Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

As origens e o desenvolvimento da Psicologia Escolar

No description
by

Yuska Garcia

on 26 February 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As origens e o desenvolvimento da Psicologia Escolar

Considerações iniciais
Considerações iniciais
A expansão do ensino público nas cidades e a crescente ocorrência de problemas relacionados aos menores de idade (abandono, neglicência, deliquência, entre outros) originaram a procura de profissionais preparados para fornecer auxílio às escolas e aos órgãos jurídico-legais em relação a problemas de avaliação e compreensão das dificuldades existentes e suas possíveis causas capazes de propor e implementar soluções.

Neste contexto, as origens européias e norte-americanas da Psicologia Escolar devem ser consideradas.
Primeiras obras
Edouard Claparède
Considerações iniciais
Problemas sociais ligados a mudanças no estilo de vida:

Ambientes personalizados
Centrados na família
Ambientes rurais
Dependência na agricultura e de pequenos negócios

Profa. Ms. Yuska Garcia

As origens e o desenvolvimento da Psicologia Escolar
Símbolos
Controvérsia
Unidade na diversidade

Utilidade social



Aluno
Família
Escola
Contextos despersonalizados
Ambientes urbanos e industrializados
Laços comunitários, familiares e parentescos com menos importância
Pioneiros
Granville Stanley Hall
Lightner Witmes
Stanley Hall
Em 1882, apenas três anos depois da fundação do laboratório de psicologia de Wundt, na Alemanha, Hall publicou o artigo
O conteúdo da mente das crianças quando ingressam na escola.


Inicou os estudos sobre crianças nos EUA

Foi professor da Universidade Johns Hopkins e na Universidade de Clark.

Em 1893, fundou a "National Association for the Study of Child"
Stanley Hall


Foi professor de escola pública.
Começaram a surgirem as primeias sociedades de estudo das crianças em diversos países, fortalecendo os laços entre a psicologia e a escola.
Valorizou o emprego do questionário e de outros métodos para fins de pesquisa.
Interessava-se por problemas educacionais.
Lightner Witmer
Fundou a primeira clínica psicológica do EUA, na Universidade de Pennsylvania, 1896.

Tanto a clínica quanto as suas concepções são o ponto de partida da Psicologia Escolar e da Psicologia Clínica.

O trabalho da clínica se iniciou com um garoto de 14 anos encaminhados pela sua professora com a queixa de dificuldade de soletração.
Lightner Witmer
Objetivo da clínica de Witmer:

"A investigação dos fenômenos do desenvolvimento mental em crianças escolares, como se manisfestam mais particularmente no retardamento mental e moral... Uma clínica psicológica, complementada por uma escola de treinamento com o perfil de uma escola-hospital, para o tratamento de todos os tipos de crianças retardadas ou com defeitos físicos que interferiam no progresso escolar... E oferecimento de condições para a realização de trabalhos práticos às pessoas engajadas nas profissões de ensino e medicina, e aos interessados em serviço social, na observação e no treino de crianças normais e retardadas." (Witmer
apud
French, 1990, p.3)
Lightner Witmer
Criou a revista The Psychologist Clinic

Diferenciava "Pedagogia" e "Psicólogo Clínico", sendo o primeiro o ensino em sala de aula, sem incluir diferenças individuais dos alunos, enquanto o Psicólogo Clínico se interessava primeiramente pela criança em particular.

Seus alvos eram a prevenção e a intervenção.

Enfatizava a avaliação psicológica individual de crianças e adolescentes suspeitos de serem "deficientes mentais, físicos ou morais".



Considerações
Psicologia Clínica
Psicologia Escolar
Educação Especial
Estudo da criança
Escolarização compulsória
Considerações
H. H. Goddard

Pioneiro em testes de inteligência e no trabalho com superdotados e subdotados

Lewis M. Terman

Lidou com superdotados e pesquisou seu desenvolvimento, ao mesmo tempo que se notabilizava com seu teste Stanford-Binet, ampliação da Escala de Binet.

Arnorld Gesell
A primeira pessoa, oficialmente, a receber o título de Psicólogo Escolar, em 1915.
Considerações
Arnorld Gesell
Foi professor do ensino público e diretor de escola.
Especialista em Psicologia Clínica e Medicina.
Desenvolveu pesquisas na Universidade de Yale, criando uma clínica psicológica.
Contribuiu intensamente para a criação e propagação de classes de educação especial.
Grã-Bretanha
Destaques:
Galton

Foi o primeiro a criar uma espécie de serviço psicológico/centro de orientação infantil, em 1886, em Londres.

Burt

Foi o primeiro Psicólogo Escolar da Inglaterra, em 1913.

James Sully

Foi autor do livro
Outlines of psychology with special reference to the theory of education
, em 1884. Além de fundar a "Child Study Association"
Suíça

Se destaca com a obra de Claparède a frente do Instituto Jacques Rousseau, na cidade de Genebra.

À essa obra associaram-se Bovet, Ferrière, Piaget, entre outros.

O livro constitui o principal ponto de referência sobre a história da Psicologia Escolar na Suíça e no mundo nas duas primeiras décadas deste século.
Bélgica

Priorizava a educação de "crianças atrasadas".

Destaque:

Ovide Decroly

Teórico relacionado à testes destinados a escolares
Alemanha

Ebbinghaus

Destinado a estudar sobre os horários escolares, em 1885.

Em 1899, fundou-se a "União para Psicologia da Criança, presidida por Stumpf, e o surgimento de uma revista, dirigida por Kemsies, em 1904, sobre pedagogia experimental.
Itália
Sante de Sanctis

Criou, pela primeira vez no mundo, para atender escolares anormais e atrasados, uma equipe interdisciplinar, composta por:
Psicólogos
Professor
Assistente social
Psiquiatras
Itália
Outros destaques:

Ferrari

Lançou a
Rivista di Psicologia applicata alla Pedagogia

Paola Lombroso

Elaborou a importante obra
La vita del bambini

Maria Montessori

Criou e orientou a escola conhecida como Casa del Bambini
Itália
Maria Montessori


França
Ao que tudo indica, é onde se define a Psicologia Escolar com seus vários propósitos de pesquisa, intervenção e auxílio aos escolares.

Destaques:


Alfred Binet
Henri Wallon
René Zazzo
França
Binet

Publicou o primeiro tratado de Psicologia Escolar, intitulado Ideés mordernes sur les enfants.

A escala métrica de Binet e Simon surgiu no início do século XX, devido a preocupações com o diagnóstico e com a educação de crianças que não conseguiam aprender em classes e escolas comuns.

França
Wallon

Suas ideias foram concretizadas por René Zazzo, nas escolas primárias, e por Gratiot-Alphandery, nas escolas secundárias.
O projeto Langevin-Wallon foi o primeiro texto no mundo a definir oficialmente a Psicologia Escolar como campo específico de atividades de natureza psicológica.
Tinha a concepção de uma intervenção psicológica contínua, permanente, junto a cada aluno, considerando individualmente desde sua escolarização.

Considerações finais
França tem destaque na Europa, mas os EUA possuem o domínio nesse campo da psicologia, nas últimas décadas.

Desde 1930, vários estados dos EUA estabeleceram normas para o credenciamento de Psicólogos Escolares.

Em 1981, a APA divulgou suas "Diretrizes de Especialidades para a prestação de serviços por Psicólogos Escolares" (APA Guidelines) definindo os papéis desempenhados pelos psicólogos escolares como serviços destinados a promover o desenvolvimento educacional e a saúde mental.
Full transcript