Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Apresentação

No description
by

camila helena silva

on 6 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Apresentação

GD&T
1) O que deve permanecer dentro da ZT?
2) Qual é a forma e a dimensão da ZT?
Retitude
Cilindricidade
Circularidade
Planeza
Perfil de Superficie
Perfil de Linha
Paralelismo
Simetria
Inclinação
Perpendicularidade
Coaxialidade
Posição
Concentricidade
Batimento Total Radial
Batimento Circular Radial
Batimento Circular Axial
Batimento Total Axial
1) Retitude de quaisquer linhas extraídas sobre a superfície superior da peça, paralelas ao plano de projeção no qual se encontra a especificação.

2) ZT definida por duas linhas paralelas distantes entre si de 0,1 mm.
1) Retitude da linha média do Cilindro.

2) ZT está definida por um diâmetro de 0,8 mm.

1) Cilindricidade da superfície cilíndrica indicada.

2) Região entre dois cilindros coaxiais distantes radialmente entre si de 0,1 mm.

1) Planeza da superfície superior.

2) Região entre dois planos paralelos distantes entre si de de 0,08 mm.

1) Circularidade de quaisquer linhas circunferenciais extraídas sobre a superfície indicada.

2) A ZT é definida pela região entre dois círculos concêntricos e coplanares distantes radialmente entre si de 0,03 mm.
1) O Perfil de Superfície da superfície indicada.

2) A ZT é dada por duas superfícies equidistantes de 0,02mm, obtidas por “offset” do perfil nominal.

1) Quaisquer linhas extraídas da superfície superior da peça, paralelas ao plano de projeção da vista representada.

2) A ZT é dada por duas linhas equidistante de 0,04 mm, obtida por “offset” do perfil nominal.

1) Paralelismo de quaisquer linhas extraídas sobre a superfície superior da peça em relação à face de referência A e adquiridas paralelas à face B.

2) Região entre 2 linhas paralelas distantes entre si de 0,02 mm.
1) Perpendicularidade da face vertical em relação à face de referência A.

2) Região entre dois planos paralelos distantes entre si de 0,08 mm.

1) Inclinação da linha média do furo em relação à face de referência A.

2) Região entre 2 planos paralelos distantes entre si de 0,08 mm e inclinados da face A de 60 graus.

1) Simetria da superfície média do rasgo em relação ao plano médio de referência A.

2) Região entre dois planos paralelos distantes entre si de 0,08 mm.

1) Posição da linha média dos quatro furos com referência às faces C, A e B.

2) ZT cilíndricas com diâmetro de 0,3 mm e distantes entre si das dimensões teoricamente exatas indicadas.

1) Coaxialidade da linha média do cilindro central em relação ao eixo comum A-B.

2) ZT cilíndrica com diâmetro de 0,08 mm.

1) Concentricidade de quaisquer centros de círculos do furo em relação ao pino nas mesmas seções transversais .

2) ZT circular com diâmetro de 0,1 mm.

1) Batimento circular radial de linhas circunferenciais sobre o cilindro maior em quaisquer seções transversais paralelas a B e centradas em A.

2) Região entre dois círculos concêntricos e coplanares distantes radialmente entre si de 0,1 mm.

1) Batimento circular axial de linhas circulares sobre à face indicada, em qualquer posição radial em relação ao eixo D.

2) Região entre dois círculos paralelos afastados axialmente entre si de 0,1 mm.

1) Batimento total da superfície cilíndrica central em relação ao eixo comum A-B.

2) Região entre dois cilindros coaxiais afastados radialmente entre si de 0,1 mm.
1) Batimento total da face plana indicada em relação ao eixo de referência D.

2) Região entre dois planos paralelos afastados axialmente entre si de 0,1 mm.

ZT: Zona de Tolerância
No caso de superfícies: É a maior variação pico-vale da reta medida em relação à reta média perfeita.
É a maior variação radial do cilindro medido em relação ao cilindro médio perfeito.

É a maior variação pico-vale do plano medido em relação ao plano médio perfeito.
É a maior variação radial do círculo medido em relação ao círculo médio perfeito.
É a maior variação pico-vale do elemento tolerado em relação ao sistema de referência com restrição de orientação (ângulo teoricamente exato).
É a maior variação pico-vale do elemento tolerado em relação ao sistema de referência com restrição de orientação (ângulo teoricamente exato implícito de 90 graus).
É a maior variação pico-vale do elemento tolerado em relação ao sistema de referência com restrição de orientação (ângulo teoricamente exato implícito de 0 graus).
É a maior distância radial multiplicada por dois da linha média extraída do elemento tolerado em relação ao eixo de referência.
É a maior distância radial multiplicada por dois de quaisquer centros extraídos do elemento tolerado em relação aos centros de referência nas respectivas seções transversais.
Quando Sem Referência ou Perfil de Orientação: é a maior variação pico-vale da superfície medida em relação ao perfil nominal. O perfil sem referência controla desvio de forma e em alguns casos tamanho.
Perfil de Localização: é a maior distância da superfície multiplicado por dois em relação ao perfil de superfície nominal localizado pelo sistema de referências.

Quando sem referência ou Perfil de Orientação: é a maior variação pico-vale da linha medida em relação ao perfil nominal. O perfil sem referência controla desvio de forma e em alguns casos tamanho.
Perfil de localização: é a maior distância da linha medida multiplicada por dois em relação ao perfil de linha nominal localizado em relação ao sistema de referências.

É a máxima variação radial avaliada individualmente em quaisquer seções transversais do elemento tolerado e com a ZT centrada e perpendicular ao eixo de referência.
É a máxima variação axial avaliada individualmente de quaisquer linhas circulares na face tolerada e com a ZT paralela ao eixo de referência.
É a máxima variação radial avaliada simultaneamente para todo o elemento tolerado e com a ZT coaxial ao eixo de referência.
É a máxima variação axial avaliada simultaneamente em toda a face tolerada e com a ZT perpendicular ao eixo de referência.
ISO 1101-2012
Forma
Localização
Batimento
Orientação
No caso de ZT cilindrica: É a maior distância radial multiplicada por dois dos pontos extraídos da reta medida em relação à reta média perfeita.
É a maior distância multiplicada por dois do elemento tolerado em relação ao elemento de referência. A distância teoricamente exata é nula para a tolerância de simetria.
É o maior desvio multiplicado por dois do(s) elemento(s) tolerado(s) em relação às dimensões teoricamente exatas estabelecidas pelo sistema de referências.
Full transcript