Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Cidade contemporanea

No description
by

Alejandro Leitón

on 20 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Cidade contemporanea

A cidade contemporânea
e seu projeto

Bernardo Secchi
Sabrine Schnell
Mestranda Geografia UFSC
Bolsista da Universidade da Costa Rica

Bernardo Secchi
Italiano Especialista em urbanismo
.

Formado em 1959 no 'Politecnico di Milano'
Professor:
• Instituto Universitário de Arquitetura de Veneza,
• Ecole d’Architecture de Genebra,
• École d’Architecture de Bretanha (Rennes).
• Universidade de Leuve, dentre outras instituições,
• Berlage Institute de Amsterdam,
• Politécnico Federal de Zurich,
• Institut d’Urbanisme de París

Secchi é um dos
mais influentes urbanistas do mundo,


Redigiu numerosos planos reguladores e planos territoriais:
Jesi (1984-1987), Siena (1986-1990), Centro Histórico de Ascoli Pisceno (1989-1993), Bergamo (1994), Prato (1996),
Brescia (1998), Pesaro (1998), Civitanova Marche (1999), La Spezia e o Val di Magra (1989-1993) e para a Província de Pescara (1994-1997).

Bernardo Secchi

-Recuperação do centro histórico de Turín y da área industrial Sècheron em Ginebra (1989).

-Organizou numerosos concursos de arquitetura e urbanismo

-Foi um dos dez convidados pelo governo francês para participar do projeto, que prevê a elaboração de propostas para
Paris do século XXI.

Ele também fez planos para Roma, Londres, Madri, além de ser autor de livros

Projetos:
Cidade contemporânea e seu projeto
Conferência
Brasil - Estudos sobre
disperão urbana
Apóio do
Laboratório de Estudos sobre Urbanização, Arquitetura e Preservação - USP
Ruptura
e passagem, na história da cidade europeia...
cidade
moderna
cidade contemporânea
início do
século XX
Renascimento
Europa:
depois da
II Guerra mundial
A ruptura nos permite falar de um
antes
e um
depois
e para ser interpretada requer de uma mudança de:
óculos, instrumentos e categorias
...para observar o mundo
Ruptura...
da a ideia de tempo linear
utilizado com cautela...
desde que a história é sempre feita de inovações e resitências, de permanências e persistências...
Uma pesquisa...
a través da pesquisa, de uma mudança do real, em um período como aquele dos anos 80, periodo de profunda crise dos paradigmas científicos,
secchi tentou, com outros pesquisadores,
contruir novas estratégias
estudando e projetando situações entre si muito diferentes
trabalhar junto com
disciplinas menos habitualmente frequentadas:
escritores,
músicos e artistas para buscar a
chave de leitura de um mundo
que para muitos parecia caótico.
Descrever a cidade Contemporânea...
Somos incapaces de compreender a cidade contemporânea
É uma cidade contemporânea tem caráter:

-descontínuio
-fractal
-dispersão de dimensão inusitada
-englobando fragmentos dentro de um vasto arquipélago
Pesquisas recentes têm tentado reconstruir as raízes da fragmentação e a dispersão...
...de pesquisar a relação entre infra-estrutura, fragmentação e dispersão
.
Cada
mudança
na cidade é resultado de multiplicidade de causas concorrentes...
No século XX houve uma falta de solução de quatro problemas principais>
emersão em crescente importancia do sujeito
emersão de imponentes e simultâneos fenômenos de concentração e de dispersão urbana
emersão do cotidiano
progressiva democratização do espaço
Crescente importância do sujeito...

Primeiros sintomas se encontram na explosão da cidade, no
sprawl
e no
scattering,
na
dispersão
e na
difusão
as quais são as novas tendências do crescimento urbano

Dispersão dos sujeitos, de componentes e dos modos de vida, das práticas sociais
..
.a vila, a cidade, a finitude medieval são estados ideiais aos quais é necessário voltar
..
Emersão de fenômenos de concentração e dispersão...
A
dispersão da cidade
na
Garden City
e
na City-Region
, na
cidade disfusa
,
é proposta ou

recusada por uns e por outros
com motivações diferentes
Esta cidade quebra com a tradição da modernidade e
introduz descontinuidade
na história da cidade ocidental
Emergência do cotidiano

A dispersão aumenta a
diversidade de situações:

-concentração,
-reinvenção de suas partes mais antigas,
-modificação das partes modernas,
-produção de novos lugares centrais,
-proximidade e distanciamento, entre outros.
A crescente autonomia do sujeito se manifesta nas tendências de refugiar-se no privado.
...existe uma inestabilidade dos termos e nas figuras que ao longo do século se decorreu para descrevê-la.
Democratização do espaço
Se abandonaram a partes dispersas da cidade onde o processos de progressiva democratização eram mais evidentes
Como consequência essa parte da cidade não tinha sido dotada de projeto, foi considerada como forma
degenerada, a ser apagada.
-nos deveríamos ocupar, na esperança de que lentamente se transformasse, até ficar parecida com a cidade moderna.
o Século XX é o século da banalização dos lugares, do espaço público desprovido da aura que o circundava no passado.

