Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Técnicas de Planejamento deTreinamento

Evento AFS BRASIL
by

Rose Marques

on 4 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Técnicas de Planejamento deTreinamento

photo credit Nasa / Goddard Space Flight Center / Reto Stöckli
Técnicas de Planejamento de Treinamento
Podemos desenvolver as etapas embasados na ferramenta/técnicas usando a metodologia da gestão da qualidade conhecida como 6W2H, melhor adaptada como 6W3H, fica mais fácil compreender os seguintes passos::
Utilidade de um evento
Tipos de Evento
Elementos Básicos
Lançar, vender, ou divulgar produtos e serviços
Estreitar relacionamentos
Criar, desenvolver ou fortalecer a imagem de uma organização
Promover valores culturais
Motivar os funcionários/voluntários
De acordo com a natureza, formato e objetivos, os eventos são divididos em 3 categorias
Eventos profissionais
Eventos Promocionais
Eventos sociais
Custos
Temário
Programação
Data
Local
Ambiente
Serviços
Contribuições
O evento pode ser cassificado de acordo com as seguintes variáveis:
Classificação do evento
Porte
Médio - entre 151 e 500 participantes
Pequeno - até 150participantes
Grande - de 501 a 5 mil participantes
Megaevento - acima de 5 mil participantes
Periodicidade
Variável ou móvel - realização regular, em data que varia conforme interesses do produtor
Determinada - realização regular em data fixa
Indeterminada ou esporádica - realização esporádica ou unica
Perfil do público alvo
Classe socioeconômica
Idade
Sexo
Formação escolar
Profissão
Áreas de Interesse
Natureza
Esportivos
Artístico - cuturais
Sociais
Recreativos
Corporativos
Formatos ou Tipologia
Reunião
Congresso
Palestras
Teleconferência ou videoconferência
Curso
Demonstrativos ou expositivos
Competitivos
Baseados em reuniões sociais
É o ponto de partida, criação de estratégias ou táticas para alcançar o objetivo do evento/treinamento:
Planejamento
Desenvolvimento do conceito ou idéia
Estudo da viabilidade
Preparação da aprovação
Produção
Finalização
Avaliação dos resultados
Fases do evento
Transevento
Pré -evento
Briefing: Diagnóstico das necessidades, objetivos e perspectivas, aliado as estratégias
É a fase da concepção e planejamento do evento, a partir de interesses, objetivos e estratégias envolvidas
É a fase de organização e realização na prática do evento, quando todas as atividades planejadas são implementadas
É muito importante:
Nesta fase ocorre a desmontagem do evento. Também é a etapa de verificação de alcance dos resultados almejados
Pós-evento
Escolha do local e data: De acordo com o perfil e objetivos do evento
Cronograma: É um descritivo de atividades previstas no período de tempo que antecede o evento
Chech list: É uma lista de providências a serem tomadas para a realização do evento
Aplicar questionários
Realizar reuniões de avaliação
Elaborar relatórios
Local do evento
Vale considerar alguns critérios
Localização geográfica
Vias de acesso
Opções de locomoção
Infra-estrutura
Segurança
Estacionamento
Diferenciais
As alternativas são muito variadas
Centro de convenções
Clubes
Restaurantes
Buffets
Espaços alternativos
Etiqueta social
É a arte de boas maneiras e bons costumes
Comportamento e postura
gestos
vestimentas
Apresentações
Convites
Confirmação de presença
Produção de eventos
A produção de eventos envolve diversas áreas, como Publicidade, Relações Públicas, Jornalismo, Turismo, Segurança, Arquitetura, Engenharia Elétrica, entre outras
O produtor técnico precisa agregar:
Cultura
Capacidade de Organização
Conhecimento técnico
Produção técnica
Iluminação
Áudio
Transmição / Projeção de imagens
Cenografia
Palco
Arquibancadas
Layout do espaço
Serviços de apoio:
Policiamento
Trânsito
Õnibus
Corpo de bombeiros
Serviço médico
"NA VERDADE, TUDO É EVENTO"
Augusto
Lucas
Rose Marques
Obrigada!
Passo
a
Passo
do
Planejamento

Defina qual é o objetivo de treinamento. Em linhas gerais podemos imaginar dois objetivos básicos:
Treinamento de Produto
Treinamento Técnico
Treinamento Comportamental

