Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Enem: uma proposta diferenciada para as Artes

Apresentação colaborativa - Professores/colaboradores do Leonardo da Vinci - Brasila
by

Wagner Bôa Morte

on 23 September 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Enem: uma proposta diferenciada para as Artes

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma prova elaborada pelo Ministério da Educação para verificar o domínio de competências e habilidades dos estudantes que concluíram o ensino médio. O Enem é composto por quatro provas de múltipla escolha, com 45 questões cada, elaboradas a partir de uma lista de 30 habilidades de referência para cada área, além da prova de redação.
Enem
Ciências Humanas
Questões de História, Geografia, Filosofia e Sociologia.
O desenho do artista uruguaio Joaquim Torres-Garcia trabalha com uma representação diferente da usual da América Latina. Em artigo publicado em 1941, em que apresenta a imagem e trata do assunto, Joaquim afirma:

"Quem e com que interesse dita o que é o norte e o sul? Defendo a chamada Escola do Sul porque na realidade, nosso norte é o Sul. Não deve haver norte, senão em oposição ao nosso sul. Por isso colocamos o mapa ao revés, desde já, e então teremos a justa ideia de nossa posição, e não como querem no resto do mundo. A ponta da América assinala insistentemente o sul, nosso norte".

Matemática

Questões de Geometria e Álgebra
Os quatro grandes
eixos do programa

Ciências Humanas


Matemática


Ciências da Natureza


Linguagens e Códigos
ENEM: uma proposta diferenciada para
O referido autor, no texTo e imagem acima,
a) privilegiou a visão dos colonizadores da América.
b) questionou as noções eurocêntricas sobre o mundo.
c) resgatou a imagem da América como centro do mundo.
d) defendeu a Doutrina Monroe expressa no lema "América para os americanos".
e) propôs que o sul fosse chamado de norte e vice-versa.
Ciências da Natureza
Questões de Química, Física e Biologia
Questões de ARTES, Língua Portuguesa, Literatura,
Língua Estrangeira, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação
TEORIA DE RESPOSTA AO ITEM - TRI
A pontuação das questões do Enem é feita por uma metodologia chamada Teoria da Resposta ao Item (TRI), que envolve psicologia, estatística e informática, e garante que todas as provas tenham o mesmo grau de dificuldade e possam ser comparadas.
A contagem é diferente das avaliações clássicas, que somam os acertos.
Na TRI, o item (a questão) mede níveis de conhecimentos diferentes.
Há perguntas fáceis, medianas e difíceis, com pontuações diferentes.
Alunos que acertam o mesmo número de questões não têm notas iguais, porque acertaram e erraram questões diferentes.
Para
que
serve o Enem?
SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA (SiSU)

O exame é usado como um vestibular nacional de uma série de universidades públicas.
Programa Universidade Para Todos
Fundo de Financiamento Estudantil
(FIES)
O Enem também é necessário para os estudantes de graduação que queiram fazer um intercâmbio no exterior pelo programa
Ciência sem Fronteiras.
O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é o sistema informatizado gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC) no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).
No sistema, o candidato pode escolher dois cursos de graduação. A cada dia, o SiSU divulga as notas de corte das carreiras, e assim, o estudante pode ter ideia se sua pontuação é suficiente para ser aprovado no curso pretendido.
O candidato pode alterar as opções até o último dia de inscrição, escolhendo as que possui mais chances de conseguir a aprovação.
O SiSU calcula a nota do candidato de acordo com os pré-requisitos do curso pretendido e das políticas de ação afirmativa, que concedem bônus a candidatos negros, indígenas ou ex-alunos de escolas públicas, por exemplo.

Há cursos que dão mais peso para a redação ou para uma das provas de múltipla escolha. A nota será gerada pelo sistema e mostrada ao candidato.

