Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Conhecimento

No description
by

Alexandre Godoy Dotta

on 2 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Conhecimento

Knowledge
Conhecimento
Conhecimento e Verdade
Verdade é um atributo de uma proposição de caráter lógico cujo o oposto seria a falsidade.
Entretanto, a verdade também nos leva a considerar como tal tudo o que guardar conformidade com a realidade, algo que se apresenta como um dado inquestionável, e seu oposto seria a ilusão, o irreal, a mentira.
Pensamento Mítico
nasce do desejo de entender o mundo, para afugentar o medo e a insegurança;
é uma história sagrada, ocorrida num tempo primordial, que explica como uma realidade, total ou parcial, passou a existir;
situa o ser humano no mundo, na natureza; é uma verdade intuída, que não precisa de comprovação, onde a afetividade e a imaginação exercem um importante papel;
é sempre coletivo e dogmático;

CIENTÍFICO
CRÍTICO

BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA
RUIZ, João Álvaro. Diferentes modos de conhecer. In: _____. Metodologia Científica: guia para a eficiência nos estudos. São Paulo: Atlas, 1996. p. 89-114.
4 DIFERENTES MODOS DE CONHECER
4.1 CONHECER E PENSAR
4.2 CONHECIMENTO SENSORIAL E CONHECIMENTO INTELECTUAL
4.3 CONHECIMENTO VULGAR E CONHECIMENTO CIENTÍFICO
4.4 CONHECIMENTO INTUITIVO E CONHECIMENTO CIENTÍFICO
4.5 CONHECIMENTO TEOLÓGICO E CONHECIMENTO CIENTÍFICO
4.6 CONHECIMENTO FILOSÓFICO E CONHECIMENTO CIENTÍFICO
CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino. O conhecimento científico. In: _____; _____. Metodologia Científica. 5. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002. p.3-19.
1 O CONHECIMENTO CIENTÍFICO
1.1 o conhecimento e seus níveis
1.1.1 O conhecimento empírico
1.1.2 O conhecimento científico
1.1.3 O conhecimento filosófico
1.1.4 O conhecimento teológico
1.2 O trinômio: verdade – evidência – certeza
1.2.1 A verdade
1.2.2 A evidência
1.2.3 A certeza
1.3 A formação do espírito científico

Conhecimento: SaberXFazer
Professor Me. Alexandre Godoy Dotta
De onde viemos?
Como foi que o mundo começou?

Qual nossa origem?

Qual a origem do mundo?
?
?
?
?
?
?
?
?
De onde viemos?
1) Deus e evolução: os seres humanos se desenvolveram ao longo de milhões de anos a partir de formas menos evoluídas de vida, mas com Deus guiando esse processo de evolução.

2) Adão e Eva: Deus criou os seres humanos de uma só vez praticamente do jeito que são hoje em algum momento nos últimos dez mil anos.

3) Darwin: os seres humanos se desenvolveram ao longo de milhões de anos a partir de formas menos evoluídas de vida, mas sem a participação de Deus nesse processo.
RESULTADO: Concordância com a frase, em %
O Pensador em bronze por Alexis Rudier,
Cemitério Laeken, Bruxelas, Bélgica
O que é Conhecimento?
SUJEITO
Só o homem
OBJETO
Homem
Idéias
Conceitos abstratos
Fenômenos da física
Fenômenos políticos
Legislação
Tributos
...
É o resultado de uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece, que podemos chamar de sujeito (cognoscente), e um objeto a ser conhecido, o objeto (cognoscível). O conhecimento portanto é a liga.
CONCEITO
Paradigma
Paradigma é um conjunto de crenças, valores e técnicas compartilhados por membros de um dado agrupamento em um determinado tempo histórico.
O termo paradigma foi introduzido no campo da Ciência por Thomas Kuhn, em 1962, no livro A estrutura das revoluções científicas.

