização de eventos da América Latina Dados da cidade (SPCVB) Negócios
38% das 100 maiores empresas privadas de capital nacional (9)
63% dos grupos internacionais instalados no Brasil (9)
17 dos 20 maiores bancos (9)
Aproximadamente 100 das 200 empresas de tecnologias (9)
BM&FBOVESPA – a maior bolsa de valores da América do Sul (9)
Hospital das Clínicas – o maior e mais renomado complexo
A maior Parada do Orgulho LGBT do mundo com mais de 3,5 milhões de pessoas

Fontes: (1) Editora Abril (2) PMSP (3) São Paulo Turismo (4) Ubrafe (5) Governo do Estado de São Paulo (6) Infraero (7) Fohb (8) São Paulo Convention & Visitors Bureau (9) Revista Latin Trade (10) IBGE (11) MEC (12) SEBRAE (13) Guia de Restaurantes Japoneses – Editora JBC (14) Site Guia de Motéis (15) Banco Central do Brasil (16) ADETAXI (17) Metrô (18) SPTrans (19) Abresi. São Paulo em Números Turismo 
A cidade recebe anualmente 11 milhões de visitantes. Dos que se hospedam na rede hoteleira, 16,4% são estrangeiros e 82,46% são brasileiros. (8)
Dos turistas internacionais que visitam São Paulo, 38% são da Europa, 30% dos EUA e Canadá, 21% do Mercosul, 7% da América Latina e 4% são da Ásia. (8)
Cerca de 50% dos turistas da cidade vem a negócios, 39% a lazer e o restante para tratar da saúde, fazer cursos ou ingressar nas faculdades, visitar parentes, etc.
Permanência média na cidade é de 3 a 5 dias (8)
Gastos por dia: US$ 150,00 (8)
5 CITs – Centrais de Informações Turísticas (3) São Paulo em Números Transporte
37 mil táxis (16)
15 mil ônibus urbanos (1)
1.335 linhas de ônibus (18)
28 terminais de ônibus (18)
5 linhas de metrô (17)
62,3 km de linhas de metrô + 20,0 km em construção (17)
55 estações do metrô (17)
270 kms de linhas de trem (2)
Segunda maior frota de helicópteros do mundo (1)
44 Cias Aéreas (3)
4 aeroportos na grande São Paulo (2) * sendo 1 em Campinas e 1 em Guarulhos São Paulo em Números Consumo 
240 mil lojas (1)
77 shoppings
59 ruas especializadas em mais de 51 segmentos (2) São Paulo em Números Cultura e Lazer
160 teatros
110 museus
265 salas em 55 cinemas
40 centros culturais
54 parques e áreas verdes
7 parques temáticos (na Grande São Paulo)

7 grandes casas de espetáculos
6 estádios de futebol
1 autódromo internacional São Paulo em Números Gastronomia
12,5 mil restaurantes (3)
52 tipos de cozinha (1)
15 mil bares (19)

3,2 mil padarias (3) São Paulo em Números Hotelaria
Principais redes hoteleiras nacionais e internacionais.
410 hotéis (1)
42 mil apartamentos disponíveis (3)
A taxa de ocupação média dos hotéis em 2009 62,2% (3)

A diária média em 2008 foi de R$ 159,45 (7) São Paulo em Números Turismo em Números
Regiões Brasileiras Exposição do Brasil na mídia internacional (megaeventos)

