Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ginástica de aparelhos

No description
by

Tatiana Serafim

on 28 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ginástica de aparelhos

Ginástica de aparelhos
Introdução
Elaborei este trabalho no âmbito da disciplina de Educação Física.
A Educação Física é uma disciplina que, além de pretender que os alunos façam desporto e aprendam a técnica das modalidades abordadas tem outras finalidades, tais como: o melhoramento do nível de saúde dos alunos, fortalecendo as diversas partes do corpo (ossos, músculos, articulações, órgãos vitais como os pulmões e o coração); a criação de hábitos de higiene; o desenvolvimento de várias capacidades físicas como a resistência, a velocidade, a flexibilidade, a força (inferior, média e superior), a coordenação e a habilidade; o conhecimento e aprendizagem de vários jogos e modalidades desportivas (individuais ou em equipa); conhecimento e aplicação em todas as atividades o espírito desportivo, o desenvolvimento do gosto pela prática regular de atividades físicas; etc.
Neste trabalho é abordada apenas uma modalidade: a Ginástica de aparelhos.

Material utilizado
História
A terceira fase

Por volta do séc. XIX, surgiram três tendências fundamentais:
* O sistema Alemão, onde dominavam os movimentos completos, de preferência sobre os aparelhos. Constituiu-se a partir daqui a Ginástica Artística competitiva.
* O sistema Francês, com origem no desenvolvimento das actividades militares, e que deu origem à Ginástica Militar.
* O sistema Sueco, virado para o desenvolvimento integral das qualidades motoras. A base da Educação Física escolar da Suécia e de muitos outros países.
História
A segunda fase

* Surge do séc. XIV ao XVI, em pleno Renascimento.
* Neste período prevalecia a grande importância do desenvolvimento equilibrado da mente e do corpo, considerando-se que a Ginástica era um dos meios mais eficazes para o fortalecimento dos músculos e das articulações. * Utilizavam-se então no desenvolvimento das actividades de ginástica, aparelhos tais como, o cavalo de madeira, a mesa, a barra e o trampolim de madeira.

índice
* História da ginástica de aparelhos;
* Material utilizado;
* Saltos e técnicas utilizadas;
* Vídeos com saltos animados.
História
A primeira fase

* Remonta à antiguidade, era constituída por movimentos livres e acrobáticos no solo ligados às danças sagradas. Era uma actividade realizada por saltimbancos na antiga Roma, Grécia e Egipto.
* As pirâmides humanas, os saltos mortais (por cima de touros e de cavalos de madeira), dando lugar ao aparecimento dos primeiros trampolins e cavalos de madeira.
Escola Profissional Novos Horizontes Ano Letivo: 2014/2015
Colchão
Colchão de queda
Plinto
Banco sueco
Trampolim sueco – “Reuther”
Espaldares
Minitrampolim
Trave
Cavalo com arções
Cavalo
Duplo minitrampolim
Boque
Trampolim sueco
Minitrampolim
Salto ao eixo - plinto (posição longitudinal)
• Corrida de velocidade progressiva;
• Chamada a dois pés e à largura dos ombros, com os mebros superiores dirigidos para trás;
• 1º Voo rasante, impulsionando as mãos na extremidade da cabeça do plinto;
• Numa 2ª fase de voo, colocar os joelhos junto ao peito (engrupar);
• Impulsão dos membros superiores;
• Receção no solo.
Salto entre mãos - plinto (posição transversal)
• Corrida de velocidade progressiva;
• Chamada a dois pés e à largura dos ombros, com os membros superiores dirigidos para trás;
• Elevação do corpo com os membros inferiores em extensão e extensão dos membros superiores em frente para apoiar as mãos no centro do plinto;
• No momento de apoio das mãos, repulsão dos membros speriores e simultânea flexão dos membros inferiores e joelhos ao peito, passagem dos membros inferiores entre os membros superiores ;
• Elevação e extensão do corpo, e olhar dirigido para a frente;
• Recepção equilibrada com o corpo em extensão.

A Ginástica de aparelhos é um desporto individual praticado por ambos os sexos em provas separadas e distintas, onde cada uma delas com diferentes aparelhos.