Caráter ambiguo...
A
democratização do espaço
não deve ser interpretada como abandono ou degradação de alguma parte da cidade, e de formação em outros lugares

... são pontos de partida para uma nova reflexão
Dispersão e concentração náo podem ser entre si contrapostas. Deveriam ser a base para refletir sobre a JUSTA DISTÂNCIA, tema crucial para o projeto da cidade contemporânea.
O ordinário
As consequências dessas 4 questões:

O projeto contemporâneo abandonou o tema ´DA CASA´, que tanto tinha ocupado.
se abandonou uma reflexão mais profunda sobre o espaço habitado pela vida cotidiana, feito de casas e oficinas, de lojas e de ruas....


...para se dedicar, quase exclusivamente às aspiraçoes de cada projetista,
à construção de monumentos
, em geral sobrecarregados de intenções simbólicas mal colocadas.




Se confia no
papel colonizador
dos espaços metropolitanos.
São construidos monumentos como, teatros, museus, palácios de congresso, aeroportos, centros comerciais e parques temáticos os quais representam as
características da contemporaneidade.
O projeto contemporâneo
abandonou a parte mais consistente
e relevante da cidade do passado e da contemporaneidade e os problemas que ela levanta, impedindo-se de enfrentar as 4 questões antes referidas.
Fragmento - Continuidade
A história da cidade moderna foi dominada pela figura de
continuidade,
figura influente no pensamento ocidental.

A cultura da modernidade entre o Renascimento e o séclo XIX é universal ...

Se caracteriza pela:
-ideia de liberdade
-infinita possibilidade de circulação
-infitnita possibilidade de subdividir terrenos
Está na origem da reivindicação burguesa sobre a propriedade do solo e seu mercado.
Implicou sair do direito medieval e entrar no
moderno direito burguês.
A cidade moderna
[...] na cidade moderna, irão
persistir
ou se formarão de contínuo de agregados, que como fragmentos de um mundo do passado ou germes de um futuro, contruindo diferenças, tenderão a contestar o espaço simbólico físico, social, econômico e linguístico da continuidade.
O mundo ocidental torna-se consciente da:
-
destruição
das culturas locais e dos locais da sociabilidade realizada pela modernidade das restrições às dimensões do coletivo, trazidas pela cidade moderna.

-da desvalorização do espaço público como lugar de experiência social.
separar e afastar transformou-se no grande paradigma de toda moderna política urbana>


produziu bairros, hospitais, escolas, teatros, etc como lugares de alta espacialização.
Fragmentando
a cidade, as transformou em
ilhas
, que o higienismo, a técnica dos tranportes e a urbanística têm afastado entre si, imergindo-as em
um espaço urbano mais dilatado.
A ruptura...
Meados do século XX, tornou-se evidente, na cidade europeia, uma MUDANÇA, interpretada em termos de
fratura ou de passagem.
As relações entre sociedade, economia e território, mudam e constroem uma
linha divisória
, dando lugar a duas diferentes posições...
Cidade entre o Século
XVIII e o XIX
Nova paisagem urbana
melhor forma de cidade produzida pela cultura europeia.
para transferir as imagens que novas técnicas visuais nos consentem produzir e de contínuo separar, modificar, destorcer, sobrepor, contaminar e transformar.
reafirma o valor da continuidade, do eraizamento, da persistência e da permanência no contexto espacial e temporal.
reafirmando o oposto: o valor radical e libertador da innovação, da mudança e da incerteza.
A enorme dilatação do espaço aberto na cidade contemporânea, tem constituído o desafio, da passagem de uma espacialidade
fechada e ordenada
a uma espacialidade
dilatada
A construção da
-
´eazy city´
na Holanda
-nascimento do
´new urbanism´
nos Estados Unidos,
(no nível mais modesto e desordenado da
cidade difusa
nos países da Europa Meridional:
vastas áreas urbanizadas com casas unifamiliares com jardim)
...corresponde também a uma nova pesquisa de
´CONFORT´,

... onde a autonomia do sujeito cotidiano e a democratização do espaço têm a possibilidade de se exprimir.
Megacities, World Cities, Global cities e Città diffusa
Megacities
- no início do século XX por Geddes e P. Hall

World Cities
- meados do século por F. Braudel e por P. Hall

Global cities
- no fim do século J. Friedmann, Castells p. Hall

Città diffusa
- no último decênio do século por Indovina


Mega cities
Città diffusa
aparecem na Europa como duas modalidades autônomas de implantação a que correspondem modos de vida, atividades,
formações sociais diferentes.


