Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A ÁFRICA E A AMÉRICA

do século XIII ao século XV
by

Higor Ferreira

on 31 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A ÁFRICA E A AMÉRICA

A ÁFRICA E A AMÉRICA
dos séculos XIII ao XV
RELEMBRANDO ESPACIALMENTE
Egito
Líbia
Tunísia
Mali
Níger
Argélia
Marrocos
Arábia Saudita
Yemen
Omã
Emirados
Árabes
Turquia
Síria
Líbano
Israel
Jordânia
Iraque
Irã
Brasil
Uruguai
Bolívia
Paraguai
Argentina
Chile
Peru
Equador
Colômbia
Venezuela
Guiana
Suriname
Guiana
Francesa
Rússia
EUA
México
Panamá
Cuba
Jamaica
Porto
Rico
Haiti
República
Dominicana
Guatemala
Belize
Honduras
El Salvador
Nicarágua
Costa
Rica
Armênia
Azerbaijão
Geórgia
Noruéga
Suécia
Finlândia
mar
báltico
Estônia
Letônia
Lituânia
Belarus
Ucrânia
Canadá
Portugal
Espanha
França
Itália
Irlanda
Inglaterra
Bélgica
Holanda
Alemanha
Polônia
Suíça
Liechenstein
República
Tcheca
Áustria
Eslovênia
Eslováquia
Hungria
Moldávia
Mauritânia
Senegal
Gâmbia
Serra Leoa
Guiné
Guiné-Bissau
Liberia
Costa do
Marfim
Gana
Burkina Faso
Togo
Benin
Nigéria
Chade
Sudão
Etiópia
Somália
Eritreia
Djibuti
Quênia
Uganda
Camarões
Guiné Equatorial
Gabão
Congo
Ruanda
Burundi
Angola
República
Centro Africana
República
Democrática
do Congo
Zâmbia
Namíbia
Botsuana
Lesoto
África do Sul
Suazilândia
Moçambique
Zimbábue
Tanzânia
Malawi
Madagascar
territórios na atualidade
A IMAGEM CONSTRUÍDA DE ÁFRICA
A IMAGEM CONSTRUÍDA DE ÁFRICA
A África também já serviu como ponto de partida para comédias bem vulgares, mas de muito sucesso, como um príncipe em Nova York e Ace Ventura: um maluco na África; em ambas a África parece um lugar cheio de tribos doidas e rituais de desenho animado. A animação O Rei Leão, da Disney, o mais bem-sucedido filme americano ambientado na África, não chegava a contar com elencos de seres humanos
LEIBOWITZ, E. Filmes de Hollywood sobre África ficam no clichê.
O ENEM, EM UMA DAS SUAS QUESTÕES DA PROVA DE 2013, AFIRMAVA QUE ESSE TIPO DE FILME AJUDAVA A CONSTITUIR CERTO PERFIL DE MEMÓRIA SOBRE A ÁFRICA. QUE TIPO DE MEMÓRIA É ESTA?
a) África enquanto um espaço de desenvolvimento.
b) África enquanto um espaço de progresso intelectual.
c) África enquanto um espaço de democracia e de manutenção da ordem.
d) África enquanto um espaço exótico.
e) África enquanto a região em que se localizam sujeitos cultos.
A ÁFRICA
XIII-XV
Alguns grandes impérios africanos existiram dentro deste período entre os séculos acima destacados.
Como exemplo podemos citar o
IMPÉRIO DO MALI
.
O reino passou por um grande processo de expansão territorial, submetendo outros povos.
Exercia controle sobre variadas rotas comerciais que atravavessavam a região.
Riquezas variadas como sal, marfim e ouro.
Muito do conhecimento era passado através da tradição oral.
Havia organização política.
Forte presença do Islamismo.
também conhecido como Mandinga
Os povos islamizados do Mali usavam, a fim de buscar proteção, uma bolsa, que também era chamanda de mandinga, contendo um versículo do Corão que, segundo a crença presente, protegia aos que a levassem no pescoço.
REGIÃO DO SUDÃO OCIDENTAL
MALI
MALI
MANSA MUSA

HIGOR FIGUEIRA FERREIRA
Relato do viajante Ibn Battuta
A segurança é completa e total [...]. O rei não perdoa a ninguém que se torne culpado de injustiça [...]. O viajante, tal como o homem sedentário, não tem a temer os malfeitores, nem os ladrões, nem, os que vivem de pilhagem.
O homem mais rico de todos os tempos morreu há aproximadamente 700 anos e você, provavelmente, nunca ouviu falar dele. O impearador do Mali era conhecido como 'rei dos reis' e governou a região hoje ocupada por Gana, Tombuctu e Mali. A riqueza de Mansa Musa I é proveniente das vastas reservas de sal e ouro do Império do Mali, que atendia metade das necessidades do mundo na época. Mansa Musa I ainda construiu deslumbrantes mesquitas africanas que existem até hoje.
Fonte: http://dinheiro.br.msn.com/fotos/os-10-homens-mais-ricos-de-todos-os-tempos#image=2
sinônimo de imperador
... pra saber mais
http://guiadoestudante.abril.com.br/aventuras-historia/ibn-battuta-saga-jovem-marroquino-viajou-mais-40-paises-idade-media-680776.shtml
SONGAI SE SOBREPÕE A MALI
OUTROS EXEMPLOS DE REINOS DE DESTAQUE:
SUDÃO CENTRAL
Hauçás
Iorubás
CENTRO-OCIDENTE
Congo