Este pensador afirma que quando um paradigma é aceito pela maioria da comunidade científica, ele acaba impondo-se como modo obrigatório de abordagem de problemas.
VI aC
1623
Sec. 20
ANTIGO/CLÁSSICO
VISÃO GREGA
VISÃO MEDIEVAL
MÉTODO DEDUTIVO
GEOCENTRISMO
VERDADE IMUTÁVEL
MODERNO
TECNICISMO
CIENTIFICISMO
ESPECIALIDADE
NEUTRALIDADE
POSITIVISMO
METODO INDUTIVO
HELIOCENTRISMO
CONTEMPORÂNEA
O que ocorre nesse momento é a reavaliação do conceito de ciência, dos critérios da certeza, da relação entre ciência e realidade, da validade dos modelos científicos. As verdades passam a ser questionadas e percebidas como históricas. A objetividade é abandonada e a ciência não é vista como uma descrição do real, mas como uma proposta de interpretação; A teoria também é vista de maneira histórica e o progresso da ciência passa a ser visto como revolucionário e não apenas acumulativo. Na ciência contemporânea o dogmatismo deu lugar a crítica; o método científico deixa de existir como um procedimento padrão.
HISTÓRIA DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO
Galileu
Filosofia
Relativização
CIENTÍFICO
RELIGIOSO OU
TEOLÓGICO
EMPÍRICO
SENSO COMUM
FILOSOFICO
MÍTICO OU
MITOLÓGICO
O mundo pode ser interpretado de diferentes formas, cada interpretação sempre vai depender do enfoque que se der ao conhecimento. Considerando as diferentes manifestações possíveis dos modos de conhecer, vamos estudar as cinco mais relevantes.
TIPOS DE CONHECIMENTO
fundamentam a existência de uma dada sociedade;
fornece informações para a composição de uma identidade aos indivíduos;
a narrativa mítica fornece suporte para vida em comunidade, pois liga os homens a um mesmo passado ou história;
MITO
Imortalizaram os mitos na voz de:
Homero (Ilíada e Odisséia)
Hesíodo (Teogonia): os seres primordiais (Gaia e Urano) geram toda a vida na Terra.
O mito norteou o povo grego durante o período arcaico. Neste período a economia era rudimentar, essencialmente agrícola. As relações de poder obedeciam uma ordem verticalizada (homens do campo – senhores da terra – deuses) e era fundamental entender os acontecimentos da natureza.
O Rapto de Cora, de Bernini
Conflitos do Homem com o Mito
Com a democracia, a participação do cidadão e o uso da palavra no espaço público se tornam um instrumento de vida, de modo que qualquer pensamento passa a ser objeto de debate de contestação. O homem grego já não concebe o mundo como algo dado pelos deuses. Isso é muito perceptível no que diz respeito as leis que regiam os cidadãos: elas se desvincularam dos deuses e tornam criação da vontade e da racionalidade do homem.
(JOHANN, 1997, p. 24-25)
(JOHANN, 1997, p. 22-24)

Presença do Mito na atualidade
As temáticas presentes nas tragédias gregas são intemporais, uma vez que os conflitos dos homens continuam ser os mesmos os que afligiam os personagens mitológicos.

O Mito de Édipo (SÓFOCLES, Édipo o Rei)
Édipo expõe o enigma da Esfinge Jean Auguste Dominique Ingres, 1808 Musée du Louvre, Paris
Aspectos presentes nesse mito ainda são problemáticas da atualidade. A busca por si mesmo é o maior desafio do homem em todos os tempos. Além disso, as relações incestuosas são repudiadas. Como se pode ver, a forma de explicar a realidade e a própria condição de homem beirar o fabuloso. Entretanto, não restam dúvidas de que a evolução do “espírito grego” se deu a esta remota forma de pensar.
Édipo e a Esfinge - Gustave Moreau, 1864, Metropolitan Museum of Arts, New York, Image from Metropolitan Museum of Art
O Senso Comum
Também chamado de conhecimento:

