Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Trabalho de História - Independência e Revolução de Cuba

No description
by

Daniel Ferreira

on 21 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Trabalho de História - Independência e Revolução de Cuba

Independência de Cuba sobre os Estados Unidos
Colégio Estadual Francisco Campos

Trabalho de História
Independência e Revolução de Cuba

Turma: 3002

Alunos:

Mayara Amorim
Daniel Ferreira
A ilha de Cuba foi descoberta pelos europeus com a chegada de Cristóvão Colombo, em 1492, que batizou a ilha de Juana, uma homenagem a um dos filhos do rei da Espanha. No entanto, o nome não vingou e o local ficou conhecido pelo nome nativo. Colombo morreu acreditando que Cuba fosse uma península do continente americano.

A condição insular de Cuba foi esclarecida somente com explorações de Sebastián de Ocampo, que deu a volta completa à ilha em 1509, verificando a existência de nativos pacíficos e áreas para cultivar e aportar. A ocupação da ilha foi um dos primeiros passos para a colonização do continente pela Espanha.
Em 1510, Diego Velázquez desembarcou na ilha e fundou a vila de Baracoa. No mesmo ano a Espanha estabeleceu a Capitania-geral de Cuba, primeira administração da região, que englobava, além do território atual de Cuba, a Flórida e a Luisiana espanhola.

Durante a colonização, a Espanha investiu em monoculturas de açúcar e tabaco, utilizando o sistema de plantagem, que no início contava com mão-de-obra escrava indígena. Cerca de trinta anos depois da chegada dos espanhóis, a população indígena já havia se reduzido de 120 mil para algumas centenas, devido à vários fatores, como doenças, maus tratos e extermínio. Com a redução, a mão-de-obra começou a ficar escassa. Por isso Diego Velázquez, que havia dado início à exploração de minas, começou a substituir os nativos por escravos africanos, semelhante ao que ocorreu em outras colônias espanholas e portuguesas na América.
Carlos Manuel de Céspedes é conhecido
como "Pai da Pátria" em Cuba, tendo
declarado a independência do país da
Espanha em 1868.
Em 1868 inicia-se a primeira sublevação pela independência de Cuba, a Guerra dos Dez Anos (1868-1878).
O movimento foi comandado pelo herói nacional, Carlos Manuel Céspedes.Foi do seu engenho de açúcar, que em 10 de outubro daquele ano, Céspedes levantou-se em armas contra o governo espanhol, comandando cerca de 200 homens, proclamando a independência de Cuba, e instala um governo independente, declarando a liberdade de todos os escravos, que se unissem ao seu exército revolucionário.

Enquanto isso, a Espanha ampliava o seu contingente militar na ilha,e os espanhóis enviaram um forte contingente de tropas que, ao comando do general Martínez Campo, conseguiu sufocar parte do levantamento.
Céspedes foi derrotado em 1873, porém a resistência manteve-se até 1878, quando os espanhóis recuperaram o controle político sobre a colônia.
Foi neste período que surgiu o grande herói nacional, José Marti. Foi preso aos 16 anos por ter fundado um jornal revolucionárdo (La Patria Libre), foi condenado a trabalhos forçados e depois deportado para a Espanha. Livre, viveu no México, na Venezuela e nos Estados Unidos, onde passou a articular uma nova revolução para a independência de Cuba.

Em 1892 fundou o Partido Revolucionário Cubano,em busca de recursos para o seu projeto. Em 1895, Martí desembarcou em Cuba e deu início a guerra de independência,
morrendo em combate ainda no primeiro mês do conflito.
Entretanto, mesmo após a sua morte, os combates prosseguiram até 1898, quando, com a entrada dos Estados Unidos no conflito, a luta pela independência foi abortada e Cuba passou a ser colonia dos EUA.
José Martí, o mártir da
independência cubana.
Independência de Cuba sobre a Espanha
Após o sucesso dos cubanos em enfraquecer o exército espanhol, em 1898 os Estados Unidos entrariam na guerra ao lado de Cuba para, enfim, forçar a Espanha a aceitar a rendição,reconhecer a independência de Cuba e passar o comando de Porto Rico para os americanos.
Após a ajuda dos Estados Unidos, Cuba passou a sofrer influência direta dos americanos em suas políticas e culturas, fato este comprovado no ano de 1901, quando Cuba assinaria a Emenda Platt, na qual concedia aos Estados Unidos o direito de intervir nos assuntos políticos e comerciais de Cuba com o argumento de que, desta forma, Cuba estaria ‘protegida’ das invasões europeias.

A história de Cuba poderia ser diferente se este “domínio” e “má” influência americana não tivesse durado por longos 58 anos.Durante este período foram surgindo novos líderes e revolucionários desejosos em conquistar, enfim, a real independência cubana.
O Big Stick ("Grande Porrete") foi o slogan usado pelo presidente Theodore Roosevelt para descrever o estilo de diplomacia empregada como corolário da Doutrina Monroe, a qual especificava que os Estados Unidos da América deveriam assumir o papel de polícia internacional no Ocidente. Foi como uma "injeção de economia" nos países da America do Sul.
Em 1934 a 1959,Fulgêncio Batista foi o gestor de Cuba, ocupando a presidência pela primeira vez de 1940 a 1944, e posteriormente de 1952 a 1959. Batista impôs regulações à economia, trazendo grandes quedas na qualidade de vida da população, e problemas como o desemprego.
A revolta se tornou maior por intermédio da classe média, que cada vez mais insatisfeita com a queda no nível de qualidade de vida,se opunha cada vez mais a Fulgêncio Batista.

Enfim, a maior revolução da história de Cuba, juntamente de sua guerra pela independência, começaria no ano de 1953, quando Fidel Castro e um grupo de jovens,prometendo lutar para acabar com as desigualdades em Cuba, atacou o quartel Moncada, em Santiago de Cuba.Este ataque heróico marcara então o início de uma nova luta que se espalharia pelas ruas de cuba e ganharia rapidamente o apelo popular.
Fidel Alejandro Castro Ruz

é um revolucionário comunista cubano, primeiro presidente do Conselho de Estado da República de Cuba (1976-2008). Até 2006 foi primeiro-secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba.
Finalmente, exatamente no dia 1 de janeiro de 1959, após uma intensa luta entre os rebeldes de Fidel Castro e os americanos, pela primeira vez na história de
Cuba seu povo poderia dizer realmente que havia conquistado sua independência.

Hoje em dia Cuba vive uma relação de veto e ódio aos americanos.
Full transcript