O SiSU realiza duas chamadas. Por fim, convoca os candidatos restantes a participar de uma lista de espera, caso não tenham sido aprovados. Os estudantes que manifestarem interesse em participar desta lista são convocados pelas próprias universidades, se as vagas não forem preenchidas.
O ProUni concede bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior para estudantes de baixa renda.
Quem tem renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio pode concorrer a uma bolsa integral. Já as bolsas parciais, de 50%, são para estudantes com renda familiar de, no máximo, três salários mínimos por pessoa.
Para concorrer a uma bolsa, o estudante precisa preencher outros pré-requisitos:
Ter prestado o último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e alcançado, no mínimo, 450 pontos na média das cinco notas (Ciências da Natureza; Ciências Humanas; Linguagens; Matemática e Redação);
Não ter tirado zero na Redação do Enem;
Ter cursado todo o ensino médio na rede pública ou da rede particular na condição de bolsista integral;
O candidato também não pode ter diploma de nível superior;
Também é possível concorrer a uma bolsa se o candidato for portador de deficiência ou professor efetivo da rede pública de ensino e for concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Nesses casos, não é exigida a comprovação de renda.
O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores presenciais não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.

Podem solicitar o financiamento os estudantes de cursos presenciais de graduação não gratuitos com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (*SINAES), oferecidos por instituições de ensino superior participantes do Programa, e que atendam as demais exigências estabelecidas nas normas do FIES para essa finalidade.

* Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES)
Completar 18 anos até o dia da primeira prova do Enem;
Não estar cursando o ensino médio;
Indicar na inscrição do Enem que deseja obter o certificado de conclusão do ensino médio;
Escolher na inscrição do Enem uma instituição certificadora (de preferência uma na sua cidade);
Obter, no mínimo, 450 pontos em cada uma das quatro provas objetivas e 500 pontos na redação.
- Certificado de Conclusão do Ensino Médio

- Programa Ciência sem Fronteiras

- Sistema de Seleção Unificada (SiSU)

- Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)

- Programa Universidade Para Todos (ProUni)

- SISUTEC

- Universidades portuguesas
ARTE: expressão das ideias e emoções
O que o MEC pensa da
COMPETÊNCIA 4
Que a arte seja abordada de maneira objetiva e abrangente, fazendo o aluno compreendê-la de forma crítica, relacionando as diversas informações com os contextos estéticos, históricos e sociais.
No ensino das diversas linguagens artísticas, não se pode mais abandonar a produção, a estética e a crítica.
O ensino das artes não pode reduzir-se nem à História da Arte, nem à mera aquisição de repertório, e muito menos a um fazer por fazer, espontaineísta, desvinculado da reflexão e do tratamento da informação.
As diferentes linguagens - artes plásticas, dança, música, teatro, devem ser entendidas levando-se em conta as características de cada modalidade, destacando-se as diversidades e semelhanças de acordo com os elementos estéticos, históricos e sociais em foco.
Simultaneamente, evidencia-se a importância da preservação do patrimônio histórico e cultural, levando o estudante a interessar-se pela cultura popular e erudita.
Fique ligado!
Os temas da cultura nacional são privilegiados e aparecem em maior quantidade, mas encontraremos também questões sobre temas internacionais da arte.
H12 – Reconhecer diferentes funções da arte em seu meio cultural.

H13 – Analisar as diversas produções artísticas como meio de explicar diferentes culturas e padrões estéticos de uma época.

H14 – Reconhecer a diversidade artística dos grupos sociais e étnicos.
Competência de área 4
Compreender a arte como saber cultural e estético gerador de significação e integrador da organização do mundo e da própria identidade.
EIXO nº I.
Dominar linguagens (DL):
dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática,
artística
e científica e das línguas espanhola e inglesa.

EIXO nº II.
Compreender fenômenos (CF):
construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas.
(relacionado com a H12)

EIXO nº III.
Enfrentar situações-problema (SP):
selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema.

