Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

50 anos do golpe militar no Brasil

No description
by

Eduardo Calestini

on 17 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 50 anos do golpe militar no Brasil

DE JANGO A 1º DE ABRIL
Com a renúncia de Jânio Quadros, Jango governa até 1963 em regime parlamentarista devido à falta de unanimidade em torno de seu nome para o cargo.
Plano Trienal (estratégias nacionalistas desagradam grupos conservadores, setores da elite empresarial e grandes proprietários de terra).
Reformas de Base - Uma série de mudanças (agrário, bancário, eleitoral, fiscal etc). Com a aprovação do ETR e a discussão da reforma agrária, o clima de instabilidade aumenta.
A SITUAÇÃO DO PAÍS ANTES DE 1964
Inflação 80% aa;
racionamento de gêneros de 1ª necessidade;
distribuição de energia e água precária;
A Guerra Fria - influência norte americana (embaixador americano no Brasil Lincon Gordon teve uma importância muito grande no convencimento do Departamento de Estado da tese segundo a qual João Goulart daria um golpe ou criaria uma República Sindicalista.
Diferenças de terminologia
COSTA E SILVA (1967-1969)
Nova Constituição, que estabelece a Lei de Segurança Nacional. Com a regra, os cidadãos são estimulados a manter uma postura ativa diante de quem seja contrário aos objetivos nacionais.
O marechal enfrentou a reorganização política dos setores oposicionistas, greves e a eclosão de movimentos sociais de protesto (entre eles o movimento estudantil universitário).
Também neste período os grupos e organizações políticas de esquerda organizaram guerrilhas urbanas e passaram a enfrentar a ditadura (MR-8, ALN e VPR);
Criação da Oban e DOI-Codi
Sequestro de Charles Burke Elbrik (04/09/69)
Ato Institucional nº 5
MÉDICI (1969-74) - O MILAGRE ECONÔMICO E OS ANOS DE CHUMBO
Líder da ALN (Carlos Marighella é morto);
"Milagre econômico" - fase áurea obtido por captação de enormes recursos externos (infraestrutura - milhões de empregos foram gerados).
Para frente, Brasil! (tricampeonato mundial)
Em curto e médio prazos, esse modelo de desenvolvimento beneficiou a economia, mas, no longo prazo (dívida externa - impossibilidade de novos investimentos).
Morte do deputado Rubens Paiva, preso no Rio, é torturado e assassinado nas dependências do Doi-Codi.
Combate à Guerrilha do Araguaia(PCB áreas rurais de GO e PA - revolução socialista no campo)
Crise do Petróleo (1973)

CASTELLO BRANCO (1964-67)
Assume com a promessa de que a intervenção militar será curta e que o poder voltará aos civis quando os problemas do Brasil forem solucionados.
Atos relevantes: AI-1; AI-2; AI-3; AI-4
Criação do SNI - Órgão que centraliza as informações pessoais de centenas de cidadãos e cria relatórios sobre o comportamento de diversas instituições sociais;
FGTS - maior flexibilidade para normas trabalhistas;
Massacre da Praia Vermelha - Faculdade de Medicina UFRJ.
Lei de imprensa (1967)
O governo revogou a Lei de Estabilidade no Emprego, proibiu as greves e impôs severo controle dos salários.
Planejava transferir o governo aos civis no fim de seu mandato
Ernesto Geisel (1974-1979)
Ressurgimento do movimento estudantil;
Movimento Feminino pela Anistia;
Lei Falcão (regra que limita a propaganda política e o debate entre candidatos no rádio e na televisão);
Pacote de Abril (fecha temporariamente o CN e edita um cj de regras, como a ampliação das bancadas do N e NE na CD, o que significa maioria parlamentar da ARENA);
Movimentos Sociais - Feminista e Metalúrgico;
Movimento pela Anistia;
Fim do AI-5
Ernesto Geisel (1974-1979)
O governo do general inicia uma abertura política “lenta, gradual e segura” (devido a vitória expressiva do MDB no CN);
Setores empresariais pressionam para a volta da democracia (medo da interferência do Estado na economia);
O arrocho salarial, o aumento do custo de vida e o desemprego;
Morte de Vladimir Herzog (diretor de jornalismo da TV Cultura) é morto sob tortura nas dependências do DOI-Codi- protestos;



O RESUMO ANTES DO GOLPE
O PERÍODO MILITAR
(1964 - 1985)
OS ANOS FINAIS
50 anos do golpe militar no Brasil
Contragolpe, Contrarrevolução ou Revolução
Generais (medo da esquerda de estar preparando um golpe ou que João Goulart preparava um suposto golpe comunista)
Golpe
Referência a deposição
(ilegal) de
Jango
“O comício da Central do Brasil (13 DE MARÇO) alinhamento de Jango às esquerdas no sentido de pressionar o CN para aprovar as reformas”,
Marcha da família com Deus pela Liberdade
A primeira Marcha da Família (contra o comunismo) - 19 de março de 1964.
"o apoio"
OPERAÇÃO BROTHER SAM
Governo dos EUA em apoio aos militares do Brasil. Com auxílio logístico da CIA e da Marinha, os norte-americanos enviam porta-aviões, armas, munições e veículos de guerra para o país. Tudo para evitar um alinhamento do Brasil com a URSS em plena Guerra Fria.
Regime suspende a maior parte das garantias que caracterizam a democracia, como as eleições diretas, a liberdade de expressão e o direito de oposição ao governo.
A DITADURA
Figueiredo (1979-85)
Liberalização política (Lei da Anistia - retorno dos exilados e concessão do perdão para aqueles que cometeram crimes políticos).
Greves do ABC;
Pluripartidarismo
O CN extingue o bipartidarismo;
Serra Pelada (o eldorado brasileiro);
Greve em São Bernardo do Campo - prisão de LULA e intervenção nos sindicatos;
Movimento das Diretas Já! (1984);
Em 15 de janeiro de 1985, o Colégio Eleitoral escolheu o deputado Tancredo Neves (PMDB) como novo presidente da República no entanto, adoece e morre, assumindo o vice-presidente, José Sarney.







1981 - RIOCENTRO
Frustrado ataque a bomba que seria perpetrado no Pavilhão Rio centro, RJ, quando ali se realizava um show comemorativo do Dia do Trabalhador
ATUALIDADE:
1º AÇÃO PENAL
DO CASO DIA 16/05/14
ATUALIDADE:
O coronel reformado do Exército Paulo Malhães foi assassinado em (26/04). O militar da reserva teve atuação de destaque na repressão política durante a ditadura militar. Em depoimento à Comissão Nacional da Verdade, ele assumiu ter participado de torturas, mortes e desaparecimentos de presos políticos - entre eles o ex-deputado Rubens Paiva.
Full transcript