Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Revolução Industrial: Fordismo

No description
by

Marcia Frizon

on 27 August 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Revolução Industrial: Fordismo

Fordismo
História
Desvantagens
Trabalho repetitivo e desgastante
Fordismo no Brasil
ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS
Para Araújo (2001, p.20), “...dizer que alguém está aplicando a teoria de Taylor seria o mesmo que dizer que alguém está aplicando OSM”. Isso, quer dizer que Henry utilizou-se das técnicas de Taylor para lidar com a complexidade de uma empresa.
Vantagens
Aumentar a Produção
Redução de Custos
Reduzir o preço do produto
Fracasso do Sistema Fordista
Ocorreu em seringais nas cidades de Fordlândia e Belterra, no Pará.
O Fordismo surge no ano de 1914, com o engenheiro americano Henry Ford, foi fundador da empresa Ford Motor Company.
Fordismo é processo de fabricação em massa, projetando um sistema baseado numa linha de montagem.
Adotado por grandes empresas na década de 1940, mas desde 1920 o país compreendia outra iniciativa de Henry Ford.
Aumento da qualidade do serviço.
Três princípios de administração
Princípio da intensificação:
consiste em reduzir o tempo de produção com o emprego imediato dos equipamentos e matérias-primas e a rápida colocação do produto no mercado.
Princípio de economicidade:
o estoque de matéria prima era o mínimo possível, fazendo com que o automóvel seja pago antes do vencimento do pagamento da matéria prima e dos salários.
Princípio de produtividade:
consiste em aumentar a quantidade de produção por trabalhador na unidade de tempo mediante a especialização e a linha de montagem.
Nessa época, Ford também seguiu os métodos de Taylor nas questões de pagar bonificações para o aumento de produtividade, de acordo com as instruções e métodos utilizados, mesmo pela maneira rígida e que exigia esforços físicos e mentais para conseguir fazer o trabalho repetitivo (ARAUJO, GARCIA, 2010, p. 100).
Rispidez por parte dos administradores
Nas indústrias começam a ser feitos processos de recrutamento e seleção, técnicas provindas do taylorismo.
As rígidas regras não eram bem recebidas.
Obrigado!
Conclusão
"Não encontro defeitos. Encontro soluções. Qualquer um sabe queixar-se."
Fonte: pensador uol
A principal consequência é que o operário fica totalmente alienado as suas atividades repetitivas, completamente induzido a fazer somente uma coisa.
Hoje as fábricas são muito mais modernas, repletas de tecnologias, do que eram no início do século passado. Computadores controlam boa parte do processo e muitos robôs interagem com humanos ou mesmo fazem etapas da produção de maneira autônoma.
Full transcript