Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

História Oral - Paul Thompson

No description
by

Thais Maranhão

on 10 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of História Oral - Paul Thompson

Paul Thompson A voz do passado: história oral Sobre o autor Paul Thompson Paul Thompson nasceu em 1935, na Grã Bretanha.
É sociólogo e historiador oral.
Atualmente professor aposentado pela Universidade de Essex.
Considerado pioneiro na pesquisa em ciências sociais, principalmente por ter desenvolvido história oral e história de vida dentro da sociologia.
A voz do passado: historia oral – uma das mais importantes obras do autor.
Escrito em 1978. Traduzido por Lólio Lourenço de Oliveira.A edição utilizada nesta apresentação é 2ªedição,de 1998 Cap.6 Projetos Questões teóricas
História oral pode ser bem utilizada em trabalhos por projetos. Isto por considerar o método de história oral criativo e cooperativo.
Vantagens:
“capacidade de localizar a nova evidência exatamente onde se deseja, saindo para o campo” (p.217).
Promove experiência humana, profunda e comovente. Pode ser realizada em qualquer lugar porque toda comunidade carrega em si uma história.
Podem ser realizados em muitos contextos, de forma individual ou em grupo. Além disto, podem envolver qualquer tipo de pessoa (ex: escolares, adultos desempregados, idosos, etc). História Oral na Escola Projetos Por que dar lugar no currículo se história oral se constitui de uma operação complexa e que consome muito tempo?
Trabalho por projeto proporciona um objetivo concreto e um produto imediato.
Promove o debate e a cooperação.
Ajuda as crianças a desenvolver habilidades linguísticas, um sentido de evidência, sua consciência social e aptidões mecâncas.
No caso do uso por professores de História, há a vantagem de estudar a importancia da historia local. Mas também se pode utilizar em outras disciplinas.
Pode ser utilizado a partir dos 5 anos de idade.

O uso de história oral nas escolas pode desenvolver:
Habilidades de pesquisa- interesse na descoberta e no uso de várias fontes;
Habilidades linguísticas- falada e escrita, concentração para compreensão e interpretação, confiança em se expressar por palavras;
Habilidades técnicas no manejo de máquinas; e
Habilidades sociais, no desenvolvimento de tato, paciência, capacidade de comunicação, escuta, se colocar no lugar da outra pessoa. E as experiências que não deram certo?
Dificuldades comuns ao trabalhar com história oral Exemplos História Oral na Escola
Reino Unido Experiências com crianças maiores, classes compensatórias ou alfabetização de adultos Escola Primária- Cambridge
Prof.Sallie Purkins Age Exchange Características da escola: Sem fronteiras disciplinares e facilidade para visitas externas;

Objetivo do projeto: Tornar história interessante a partir do primeiro encontro;

Publico: Classe com 20 crianças de 7 anos;

Metodologia: Fotografia da fundação da escola com seus primeiros alunos. Discussão com as crianças sobre as entrevistas (quem, como);

Resultado: Livro de leitura para a turma a partir das entrevistas. Ex:"o que vovó disse sobre as roupas?". Produção de desenhos e pesquisas fotográficas apartir da temática. Construção de árvores genealógicas;
Comparação do atendimento de saúde antes e após o welfare state; Teatro de reminiscência:
Forma mais especializada;
Pode ser praticado por grupos de idade diversos;
Criação da peça apartir de gravações de lembranças de pessoas idosas; Projeto Foxfire Objetivo inicial: Curso opcional "Escrita Criativa" - Identificação de dificuldade das crianças em aprender a escrever;
- Tornou-se um conjunto de cursos na área de cinema, construção e outros ofícios, ciência...

Metodologia: Os estudantes realizavam entrevistas, fotografias, desenhos técnicos, aprendiam a produzir a revista, adquiriam habilidades em desmontar e reconstruir máquinas velhas ou outras construções, além de organizar reuniões com pessoas de idade.

Resultado: Revista tornou-se conhecida nacionalmente com venda de mais de 4 milhões de exemplares em 1978, continua sendo feita até hoje.
Assuntos abordados: Ofícios Regionais (construção de casas de madeira, manufatura de acolchoados, sabão, colchões de palha...etc.
www.foxfire.org/magazine.html Escola na Geórgia - EUA
Prof. Eliot Wigginton 1) Organização: Atividade para pequenos grupos; pode-se fazer contato prévio com quem se vai entrevistar, dispor de recursos externos na comunidade (associação, biblioteca...)

2) Equipamento: Com gravador aumenta a potencialidade;

3) Seleção dos temas de acordo com idade dos estudantes;

4) Ensinar habilidade como realizar entrevista;

5) Resultados: Expor na própria escola e na comunidade; guardar materiais coletados na biblioteca ou museo público; Cuidar para não expor as pessoas. História Oral no Ensino Superior Geralmente realizada por meio de pesquisa individual na graduação ou pós-graduação;

As dificuldades serão as mesmas do trabalho em história oral ou redação de projetos e teses;

As vantagens são: autorealização pessoal; espírito cooperativo; compreensão mais aprofundada da história; rompimento do isolamento do estudo acadêmico em relação ao mundo exterior.

As implicações mais radicais da história oral podem acontecer quando se estuda a história da comunidade. Esta idéia se opõe a idéia que somente acadêmicos podem ser historiadores.

Ex: Grupos de história oral do Istituto di Martiro de Milão em conjunto com Conselho de Comércio de Brighton e Sussex Labour History Society.
Coletam canções e entrevistam operários do Norte da Itália
Editam revistas como: Peckham People´s History, Bristol Broadsides e People´s Autobiography of Hackney de East London.
http://www.iedm.it Thaís Maranhão de Sá e Carvalho
Mestranda em Saúde Coletiva UFRGS
Full transcript