Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Autismo

psicopatologia
by

catarina roques

on 26 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Autismo

Indice
Critérios de Diagnóstico para a perturbação Autista
Comorbilidade e alterações associadas

Universidade de Évora
Licenciatura em Psicologia
Psicopatologia
5º Semestre
2013/2014

Docente: Prof. Dr. Rui Campos

Discentes: Catarina Roques, 29884
Mª Teresa Freire, 29885
José Cota, 16046

Ecolalia
I
Definição de Autismo

II
Definição segundo o DSM-IV-TR

III
Critérios de diagnóstico

IV
Características do Autismo

O que é o Autismo?

Atraso no funcionamento: aspecto restrito, repetitivo e estereotipado dos comportamentos, interesses e das actividades

Genética
Neurobiologia
Ambiente

Influenciado por

Orientação ou estado de espírito de alguém que se encontra envolvido em si próprio.

AUTOS
Próprio/ Eu

Perturbação do desenvolvimento infantil que se prolonga por toda a vida e evolui com a idade;

Alienação
Autismo..
Esteriotipados
Isolamento
Problemas alimentares
Comportamento desadequado
Défice qualitativo na comunicação
O que caracteriza o autismo?
Interesses obsesivos;

Fascínio por determinados objectos;

Indiferença com o outro;

Resistencia à mudança;

Rotinas repetitivas;

Incapacidade para o estabelecimento da relação social com os outros;

Falha no uso da linguagem;

Isolamento social;

(1) Défices qualitativo de interação social:

- défice nos comportamentos não verbais (contacto acular, expressão facial, postura corporal e gestos reguladores da interacção social;
- incapaciade para desenvolver relações com o outro;
- ausencia da tendencias espontanea para partilhar prazeres, interessses e objectivos (não mostrar, trazer ou indicar objectos de interesse;
- falta de reciprocidade social ou emocional
CRITÉRIO (A): De acordo com o DSM-IV-TR, as crianças com autismo atendem pelo menos seis dos seguintes critérios:

(2) Défices qualitativos na comunicação:
atraso ou ausencia total de desenvolvimento da linguagem oral (inexistencia de gestos e mímica);
Quando existe discurso, predomina a incapacidade em iniciar e manter uma conversa;
uso estereotipado e repetitivo da linguagem ou lingem ideossincratica;
ausencia de jogos relista e espontaneo, variado ou de jogo social imitativo adequado;
(3) Padrões restritos e repetitivos de comportamentos, interesses e actividades
preocupação insistente por um ou mais padrões esteriotipados e restritos de interesse;
adesão inflexivel a rituais e rotinas não funcionais ;
maneirismos motores estériotipados e repetitivos (movimentos complexos em todo o corpo)

Atraso ou funcionamento anormal:
interacção social;
linguagem usada na comunicação social;
jogo simbólico ou imaginativo;

A perturbação não é melhor explicada pela perturbação de rett ou possuir uma Perturbação desintegrativa da segunda infãncia
Palilalia;

Neologismos;

Linguagem idiossincrática;

Linguagem telegráfica;

American Psychiatric Association. (2002). Manual Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais: DSM-IV-TR (4ª ed.). Lisboa: Climepsi.

Bibliografia
Costa, M. & Nenesmaia, H. (1998) Diagnóstico genético e clínico do autismo infantil. Arquivos Neuropsiquiatria. Consultado no dia 5 de Outubro de 2013, através da fonte: http://www.scielo.br/pdf/anp/v56n1/1860.pdf

Ferreira, I. (2011) Uma Criança com Perturbação do Espectro do Autismo. Um Estudo de Caso. Apresentado na tese de mestrado em Educação Especial. Consultado no dia 17 de Outubro de 2013, através da fonte: http://www.rcaap.pt/

Klin, A. (2006). Autismo e síndrome de Asperger: uma visão geral. Revista Brasileira Psiquiatria , I (28), pp. 53-62.

Oliveira, A. (2009) Perturbação do espectro de autismo. A comunicação. Pós-graduação em Educação especial. Consultado no dia 17 de Outubro de 2013, através da fonte: http://www.rcaap.pt/

Oliveira, T. (2010) A intervenção precoce no autismo e trissomia 21: Orientações para boas práticas de intervenção. Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação. Consultado no dia 29 de Outubro de 2013, através da fonte: www.rcaap.pt

Rogel-Ortiz, F. (2004) Autismo. Revista Scielo. Consultado no dia 7 de Novembro de 2013, através da fonte: http://scielo.unam.mx/pdf/gmm/v141n2/v141n2a9.pdf

Sanini, C., Ferreira, G., Souza, T. & Bosa, C. Comportamentos Indicativos de Apego em Crianças com Autismo. Revista Scielo. Consultado no dia 27 de Outubro de 2013, através da fonte: www.scielo.br/prc

Soares, C. (2009) O espectro do autismo. Pós-Graduação em Educação Especial. Consultado no dia 17 de Outubro de 2013, através da fonte: http://www.rcaap.pt/

Sousa, P. & Santos, I. Caracterização da síndrome autista. Consultado no dia 27 de Outubro de 2013, através da fonte: http://www.psicologia.pt/artigos/textos/A0259.pdf

CRITÉRIO (B) e (C): De acordo com o DSM-IV-TR, as crianças com autismo atendem pelo menos um dos seguintes critérios:
(B)
(C)
Quando há presença de linguagem, verifica-se:
São alguns os problemas e e as alterações associadas à perturbação autista:
Problemas comportamentais
Hiperactividade;
Hipoprosexia;
Estreitamento da atenção;
Impulsividade
Comportamentos agressivos;
Baixa tolerância a frustrações, acompanhado por ataques de raiva face a uma situação de proibição;
Problemas sensoriais
Hiper ou hipo sensibilidade a estímulos sonoros, visuais, olfativos, gustativos;
Elevada sensibilidade à dor física;
Medo exagerado de estímulos considerados inofensivos;
Fascínio por estímulos visuais (luzes, movimentos repetidos);
Aversão ou preferencia por gostos, cheiros ou texturas especificas;
Outros:
Problemas de alimentação (dieta hiperselectiva, que pode levar à desnutrição, pica);
Alterações do sono (Insónia);
Desorientação no espaço, autopsiquica e alopsíquica;
Full transcript