EIXO nº IV.
Construir argumentação (CA):
relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente.
(relacionado com a H13)

EIXO nº V.
Elaborar propostas (EP):
recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
(relacionado com a H14)
EIXOS COGNITIVOS
(comuns às 4 áreas de conhecimento)
A partir desta proposta de competência, o aluno deve ter habilidade de:
Entenda a competência 4
O ENEM espera que o aluno:

Compreenda que a produção artística está relacionada com a organização da sociedade.

Seja sensível a ponto de valorizar a diversidade cultural.

Compreenda que a arte tem funções e uma delas é a de facilitar as interrelações entre grupos étnicos e linguagens artísticas.

Tenha uma posição ética ao se deparar com questões relacionadas à pluraridade estética e artística das minorias sociais e portadores de necessidades especiais educacionais no que diz respeito à inclusão, diversidade e multiculturalidade.
Trocando
conhecimentos específicos
A imagem fotográfica mostra um casal em sua habitação. Assinale a alternativa em que o exto poético apresenta clara correspondência temática com a imagem.
a) [...] Faça os gestos certos
O destino vai ser teu aliado,
Ouço uma voz dizendo
Do fundo mais fundo do passado.
Hoje não faço nada direito,
Que é preciso muito mais peito
Pra fazer tudo de qualquer jeito.
Ai do acaso,
Se não ficar do meu lado.
(Paulo Leminski. Luto por mim mesmo)

b) O vento varria as folhas,
O vento varria os frutos,
O vento varria as flores...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De frutos, de flores, de folhas.
(Manuel Bandeira. Poesia Completa & Prosa)
c) Ponho no vento o ouvido e escuto a brisa
Que brinca em teus cabelos e te alisa
Pátria minha, e perfuma o teu chão...
Que vontade me vem de adormecer-me
Entre teus doces montes, pátria minha
Atento à fome em tuas entranhas
E ao batuque em teu coração.
(Vinicius de Moraes. Poesia Completa e Prosa)
d) Tem gente sem esperança.
E não é o desalento que você imagina
Entre o pesadelo e o despertar.
Tem gente pelos cantos.
E não são os cantos que você imagina
Entre o passeio e a casa.
Tem gente sem dinheiro.
E não é a falta que você imagina
Entre o presente e a mesada.
[...]
(Ulisses Tavares. Além da Imaginação)
e) [...] ouvi a minha voz estudando
e a de outros pela manhã, à tarde, de noite
escrevendo em letras miúdas num morro. tudo azul.
(Sergio Rubens Sossella. s.n.
Enem 2009
A gravura, de Carlos Scliar, que se refere à experiência da guerra na Itália, em 1994, relaciona-se com:

a) a experiência impressionista chamada pontilhismo;
b) a técnica de pintura que desenvolveu um genêro original denominado cubismo sintético;
c) a realidade do contexto da vida
pop
, conforme se percebe no tema e nos personagens que compõem a cena;
d) a forma de representação chamada abstração, antinaturalista, geométrica e distante do mundo material;
e) o movimento expressionista, como se percebe na mensagem emocionalmente carregada de solidão e de medo que ela transmite.
Reconhecer a função da obra.
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Qual o padrão estético de época?
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos que podemos relacionar com a obra?
AGORA É COM VOCÊS!
João Roberto Ripper
Fotografia
Carlos Scliar
, Gravura
Na busca constante pela sua evolução, o ser humano vem alternando a sua maneira de pensar, de sentir e de criar. Nas últimas décadas do século XVIII e no início do século XIX, os artistas criaram obras em que predominam o equlíbrio e a simetria de formas e cores, imprimindo um estilo caracterizado pela imagem da respeitabilidade, da sobriedade, do concreto e do civismo. Esses artistas misturaram o passado ao presente, retratando os personagens da nobreza e da burgesia, além de cenas míticas e histórias cheias de vigor.
Atualmente, os artistas apropriaram-se de desenhos, charges, grafismo e até de ilustrações de livros para compor obras em que se misturam personagens de diferentes épocas, como na seguinte imagem:
(a) Romero Brito
(b) Andy Warhol
(c) Funny Filez
(d) Andy Warhol
(e) Picasso
Arte moderna e contemporânea
A capa do LP
Os Mutantes
, de 1968, ilustra o movimento da contracultura. O desafio à tradição nessa criação musical é caracterizado por