As provas masculinas são:
 Salto de Cavalo;
 Paralelas;
 Barra Fixa;
 Argolas;
 Cavalo com arções.
As provas femininas são:
 Salto de Cavalo;
 Paralelas Assimétrica;
 Trave Olímpica.
As principais fases nos saltos do mini-trampolim, dividem-se em quatro fases:
1- Corrida de balanço;
2- pré-chamada;
3- chamada;
4- Receção.



1
2
3
4
Salto em extensão - minitrampolim (vela)
• Corpo deve estar tenso;
• Corpo eleva-se verticalmente;
• Membros inferiores unidos em extensão;
• Membros superiores em elevação superior, com os dedos unidos;
• Olhar em frente.
Salto engrupado - minitrampolim
• No ponto mais alto do voo, grande flexão dos membros inferiores, levando os joelhos ao peito;
• As mãos fazem um contacto ligeiro com os MI, logo abaixo dos joelhos;
• Cabeça direita com o olhar dirigido para a frente;
• Pés em extensão;
• Após realização da figura dá-se a extensão (abertura) rápida e total do corpo.
• Realizar a corrida preparatória;
• Após a corrida preparatória, fazer a chamada no mini-trampolim;
• Impulsionar a tela com os dois pés paralelos e as pernas ligeiramente flectidas;
• Afastar e elevar as pernas estendidas na horizontal, tentando tocar nos pés com as mãos;
• Na trajectória descendente, unir as pernas e contactar o tapete a pés juntos e com flexão de pernas.
Salto de carpa - minitrampolim
Salto em extensão com pirueta vertical - minitrampolim
• Realizar a corrida preparatória;
• Após a corrida preparatória, fazer a chamada no mini-trampolim;
• Impulsionar a tela com os dois pés paralelos e as pernas ligeiramente flectidas;
• Sair do aparelho com o corpo estendido, com o olhar dirigido em frente;
• No ponto mais alto do voo, roda o corpo, executando meia pirueta;
Contacta o solo a pés juntos e com flexão de pernas.
• No salto mortal à frente engrupado a corrida deve ser veloz, com o ultimo passo maior e terminando com os dois pés, em simultâneo, sobre a tela;
• Ao contrário dos outros saltos verticais, para realizar este salto é necessário fazer uma rotação transversal. Para isso, no momento de contactar com a tela tem de se elevar os braços colocando as mãos à altura da cabeça.
• Ao impulsionar a tela deve-se inclinar ligeiramente o corpo para a frente, devendo esse estar em extensão total de modo a permitir alcançar o ponto mais alto na fase aérea.
• Deve haver o engrupamento do corpo: flexão da cabeça, mãos abaixo dos joelhos e aproximação dos calcanhares à bacia – rotação no eixo transversal;
• Ao aproximar do corpo com o colchão há a extensão do corpo na horizontal, mantendo-o contraído para o contacto com o colchão na posição de deitado.
Mortal à frente engrupado - minitrampolim
Barra fixa
• Pegas em pronação;
• Flexão dos membros superiores, aproximando os ombros da barra;
• Flexão dos MI, sobre o tronco, projectando a bacia para cima e aproximando-a da barra;
• Manter a cabeça em flexão (não deve existir uma extensão da cabeça, pois estamos a criar
uma força contrária à subida na fase ascendente) e o olhar dirigido para os pés até ter a bacia
apoiada na barra;
• Após o apoio da bacia na barra, o aluno deve efectuar a extensão dos punhos ao mesmo
tempo que promove a extensão do corpo;
• Já em apoio e após ter terminado a fase ascendente, fazer a repulsão dos membros
superiores direccionando o olhar para a frente e mantendo o corpo em tonicidade geral.
Subida pela frente - barra fixa
Argolas
http://freixicorre.blogs.sapo.pt/2551.html

http://lucia-desporto.blogspot.pt/2010/05/ginastica-carpa-pernas-afastadas.html

http://efdj.com.sapo.pt/Ginastica%20Aparelhos.swf

Saltos com animações
http://efdj.com.sapo.pt/Ginastica%20Aparelhos.swf
Bibliografia
Conclusão
Gostei de fazer este trabalho.

Com este trabalho fiquei a conhecer algum material de ginástica de solo, no qual eu não conhecia.

Espero que este trabalho tenha especificado os tópicos pedidos.
Professor:
Miguel Oliveira

Disciplina:
Educação Física

Trabalho realizado por:
Tatiana Serafim 11ºI Nº21
Full transcript