A AMÉRICA
XII-XV
Assim como na África, percebemos na América grande domínio sobre a natureza, inúmeras formas de demonstração cultural, modos de vida distintos, militarização, em alguns casos domínio sobre a escrita e sobre o tempo, a existência de complexas trocas comerciais e etc.
ATLÂNTICO
ATLÂNTICO
ATLÂNTICO
ATLÂNTICO
ATLÂNTICO
ATLÂNTICO
ATLÂNTICO
ATLÂNTICO
ATLÂNTICO
IMPÉRIO ASTECA


cerimônias de sacrifício humano no topo das pirâmidas, inclusive com inimigos. Guerra com máscaras elaboradas, parecendo com animais


milho, chocolate, amendoim e tomates
feijão, abóbora, pimentas, melão, abacate
alimentavam-se de insetos

chinampas - estacas de lago e construir ilhas artificiais. Terrenos para o cultivo de lavouras. Conversão de áreas pantanosas em terra fértil. Excremente humano como fertilizante.
http://www.fao.org/docrep/018/i3253e/i3253e00.htm
IMPÉRIO ASTECA
* Antes dos astecas houve os olmecas, os apotecas, assim como os teotihuacan.
* O Avanço Asteca se deu a partir do Norte, de modo que dentro de algum tempo passaram a governar toda a região.
* A cidade de
Tenochtitlán
, o centro do Império, foi construída em 1325, numa ilha no centro de um grande lago. Suas ruas eram feitas de canais que se ligavam aos campos, aos centros urbanos assim como a outros lagos. Cerca de
250.000 pessoas
chegaram a se abrigar em dado momento na cidade.
* Exército poderoso responsável pela expansão mesoamericana
* Cuatequil - forma de trabalho compulsório.
* Construção de chinampas
DADOS CURIOSOS
Além da alimentação baseada em milho, tomate, feijão, abacate, abóboras, pimenta, melão e chocolate, eles se alimentavam de insetos.
Por mais curioso, ou estranho, que isso possa parecer, hoje a Food and Agriculture Organization of the United Nations sugere que a alimentação a base de insetos pode apresentar vantagens
VER AQUI:
http://www3.globo.com/Saude-e-bem-estar/noticia/2013/05/orgao-da-onu-recomenda-o-consumo-de-insetos-para-o-combate-da-fome-mundial.html
RELATÓRIO DA FOA
REPORTAGEM
IMPÉRIO INCA
* Formou-se na região que hoje é o Peru no ano de 1438.
* O Império cobrava tributos das tribos vizinhas.
* Domesticaram animais para o trabalho.
* O tributo era pago geralmente em trabalho, através da chamada mita.
* O sobetano Inca governava a partir de Cuzco
* Alto nível de militarização.

Os índios sobreviviam da caça, da pesca, do extrativismo e da agricultura. Nem esta última, porém, servia para ligá-los permanentemente a um único território. Fixavam-se nos vales de rios navegáveis, onde existissem terras férteis. Permaneciam num lugar por cerca de quatro anos. Depois de esgotados os recursos naturais do local, migravam para outra região, num regime semi-sedentário.
A alimentação dos índios do Brasil se compunha basicamente de farinha de mandioca, peixe, mariscos e carne. Conheciam-se os temperos e a fermentação de bebidas alcoólicas. Com as fibras nativas dos campos e florestas, fabricavam-se cordas, cestos, peneiras, esteiras, redes, abanos de fogo; moldavam-se em barro diversos tipos de potes, vasos e urnas funerárias, pois enterravam seus mortos.
http://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia-brasil/indios-o-brasil-antes-do-descobrimento.htm
Na verdade, o que se chama genericamente de índios é um grupo de mais de trezentos povos que, juntos, falam mais de 180 línguas diferentes. Cada um desses povos possui diferentes histórias, lendas, tradições, conceitos e olhares sobre a vida, sobre a liberdade, sobre o tempo e sobre a natureza. Em comum, tais comunidades apresentam a profunda comunhão com o ambiente em que vivem, o respeito em relação aos indivíduos mais velhos, a preocupação com as futuras gerações, e o senso de que a felicidade individual depende do êxito do grupo. Para eles, o sucesso é resultado de uma construção coletiva. Estas ideias, partilhadas pelos povos indígenas, são indispensáveis para construir qualquer noção moderna de civilização. Os verdadeiros representantes do atraso no nosso país não são os índios, mas aqueles que se pautam por visões preconceituosas e ultrapassadas de “progresso”.
FONTE: http://outraspalavras.net/posts/as-razoes-de-ser-guarani-kaiowa/
PROPOSTA AVALIATIVA:
1. Pesquise a respeito das demonstrações artísticas e culturais de alguma sociedade que foi trabalhada em aula (Império do Mali, Astecas, Incas) ou de qualquer outra que possa ter sido brevemente mencionada, seja esta situada na África ou na América. A atividade deverá ser realizada em grupos e o resultado deverá ser apresentado aos demais amigos em uma data posterior.

2. Você consegue identificar algum motivo para atestar a relevância de se estudar estas sociedades? De que maneira isso interfere no entendimento que temos a respeito do nosso próprio país, da nossa identidade e da nossa cultura? Responda por escrito em seu caderno.

Caminhos de pesquisa:
Full transcript