são lugares de elaboração de duas
diferentes culturas
parcialmente complementares

entre si existem regiões praticamente desabitadas e desertas onde a atividade agrícola é ainda dominante.
O fim do Wellfare
Na última parte da modernidade foi elaborada uma
imagem de sociedade
que encontrou a própria e mais completa definição>
-sociedade segura
-lugar de trabalho, salário, da casa, da instrução, da assitência médica e outro conjunto de seguranças
A Megacity atual...
é lugar de elaboração de uma
imagem oposta de sociedade:
-a sociedade da flexibilidade,
-da competitividade
-de uma ideologia de mercado como competição
-da desigualdade como estímulo de competição entre indivíduos.


Estão as
desilusões decorrentes do Estado do Bem Estar:
-a sua incapacidade para garantir um desenvolvimento igualitário e difuso
-a crítica aos aparatos da burocratização irresponsável.
A cidade
difusa...
Não segue o padrão de suburbanização americano (MASTER PLANNED COMMUNITIES) e muito menos das GATED COMMUNITIES....
Pelo contrário>
É o êxito de um processo autônomo de DENSIFICAÇÃO DO CAMPO:

Megacities
e
cidade difusa
...
Ambas:
TERRITÓRIO DO ORDINÁRIO, DO COMUM, é lugar de elaboração de uma imagem de sociedade diferente da MEGACITY
-estão imersas na globalização
-estão presentes e competitivas nos mercados internacionais
-estão disponíveis nos confrontos das sugestões que provêm de outras culturas e continentes
-são percorridas por sistemas de diferenças (diferenças em desenvolvimento, crescimento, culturas, etc)

JUSTA DISTÂNCIA
tanto métrica, quanto visual e simbólica
entre indivíduos, grupos, atividades, práticas, edifícios e lugares,
alguma coisa de contínuo se afasta e despede
e
outra se aproxima e concentra
, em uma contínua

oscilação de distâncias
.
Uma digressão a propósito das
técnicas
A dispersão, que conota a experiência urbana do século XX, foi interpretada como
produto das novas técnicas (mobilidade)
Progresso técnico no
transporte
foi considerado responsável pela concentração urbana, da passagem do sistema de manufatura para o sistema de fábrica
Técnicas informáticas (telefone)
permitiu interpor uma distância entre o escritório e a fábrica

permite um zoneamento diferente ao tradicional

A rádio e televisão permitem levar
para dentro das casas o
"entertainment"


Projeto do solo
"A minha ideia, é portanto, que
a dispersão
, mais do que ao progresso das técnicas da mobilidade, tenha que ser atribuída a uma nova pesquisa da distância correta, da justa distância, e que esta pesquisa
seja o que o projeto da cidade contemporânea deve corretamente interpretar".
Arquitetos têm instrumentos para aceitar o desafio de controlar a própria cidade
interpretam não só a modelagem do território, mas entendem que a naturalidade é onipresente e, em cada lugar, se propõem problemas diferentes, sugerindo soluções específicas.


...a difusão dos conhecimentos científicos, estão por outro lado
alterando o sistema de valores
atribuindo sempre maior atenção para os espaços abertos, o
"LEISURE".
A dispersão, a distância entre edificios, atividades, grupos sociais e indivíduos, o espaço INBETWEEN, vem interpretado pelas populações da cidade difusa como oportunidade para contrastar
novas incompatibilidades:

Uma cidade dentro de um parque...
.
a dispersão torna-se o motivo concreto para atribuir
um espaço sempre maior
aos aspectos privados da existência, aos valores de comportamento pessoal

as técnicas que permitem a dispersão, impõem
novas distâncias entre sujeitos, objetos e atividades.
Pouco foi feito para:
repensar complexivamente a cidade europeia e o seu complexo,

repensar contemporaneamente cada MEGACITY ou CITTÀ DIFUSA, para
dar a ela um projeto unitário que procure pré-figurar o futuro.
Aludem aos papéis diferentes da cidade, dos lugares, tempos, e contextos diferentes.

Contam a mudança da geografia urbana na Europa e no mundo ocidental.
em modos mais interessantes do que as MASTER PLANNED COMMUNITIES
Há muito tempo arquitetos se aproximaram de novos olhos de outras ciências...
Os barulhos, cheiros, poluição se tornaram motivos para tomar distâncias de suas fontes
impondo novas distâncias entre sujeitos, objetos e atividades
Conclusão...
Se teme à dissolução da cidade perdendo sua ordem física construida pela modernidade
A dispersão aparece mais pergosa do que a degeneração urbana.
dois extremos de ideais mas são culturas complementares
A dispersão, a distância entre edifícios, atividades e individuos, o
espaço "inbeetween"
vem interpretado pela população para contrastar novas incompatibilidades:
Full transcript