Comece então a montar um Plano e descreva o Objetivo Geral: Capacitar os treinadores para apresentar e argumentar corretamente sobre o Novo Treinamento.
1º Passo
Defina o tempo que você tem disponível para fazer o treinamento, antes de começar a organizar os assuntos. Feito isso, veja se é possível aplicar o treinamento de uma só vez ou em duas ou três reuniões e, se for esse o caso, divida o tempo pelo número de reuniões necessárias. Ex.: Carga Horária: 4 horas - Aplicação: Duas Reuniões de 2 horas cada

2º PASSO
Crie no seu Plano de Treinamento as colunas relativas à organização do treinamento.
Exemplo: O tema “Treinamento de Produto” deverá ser dividido em TÓPICOS para facilitar sua visão da sequencia do Treinamento
Além do Objetivo Geral do Treinamento, você precisa definir o OBJETIVO ESPECÍFICO de cada TÓPICO.
Só assim você saberá porque está apresentado um conteúdo e que utilidade ele tem para o participante do treinamento. Isso serve também para você verificar se o material ou texto que você destina a esse tópico, de fato atende ao OBJETIVO ESPECÍFICO ou não.
Cada TÓPICO será trabalhado de uma forma ou MÉTODO. Você pode trabalhar um TÓPICO falando sobre o assunto, outro através de um exercício, etc. A variação no MÉTODO é fundamental para que o seu Treinamento não fique cansativo e possa ser proveitoso para quem participa dele.
Defina que RECURSOS você vai usar para abordar cada TÓPICO do Treinamento. Pode ser material impresso, textos de apoio ou próprio produto.
Se você definiu que tem 4 horas para fazer o Treinamento todo, precisa prever quanto tempo irá durar o trabalho com cada TÓPICO do programa:
Exemplo: Tópico, Objetivo específico, Método, Recursos, Tempo

3º PASSO

Comece a dividir seu conteúdo nos TÓPICOS que comporão o programa do Treinamento e organizá-los de acordo com o que determina cada coluna.

Tópico Objetivo Específico Método Recursos Tempo
*
. **

4º PASSO

Prossiga com a mesma sequencia, acrescentado osTÓPICOS do Treinamento, definindo os OBJETIVOS ESPECÍFICOS, o MÉTODO e oTEMPO de cada um, até completar sua Carga Horária final.
Não se surpreenda se faltar ou sobrar um pouco de tempo. Se você nunca fez isso é normal que aconteça. Porém verifique se cada assunto que você vai acrescentando é DE FATO útil para o Treinamento.


5º PASSO
* Exposição Dialogada é o momento em que você fala, mas incentiva os participantes a falarem também, comentando sobre o assunto apresentado.
** Estudo Dirigido é o Método que você usa para que os participantes se familiarizem com um tema ou material e orienta o grupo em suas dúvidas
Não ceda à tentação de colocar coisas que você acha “legais”, mas que não tem relação direta com o OBJETIVO GERAL do programa.
Se faltar ou sobrar TEMPO, a sugestão é que você volte ao primeiro TÓPICO e verifique se não dimensionou mal o tempo de cada um.Leve sempre em conta que o grupo de participantes precisa ter espaço para falar, expressar opiniões, fazer perguntas, etc. Isso precisa ser previsto nos tempos de cada parte do programa.

ATENÇÃO
Why – Por que: O porquê do treinamento: quais os objetivos e resultados esperados.
Who – Quem: Quem deve ensinar: instrutor/qualificação e conhecimento do assunto. Hoje é importante também avaliar outros fatores como criatividade, relacionamento e dinamismo. O poder de cativar para ensinar.
For Whom – Para quem: Quem deve aprender: treinandos (com seu devido histórico).
What – O que: O que deve ser ensinado: conteúdo do treinamento. Isto também inclui valores a serem transmitidos pelo instrutor.
Where – Onde: Onde deve ser ensinado: local de treinamento/infra-estrutura necessária. Devem-se levar em conta diversos fatores que podem estimular o aprendizado ou desmotivar os treinandos.
When – Quando: Quando deve ser ensinado: época ou periodicidade. Um trabalho que se inicia em sala deve ter continuidade com a adoção de um calendário para novos treinamentos ou por meio de reuniões periódicas.
How much – Quanto: Quanto deve ser gasto: volume de recursos financeiros. A empresa deve encarar e transmitir aos colaboradores que se trata de um investimento, não um custo.
How – Como: Como se deve ensinar: métodos e recursos instrucionais.
How many – Quanto: Quanto treinar: duração e intensidade. Podemos também utilizar a metodologia que melhor se encaixa a realidade da empresa. Um programa de treinamento pode, quando bem estruturado, proporcionar o estudo e análise das necessidades de treinamento e suas aplicações.
ETAPAS
Full transcript