Popular,
Empírico,
Vulgar,
Espontâneo,
Ordinário,
Pré-crítico.
Vivência
Quotidiano
Trabalho
Consumo
Relações sociais
Práticas religiosas
Rádio e TV
AQUISIÇÃO DE CONHECIMENTO
Possui grande Valor
Abrigo das intempéries e animais selvagens;
Roda
Meios de caça
Fogo
Descoberta da agricultura
Utensílios e ferramentas
Domesticação dos animais
Cocção
Uso da força animal
Moinho
Superficial
Sensitivo
Subjetivo
Ametódico
Assistemático
Fragmentário
Ingênuo
Espontâneo
Instintivo
CARACTERÍSTICAS DO
SENSO COMUM
É o conhecimento obtido ao acaso, na vivência do homem na sociedade; (ausência de senso no bebê, chuva)
Está vinculado a percepção e a ação; (bichos)
Não se preocupa com as causas, e sim com a solução dos fatos; (escalda-pé)
Muitas vezes é tradicional; (umbigo)
É descoberto ao acaso; (cimento)
As vezes é falso; (manga)
É um conhecimento acumulado; (agricultura)
O senso comum procede de uma simples junção de idéias, noções ou conceitos, sem a compreensão mais aprofundada da realidade. Ex: com o senso comum conseguimos perceber a falta de moradia, de alimentos, as doenças, os baixos salários, o desemprego. Contudo, não percebemos a lógica de produção e inter-relação entre os elementos.
Senso Comum
(JOHANN, 1997, p. 21)
Quando você pratica uma determinada atividade repetidamente ao longo dos anos, e gerações e gerações ao longo de séculos a tendência é ir formando certas concepções de como as coisas devem ser feitas e pensadas naquela área. Veja a milenar prática do comércio.
Senso Comum Aplicado
(MEZZAROBA, 2006, p. 34)
A idéia contida e desenvolvida pela Economia chamada Lei da Oferta e Procura é conhecida pela humanidade desde seus primórdios, praticamente desde que o homem iniciou as atividades mercantis. Todo mundo sabe que qualquer produto com pouca disponibilidade vale muito mais, não é?
CIÊNCIA
SENSO COMUM
PENSAMENTO FILOSÓFICO
1) Qual é a função do coração?
2) Qual é a razão da vida?
Na medida que os problemas fogem ao domínio das ciências, entram no campo da filosofia.
A filosofia atualmente está ligada a uma postura crítica, de questionamento de si e da realidade. Busca-se constantemente o sentido, a justificação, as possibilidades de interpretação a respeito do homem. Na filosofia as perguntas importam mais do que as respostas.
O QUE É CONHECIMENTO FILOSÓFICO?
Filosofia e Ciência
Ética
Métodos
Valores
Pressupostos

RADICALISMO
Buscar a raiz, ir até seus fundamentos, não só cronológica, mais encontrar os valores originas que possibilitam o fato.
CONJUNTO
Não considerar problemas isoladamente, analisar o conjunto de fatos, fatores e valores que estão relacionados entre si.
RIGOR
Seguir um método adequado de estudo, colocando em questão as respostas mais superficiais, comum da sabedoria popular
Conhecimento
REFLEXÃO
(MEZZAROBA, 2006, p. 34)
FILOSOFIA
MATEMÁTICA
MEDICINA
GEOMETRIA
POLÍTICA
PSIQUIATRIA
Teológico ou Religioso
1 Deus existe;
2 Deus tem ciência infinita;
3 Deus tem poder infinito;
4 Os livros sagrados foram escritos por inspiração divina;
5 Os livros são legítimos;
6 Deus falou de fato com os profetas;
7 Deus exige que os homens aceitem suas verdades como condução de salvação (RUIZ, 1996. p. 105).
Pressupostos do Conhecimento Religioso Cristão
É o conjunto de verdades que os homens chegaram mediante a aceitação de dados da revelação divina, da fé. Não demonstra, nem experimenta, é absoluta. Explica tudo pela fé e pela ação divina.
O principal argumento é o da autoridade, encontrada nos livros sagrados. Características: É inspiracional, É infalível, É sistemático, Não é verificável

CONCEITO
Teologia X Filosofia X Ciência
São Tomás de Aquino, que viveu no século XIII, foi o maior teólogo de todos os tempos ensinou o seguinte:
Tanto o teólogo como o filósofo ou cientista podem tomar os mesmos problemas como objetos de estudo.
A teologia distingue-se da filosofia ou da ciência pela diversidade dos princípios subjetivos operativos e pela diversidade de fontes objetivas (RUIZ, 1996. p. 107-108).

O princípio operativo subjetivo do fiel são a razão e a fé, ou melhor a razão iluminada e elevada pela fé; o princípio subjetivo operativo do filósofo e para o cientista é a razão pura, e razão natural.
A fonte objetiva do conhecimento filosófico ou científico é a evidência dos fatos, que resulta da pesquisa; a fonte objetiva do conhecimento teológico não são os conteúdos dos enunciados ou pesquisa dos fatos, mas os textos bíblicos cujo o autor principal é o próprio Deus.
Além do fenômeno, o conhecimento científico permite conhecer as causas e as leis que o regem.
O método que garante a veracidade do conhecimento. Só saber do fenômeno, sem explicá-lo não é ciência.
sistemático,
verificável,
histórico,
antidogmático,
racional,
fático.


CARACTERÍSTICAS
Full transcript