a) letras e melodias com características amargas e depressivas.
b) arranjos baseados em rítimos e melodias nordestinos.
c) sonoridade experimentais e confluência de elementos populares e eruditos.
d) temas que refletem situações domésticas ligadas à tradição popular.
e) ritmos contidos e reservados em oposição aos modelos estrangeiros.
Música
Dança
O carimbó é uma sonoridade de procedência indígena, aos poucos mesclada à cultura africana, com a assimilação das percussões dos negros, e a elementos de Portugal, como o estalar dos dedos e as palmas, que intervêm em alguns momentos da coreografia. Originalmente, em tupi, significa tambor, ou seja, curimbó, como inicialmente era conhecido esse ritimo. Gradualmente o termo foi evoluindo para carimbó.
Essa dança teve sua origem no terrório de Belém, mais precisamente na área do Salgado, composto por Marapanim, Curuçá e Algodoal, e também se disseminou pela Ilha de Marajó, onde era praticada pelos pescadores. Acredita-se que o carimbó navegou pela Baía de Guajará pelas mãos dos marajoaras, desembarcando nas areias do Pará, justamente nas praias do Salgado.
As danças populares expressam aspectos culturais, sociais, econômicos e históricos de um determinado grupo social. Ela provocam uma associação entre música e ritmo capaz de alterar, significativamente, a sensibilidade do indivíduo que com ela se envolve. Nesse contexto, as danças pores permitem a descontração, o desenvolvimento e o descanso por serem atividades lúdicas que

a) minimizam a proliferação do conhecimento cultural acerca de outras culturas mais importantes, como a erudita.
b) agenciam a interação o conhecimento de diferentes ritmos e permitem minimizar a tensão da vida diária.
c) amortizam a participação, promovem competições em ginzanas e o conhecimento de outros marcadores rítmicos.
d) arrefecem a socialização de todos, minimizando a expressividade, por exigir habilidades corporais mecanicistas.
e) priorizam a ruptura com os elementos históricos, relacionando-as com os movimentos políticos e sociais.
Reconhecer a função da obra.
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos relacionados à obra?
as Artes
1998 a 2009 - Questões sobre Van Gogh (Pós-impressionismo), Pablo Picasso (Cubismo), Tarsila do Amaral, Cândido Portinari e Anita Malfatti (Modernismo Brasileiro).

2010 - Questões sobre Andy Warhol (Pop Art), Leonardo da Vinci (Renascimento), Pablo Picasso (Cubismo), Salvador Dalí (Surrealismo), Claude Monet (Impressionismo), Anita Malfatti (Modernismo Brasileiro).

2011 - Arte Urbana, Arte Pré-Histórica, Arte Conceitual e Pablo Picasso (Guernica — Cubismo).

2012 — Pablo Picasso (Cubismo), Aleijadinho (Barroco Brasileiro), Rafael Sanzio (Renascimento), Heitor dos Prazeres (Arte Popular), Marc Chagall (Surrealismo), Oscar Niemeyer (Arquitetura moderna).

2013 - Cândido Portinari, Instalação e Interferência.
UM PERFIL DA PROVA DE LINGUAGEns e CÓDIGOS
Edvard Munch
CÂNDIDO PORTINARI
FRANCISCO DE GOYA
SOMBRAS DE GOYA
FRIDA KAHLO
MARINA ABRAMOVIC
PAULO ITO
Especialistas do INEP
Elaboração um banco de questões que avaliam as 4 áreas, levando-se em conta as 30 habilidades que cada uma das áreas possui.
CADA UMA DAS QUESTÕES tem TRÊS características exclusivas, que são:

