Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Roteiro Geográfico de Lisboa n'Os Maias

No description
by

Patrícia Rodrigues

on 19 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Roteiro Geográfico de Lisboa n'Os Maias

A "Toca" - Casa dos Olivais
A Casa de Maria Eduarda
Ramalhete

Espaços a abordar
Aterro
Ramalhete

Aterro

Teatro da Trindade

Teatro Nacional De São Carlos

Hotel Braganza

Hotel Central

Casa da Maria Eduarda

" A Toca"

Consultório de Carlos

Locais de Convívio

O Consultório de Carlos da Maia
Hotel Central
« Entravam então no peristilo do
Hotel Central
— e nesse momento um coupé da Companhia, chegando a largo trote do lado da Rua do Arsenal, veio estacar à porta.»
Eça de Queiroz, Os Maias
Teatro Nacional de São Carlos
Teatro da Trindade
« Pararam à porta do
Teatro da Trindade
no momento em que de uma tipóia de praça se apeava um sujeito de barbas de apóstolo, todo de luto, com um chapéu de largas abas recurvas à moda de 1830. »

Eça de Queiroz, Os Maias
«(...) o
Ramalhete
, sombrio casarão de paredes severas, com um renque de estreitas varandas de ferro no primeiro andar, e por cima uma tímida fila de janelinhas abrigadas à beira do telhado, tinha o aspecto tristonho de residência eclesiástica que competia a uma edificação do reinado da senhora D. Maria I: com uma sineta e com uma cruz no topo, assemelhar-se-ia a um colégio de Jesuítas »
Eça de Queir0z, Os Maias

Rua São Francisco de Paula (atual Rua Presidente Arriaga), Janelas Verdes
Praça Duque da Terceira, Cais do Sodré
« A noite alongava-se, eram onze horas. Ainda se bebeu mais conhaque. Depois Cohen saiu levando o Ega. Dâmaso e Alencar desceram com Carlos — que ia recolher a pé pelo
Aterro
. »

Eça de Queiroz, Os Maias

Avenida 24 de Julho

« Havia dois anos, justamente quando Pedro perdera a mamã, aquele velho, o papá Monforte, uma manhã rompera subitamente pelas ruas e pela sociedade de Lisboa naquela mesma caleche com essa essa bela filha ao seu lado. Ninguém os conhecia. Tinham alugado a Arroios um primeiro andar no palacete dos Vargas; e a rapariga principiou a aparecer em
S. Carlos
, fazendo uma impressão — uma impressão de causar aneurismas, dizia o Alencar! »
Eça de Queiroz, Os Maias

Rua Serpa Pinto
Largo Rafael B. Pinheiro
O Roteiro Geográfico de Lisboa n'
Os Maias

Trabalho Realizado por:
Mariana Relvas nº 23
Patrícia Rodrigues nº 25

Rua Cidade de Lobito
Rua de São Francisco
« - E o
consultório
, meu senhor, não é aqui, nem acolá; é no Rossio, ali em pleno Rossio! »

Eça de Queiroz, Os Maias

Rossio
Ramalhete

«(...) o
Ramalhete
, sombrio casarão de paredes severas, com um renque de estreitas varandas de ferro no primeiro andar, e por cima uma tímida fila de janelinhas abrigadas à beira do telhado, tinha o aspecto tristonho de residência eclesiástica que competia a uma edificação do reinado da senhora D. Maria I: com uma sineta e com uma cruz no topo, assemelhar-se-ia a um colégio de Jesuítas »
Eça de Queiros, Os Maias

Rua São Francisco de Paula (atual Rua Presidente Arriaga), Janelas Verdes
Locais de Convívio
Rua do Alecrim
« Nessa tarde, às seis horas, Carlos, ao descer a
Rua do Alecrim
para o Hotel Central, avistou Craft dentro da loja de bricabraque do tio Abraão.»

Eça de Queiroz, Os Maias

Rua Garrett - Bertrand e Casa Havaneza
«E Carlos reconhecia, encostados às mesmas portas, sujeitos que lá deixara havia dez anos, já assim encostados, já assim melancólicos. Tinham rugas, tinham brancas. Mas lá estacionavam ainda, apagados e murchos, rente das mesmas ombreiras, com colarinhos à moda. Depois, diante da
Livraria Bertrand
, Ega, rindo, tocou no braço de Carlos (...) »


Rua de São Francisco - Grémio
« A curiosidade de Carlos levou-o ao
Grémio
: no Grémio nenhum criado vira ultimamente o Sr. Salcede. «Está por aí de lua-de-mel com alguma bela andaluza», pensou Carlos...
Onde diabo morava então o Sr. Cruges? A criada dissera que o Sr. Cruges vivia agora na
Rua de S. Francisco
, quatro portas adiante do
Grémio
»

Eça de Queiroz, Os Maias

Rua de São Roque - Café Tavares
« Ega desceu desesperado.– Bem — gritou ao cocheiro — vai ao
Café Tavares
...No
Tavares
, ainda solitário àquela hora, um moço areava o sobrado. E enquanto esperava o almoço, Ega percorreu os jornais. »


Eça de Queiroz, Os Maias

« A uma esquina, vadios em farrapos fumavam; e na esquina de fronte, na
Haveneza
, fumavam também outros vadios, de sobrecasaca, politicando»

Eça de Queiroz, Os Maias

Hotel Braganza
« Com efeito, Carlos pouco se demorou em Resende. E numa luminosa e macia manhã de Janeiro de 1887, os dois amigos, enfim juntos, almoçavam num salão do
Hotel Bragança
, com as duas janelas abertas para o rio. [...]»

Eça de Queiroz, Os Maias

Rua Vítor Cordon
Curiosidade
Segundo o Diário de Notícias, a Câmara de Lisboa confundiu o antigo
Hotel Bragança
da Rua do Alecrim, nº12, com o ainda mais antigo com o
Hotel Braganza
da rua Vítor Cordon (antiga Rua do Ferragial), esse sim citado por Eça na obra «Os Maias»
« Carlos lembrou-se logo da bonita casa do Craft, nos
Olivais
- como já noutra ocasião em que ela mostrara desejos de ir para o campo. Justamente, nesses últimos tempos Craft voltara a falar, e mais deciddo, no antigo plano de vende a quinta e desfazer-se das suas coleções. Que deliciosa vivenda para ela, artitstica e campestre, condizendo tão bem com os seus gostos!»

Eça de Queiroz, Os Maias

« (...) com que alegria, ao deixar os Olivais, correu à rua de S. Francisco a anunciar a Maria Eduarda, que lhe arranjara enfim definitivamente uma linda casa de campo (...) »

Eça de Queiroz, Os Maias
Full transcript