Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A revolução Agrícola e o arranque da revolução industrial

História
by

Bárbara Marques

on 8 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A revolução Agrícola e o arranque da revolução industrial

A Revolução Agrícola e o arranque da Revolução Industrial A agricultura: melhoria das técnicas agriculas Desde os finais do século XVII e ao longo do século XVIII houveram várias transformações na agricultura, principalmente em Inglaterra.Essas transformações alteraram o regime de propriedade, as técnicas e o nível de produtividade, e por isso ficaram conhecidas por Revolução Agrícula. Os principais factores desta revolução foram:
A nobreza inglesa alargou as suas propriedades e comprou terras a preços baixos que pertenciam a pequenos proprietários;
Novas culturas (batata, milho maís, beterraba);
Aumento de sementes e de animais reprodutores.
Aumento da área cultivada através da drenagem de pântanos, arroteamento e cultivo de terras baldias.
Generalização do afolhamento quadrienal que suprimiu o pousio, em substituição do afolhamento trienal.
Melhoria no aproveitamento dos solos com estrume dos animais e utilização de mistura de argila nos terrenos arenosos. Aumento da Produtividade Todas estas inovações na agricultura levaram a um aumento da produção e da produtividade da terra.A produção de cereais, de carne e de lãs cresceu muito. Como consequência, começaram a valorizar a agricultura como base da riqueza de um país, dando origem á doutrina económica. Recuo da morte e rejuvenescimento da população A população europeia aumentou cerca de 70 % até aos inícios do século XIX.
O aumento da produtividade como consequência da revolução agrícula foi acompanhado por um crescimento extraordinário da população.
Esta revolução demográfica explica-se pela acentuada diminuição da mortalidade, devido:
há melhoria da alimentação, que permitiu uma maior resistência á doença;
há progressos na higiene;
inovações na medicina;
diminuição das guerras, epidemias e fomes. Enquanto a mortalidade descia, a natalidade continuava alta, o que provocou uma saldo fisiológico positivo, ou seja, o número de nascimentos era maior do que o número de mortes. Houve um aumento de esperança de vida, o aumento do número de anos de vida e consequente crescimento e rejuvenescimento da população. O aumento da população foi responsável pelo crescimento das cidades.
Desta forma, a Revolução agrícola foram decisivas para o arranque da Revolução Industrial em Inglaterra, já que disponibilizaram capitais, mão-de-obra e matérias primas necessárias para a Indústria. Bárbara Marques e
Andreia Rodrigues
Full transcript