Promotores de Eventos
Ampliação do portfólio de clientes
Mudança do perfil das feiras realizadas (feiras mais técnicas: mecânica, eletrônica e material de construção Organizadores de Eventos estabilidade econômica do País
aumento da renda da população (maior demanda por viagens)
expectativa de pontos de distribuição e disponibilidade dos produtos
tecnologia
investimentos em treinamento de pessoal
marketing Operadoras de Turismo Aumento da demanda
Escassez da oferta e elevação dos valores das diárias
Crescimento do PIB
Maiores investimentos estrangeiros no País
Aumento de viagens a negócios
Construção de novos hotéis
Reforma e ampliação dos já existentes Meios de Hospedagem Taxas de ocupação e desembarque
no aeroporto de Fortaleza
alta estação Julho 2006 Alta estação
Julho de 2006 Estudo de caso - Fortaleza Litoral: “mercadoria valorizadíssima”
2004: 40% imóveis residenciais vendidos a europeus
6 protocolos de intenção (Governo do Estado e capital português) até 2007 – US$ 500 milhões
Projeto Turístico Praia Bela Resort Village (Aquiraz)
Projeto Fortim
Complexo Parque das Falésias (Grupo Oásis)
Complexo Turístico Praia do Farol (Camocim)
Complexo Hoteleiro Vale das Nascentes (Praia das Fontes em Beberibe)
Projeto Aquiraz Virada Cultural (4milhões / 2010) – R$ 142 milhões (328 mil turistas)
Parada GLBT (3 milhões /2010) – R$ 188 milhões (430 mil turistas)
Réveillon na Paulista (2,4 milhões) – R$ 50 milhões (100 mil turistas)
Bienal do Livro (740 mil/2010) – R$ 91 milhões (290 mil turistas)
Salão do Automóvel (610mil /2008) – R$ 112 milhões (200 mil turistas)
Bienal Internacional de Arte de SP (535mil/2008) – R$ 120 milhões (107 mil turistas)
Salão Duas Rodas (240 mil/2009) – R$ 60 milhões (40 mil turistas)
Mostra Internacional de Cinema (200mil/2009) – R$ 31,5 milhões (30 mil turistas)
GP Brasil de Fórmula 1 (140 mil/2009) – R$ ? (85 mil turistas)
Carnaval (Sambódromo- 110 mil/2010) – R$ 51 milhões (32 mil turistas)
SP Fashion Week (100 mil/2010) – R$ 45 milhões (22,4 mil turistas)
Hospitar (89 mil/2010) – R$ 98,9 milhões (2009) (46,9 mil turistas)
Couromoda (65 mil/2010) – R$ 73,5 milhões (2010) (42 mil turistas)
Adventure Sports Fair (61 mil /2009) – R$ 20,4 milhões (21 mil turistas)
Francal (60 mil/2010) – R$ 85 milhões (40 mil turistas)
Equipotel (50 mil/2009) – R$ 3,4 milhões (14,1 mil turistas)
Fenatran (48 mil/2009) – R$ 30 milhões (15 mil turistas)
Formula Indy (40 mil/2010) – R$ 80 milhões (21 mil turistas) Ranking de Eventos em São Paulo 2010 – 11,7 milhões de visitantes (negócios ou lazer)
10,1 milhões de turistas nacionais
1,6 milhão de estrangeiros
3,54% de crescimento em relação a 2009
Turismo – movimenta R$ 9,6 bilhões ao ano em viagens, hospedagem e transportes terrestres e aéreos
Permanência média dos turistas = 5,6 dias (estrangeiros) e 3,6 dias (brasileiros) Dados da Cidade (2010) SPCVB Fonte: FOHB, 2011 Turismo em Números O Documento Referencial Turismo no Brasil 2011-2014 foi construído pelas principais entidades e lideranças do turismo nacional para apresentar uma avaliação sobre o dinamismo do setor dentro do ambiente econômico nacional e internacional e se antecipar aos principais desafios que a iniciativa pública e a privada terão para preparar o turismo brasileiro para a Copa do Mundo de 2014. O estudo aponta para a consolidação do turismo como produto de consumo do brasileiro. Estima que os desembarques domésticos saltem dos 56 milhões, registrados em 2009, para 73 milhões, em 2014. Projeta também a geração de 2 milhões de empregos formais e informais de 2010 a 2014. A entrada de divisas internacionais deverá crescer 55%, no mesmo período, subindo de R$ 6,3 bilhões para R$ 8,9 bilhões no ano de realização da Copa no Brasil. http://www.dadosefatos.turismo.gov.br/dadosefatos/outros_estudos/Documento_referencial/ Sugestão de leitura: Documento Referencial Turismo no Brasil 2011-2014

Disponível em Aéreo: aumento da oferta de transporte (cias) e demanda de passageiros (taxa de ocupação de aeronave) e visibilidade positiva do Brasil no exterior

Rodoviário: incremento da demanda (infraestrutura e novos equipamentos) – melhor gestão e treinamento de pessoas – novos serviços (equipara-se ao transporte aéreo) Transportes
O nordeste brasileiro A realidade do cenário turistico brasileiro Receita por quarto disponível – Revenue per Available Room
cresce 9,8% no primeiro trimestre de 2012 (US$ 1,920 bilhão nos três primeiros meses do ano)
Os visitantes internacionais deixaram US$ 1,748 bilhão no País.

Este é um importante dado para medir o êxito do Brasil, que tem se qualificado cada vez como um destino competitivo no cenário turístico internacional”, disse Marcelo Pedroso, diretor de Mercados Internacionais da Embratur. Gasto de turista estrangeiro no Brasil (Portal Brasil, abril 2012) Resultado alta estação Julho, 2006 Alta estação
Julho de 2006 O cenário dos mega empreendimentos A indústria da Viagem & do Turismo ECONOMIA DE VIAGEM & TURISMO
Impressão, publicação, energia, serviços financeiros, fornecimento de equipamentos, alimentos, segurança, administração, construção civil, construção naval, fornecimento de bebidas, ferro/aço, fabricação de aeronaves, construção de aeroportos, construção de empreendimentos hoteleiros, madeira, mineração, produtos químicos, têxteis, combustíveis, plásticos, serviços de saneamento, flores, decorações , produtos metálicos, computadores, arquitetos, desenvolvimento de resorts, atacadistas, serviços de lavanderia, informática.
Hospitalidade, entretenimento e lazer, catering (A&B), transportes, locadoras, etc Demanda turística via Fortaleza
Janeiro a Julho /2006
Full transcript