Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Espécie Humana e seus Ancestrais.

No description
by

André Cardoso

on 6 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Espécie Humana e seus Ancestrais.

Homo Erectus
Introdução
Australopiteco
Homo Habilis
Homo Sapiens Neanderthalensis
Homo Sapiens
O Homo Sapiens Neanderthalensis- ou Homem de Neandertal – viveu há aproximadamente 100 mil anos . Nesta etapa, o ser humano já tinha preocupações espirituais e noção da morte. O volume de seu crânio atingia 1.700 cm³, levemente maior do que os humanos modernos. Os homens mediam em média 1,68 cm. Os ossos eram fortes e pesados, mostrando sinais de uma poderosa estrutura muscular. Foram formidáveis caçadores e há indícios de que já praticavam rituais funerários.
Conclusão
O homem moderno evoluiu em etapas a partir de uma série de ancestrais, entre eles várias formas anteriores de seres humanos. Os corpos desses ancestrais foram mudando ao longo do tempo. De modo geral, seus cérebros cresceram, enquanto os maxilares e os dentes ficaram menores. Os ancestrais do homem começaram a andar eretos, sobre dois pés, e a usar ferramentas. À medida que isso aconteceu, a forma das pernas, dos pés, das mãos e de outras partes do corpo também foi se modificando.
Espécie Humana e seus Ancestrais.
O estudo das origens humanas busca determinar como e quando os seres humanos começaram a existir. Há muitas teorias científicas sobre isso, mas todas concordam em que a espécie humana se desenvolveu ao longo de muitos milhões de anos, partindo de ancestrais longínquos que eram semelhantes aos antropoides atuais. Esse processo, pelo qual um tipo de ser vivo evolui e transforma-se em outro, é chamado evolução.
O Australopiteco é considerado o ancestral mais antigo do ser humano. Viveu na África há aproximadamente 3 milhões de anos. O volume de seu crânio era de cerca de 500 cm³, um pouco maior que o dos atuais macacos. A sua forma de linguagem não era mais elaborada do que a de um chimpanzé. Tendo aparecido pelas primeiras vezes no sul de África, as suas principais características físicas englobam a baixa altura (não ultrapassava os 1,40 metros), bipedismo, fronte baixa e maxilares bastante salientes.
O Homo Habilis inventou as primeiras ferramentas e viveu há aproximadamente 2 milhões de anos. O volume de seu crânio era de 800 cm³ – o dobro do crânio do chimpanzé. Levava uma vida nômade nas savanas do leste da África, alimentando-se de carne, obtida através da caça, além de frutos e outros vegetais. Há indícios de que tinha um tipo de linguagem rudimentar. A sua altura seria de aproximadamente 1,27 cm, com um peso de, aproximadamente 45 kg. As fêmeas podiam ser menores.
O Homo Erectus viveu há aproximadamente 1 milhão de anos. Sabia utilizar alguns instrumentos feitos de pedra e era um hábil caçador. O volume de seu crânio era de 1.100 cm³, o que equivale ao dobro do crânio dos macacos atuais. O Homo habilis e todos os Australopitecos foram encontrados somente na África, mas o Homo Erectus aparece localizado em áreas geográficas mais alargadas, como a Ásia, Europa e África. Existem provas que levam a concluir que manipulavam o fogo, apresentando de igual modo utensílios de pedra mais sofisticados.
O Homo Sapiens viveu há aproximadamente 200 mil anos. Já era um artesão habilidoso e os seus utensílios eram melhores e mais eficientes do que todos os outros feitos anteriormente. O volume de seu crânio atingia 1.500 cm³, o mesmo volume do crânio do ser humano moderno. Através da indicação do indício fóssil, esse organismo revelou ser de baixa estatura e musculoso, com um cérebro praticamente do mesmo tamanho que o nosso, com região cerebral correspondente à fala bem desenvolvida.
André Cardoso n º 6.
Felipe Santos, nº 21.
Full transcript