Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Eugénio de Andrade - Urgentemente

No description
by

Raquel Elvas

on 25 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Eugénio de Andrade - Urgentemente

Biografia
Apesar do seu enorme prestígio nacional e internacional, Eugénio de Andrade sempre viveu fora da vida social, literária ou mundana.
Em 1991, foi criada na cidade do Porto a Fundação Eugénio de Andrade. Para além de ter servido de residência ao poeta, esta instituição tem como objetivos o estudo e a divulação da obra do autor assim como a organização de eventos como lançamentos de livros, recitais ou de encontros de poesia.

Vida Literária
Eugénio de Andrade começou a escrever os seus poemas em 1936, mas apenas publicou a sua primeira obra três anos mais tarde, em 1939, intitulada "Narciso".
Em 1942 o seu livro de versos Adolescente fez com que Eugénio ficasse um pouco mais conhecido.

Vida Literária
No ano de 1948, deu-se a sua consagração com a publicação de "As mãos e os frutos", cujo foi aplaudido por criticos como Jorge de Sena ou Vitorino Nemésio.
O tipo de obra poética de Eugénio de Andrade é maioritariamente lírica, equacionada por José Saramago como Uma poesia do corpo a que se chega mediante uma depuração contínua.
Eugénio de Andrade
Biografia
Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas, nasceu na freguesia de Póvoa de Atalaia (Fundão) a 19 de Janeiro de 1923 e faleceu a 13 Junho 2005. Instalou-se em Lisboa aos dez anos, com a mãe. Frequentou o Liceu Passos Manuel e a Escola Técnica Machado de Castro.
Obras
Das várias obras publicadas por Eugénio de Andrade destacam-se, no texto poético, as seguintes:
Os amantes sem dinheiro, 1950;
As palavras interditas, 1951;
Escrita da Terra, 1974;
Matéria Solar, 1980;
Rente ao dizer, 1992;
Ofício da paciência, 1994;
O sal da língua, 1995;
Os lugares do lume, 1998;
Prémios
Eugénio de Andrade recebeu inúmeros prémios e distinções, tais como:
O Prémio da Associação Internacional de Críticos Literários, 1986;
Prémio D. Dinis, 1988;
Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, 1989;
Prémio Camões, 2001;
Prémio de Poesia do Pen Clube, pela sua obra "Os sulcos da sede";
Urgentemente
É urgente o amor
É urgente um barco no mar

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos, muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as se
aras
,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs cl
aras
.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até do
er
.
É urgente o amor, é urgente
permanec
er
.

Eugénio de Andrade, in "Até Amanhã"
Análise do Poema
O poema fala-nos de como é importante que as pessoas se deixem guiar pelas coisas boas da vida, que vão à procura da felicidade e que ponham um fim à guerra e a toda a tristeza que nos rodeia. Diz-nos como é importante destruir o ódio, a solidão e a crueldade, destruir as espadas, que são símbolo de guerra e violência. E, posteriormente, refere como é urgente construir a felicidade, a alegria, é urgente “descobrir rosas”, que simboliza, beleza, harmonia, amor.
Análise do poema

O poeta sente a necessidade de viver num mundo melhor, num mundo repleto de felicidade e amor eliminando as coisas negativas nele presentes.

Análise do poema

O poema é constituído por quatro estrofes, sendo a primeira um dístico, a segunda um terceto e as restantes quadras. O esquema rimático é AB;CDE;FGHG;IJKJ. A rima é predominantemente solta ou branca, na terceira e quarta estrofe está presente rima cruzada.
Na terceira estrofe é rima perfeita.
Linguagem – corrente.
Anáfora - repetição da palavra "urgente";
Hipérbole;
Enumeração;
Análise do Poema
Métrica:

É\ur\gen\te o\ a\mor\ - hexassilabo
É\ ur\gen\te um\ bar\co no\ mar\ - heptassilabo

WebGrafia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Eug%C3%A9nio_de_Andrade
http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Obras_de_Eug%C3%A9nio_de_Andrade
http://www.luso-poemas.net/modules/news03/article.php?storyid=813
http://www.citador.pt/poemas/urgentemente-eugenio-de-andrade
http://www.notapositiva.com/resumos/portugues/recursosestilisticos.htm

Trabalho realizado por: António Antunes
Bruno Moreira
Raquel Elvas
Full transcript