ÍNDICE DE DIFICULDADE

ÍNDICE DE DISCRIMINAÇÃO

ÍNDICE DE ACERTO AO ACASO
Após a realização da prova e da redação, é feita uma AVALIAÇÃO DE COERÊNCIA PEDAGÓGICA (análise anti-chute);
A análise anti-chute na prática


(Enem/2009) Uma fábrica produz velas de parafina em forma de pirâmide quadrangular regular com 19 cm de altura e 6 cm de aresta da base. Essas velas são formadas por 4 blocos da mesma altura — 3 troncos de pirâmide de bases paralelas e 1 pirâmide na parte superior —, espaçados de 1 cm entre eles, sendo que a base superior de cada bloco é igual à base inferior do bloco sobreposto, com uma haste de ferro passando pelo centro de cada bloco, unindo-os, conforme a figura.
Se o dono da fábrica resolver diversificar o modelo, retirando a pirâmide da parte superior, que tem 1,5 cm de aresta na base, mas mantendo o mesmo molde, quanto ele passará a gastar com parafina para fabricar uma vela?
A TRI mapeia até onde o aluno consegue acertar as questões fáceis, medianas e difíceis
Com a TRI conseguimos comparar resultados de provas realizadas em diferentes anos.
A TRI é útil para a escola e alunos acompanharem o progresso.
Dica: ao fazer a prova, concentrar-se no básico pode fazer a diferença!
Um bate-papo com os alunos
Azulejos na FE/UnB, de Luis Humberto

Saber identificar um período artístico - exige do aluno conhecimento histórico sobre as fases da arte, suas principais manifestações e contribuições sociais.
A compreensão do percurso histórico da arte - favorece uma reflexão sobre o hoje, passando a ser mais fácil perceber as mudanças ocorridas.
A construção do conhecimento
Natureza em movimento (1:48)
Linguagens e Códigos
2012
ARTE
FILOSOFIA
HISTÓRIA
Existem regras a serem cumpridas e documentos a serem providenciados para que o certificado seja emitido. Vamos a elas:
Conceituar geometricamente as figuras planas.
Expressar algebricamente suas áreas.
Construtivismo simbólico / Vinculado a ideais políticos / Arte e indústria / Influenciou a Bauhaus
INTERDISCIPLINARIDADE
MÉTODO DE AVALIAÇÃO DE COERÊNCIA PEDAGÓGICA
A
156 cm3. B 189 cm3. C 192 cm3. D216 cm3. E 540 cm3.
O volume de parafina gasto na nova vela corresponde à subtração do volume da pirâmide maior, com aresta da base de 6 cm e altura de 19 – 3 = 16 cm, pelo volume da pirâmide menor, com 1,5 cm de aresta da base e 4 cm de altura. Como volume da pirâmide é calculado pela terça parte do produto da área da base pela altura, o volume de parafina, em cm3, é de 13 ⋅ 6⋅6⋅16 − 13 ⋅1,5⋅1,5⋅4 = 192 – 3 = 189 cm3.
COMPETÊNCIAS
Competências
e
Habilidades
Jogo das questões
Equipe de Artes do Leonardo - Prof. Wagner Bôa Morte
Qual a função da obra?
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Qual o padrão estético da época?
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos que podemos relacionar com a obra?
Qual a função da obra?
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Qual o padrão estético da época?
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos que podemos relacionar com a obra?
Qual a função da obra?
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Qual o padrão estético da época?
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos que podemos relacionar com a obra?
Qual a função da obra?
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Qual o padrão estético da época?
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos que podemos relacionar com a obra?
Qual a função da obra?
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Qual o padrão estético da época?
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos que podemos relacionar com a obra?
Qual a função da obra?
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Qual o padrão estético da época?
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos que podemos relacionar com a obra?
Qual a função da obra?
Em que contexto ela está inserida? Considere o histórico, o social e o econômico.
Qual o padrão estético da época?
Há intertextualidade? Como acontece esta interrelação?
Quais os assuntos que podemos relacionar com a obra?
Claude Monet
LITERATURA
Objetivo da prova
Full transcript