Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Efeito Fotoelétrico

No description
by

Giovanna Casagrande

on 23 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Efeito Fotoelétrico

Frequência que a luz incide
Albert Einstein
Um dos maiores físicos do mundo, Albert Einstein nasceu na Alemanha no dia 14 de março de 1879. No ano de 1903, casou-se com Mileva Maric, com quem teve três filhos. Einstein, no começo da Segunda Guerra Mundial, mudou-se para Suíça, onde logo depois foi para os Estados Unidos. No século 20 no âmbito das duas teorias que constituíram seus traços mais peculiares, Einstein iniciou suas pesquisas no ramo fotoelétrico.
A descoberta
Em 1887 Heinrich Hertz realizou as experiências que confirmaram a existência de ondas eletromagnéticas. Só em 1905 que Einstein comprovou sua teoria publicando três artigos que revolucionaram a física. Com esses artigos, recebeu o Prêmio Nobel.
Ec= hf – W
Sendo:
W: trabalho de arranque;
h: constante de Planck;
f: frequência da radiação;
Ec: energia cinética, dada por Ec = mv²/2.

Esse efeito pertence a mecânica quântica porque estuda as micropartículas da luz.


Por outro lado, um fenômeno da luz primeiramente observado pelo físico Alexandre Edmound Becquerel e confirmado pelo físico alemão Heinrich Hertz não tinha uma explicação plausível. Trata-se do efeito fotoelétrico, ou seja, o surgimento de corrente elétrica quando se incide luz sobre um metal. O curioso desse efeito é que ele somente ocorre em frequências da luz acima de determinado valor.
Efeito Fotoelétrico
ETEC "Armando Bayeux da Silva
Gilmar Praxedes Cassimiro
Giovanna Maria Stanfoca Casagrande
Giulia Freitas Cegagno
Júlia de Lima Ferreira
Raquel Luisa Litoldo dos Santos
No final do século XIX e começo do século XX, estava estabelecido que a luz era uma onda eletromagnética. Observava-se que a luz apresentava os fenômenos de interferência e difração, característicos do comportamento de uma onda. As equações do eletromagnetismo, desenvolvidas pelo físico escocês James Clerck Maxwell (1831-1879), demonstravam que a luz era a propagação ondulatória da combinação de campos elétricos e magnéticos.
Se você incidir uma luz vermelha, não importando a intensidade de luz, não haverá corrente. Mas, se você usar uma luz azul, a corrente aparecerá, mesmo com intensidade de luz menor. Esse resultado contradizia o que a teoria ondulatória da luz previa na época, pois a corrente deveria surgir com qualquer cor, dependendo apenas da intensidade.
Heinrich Hertz (1857-1894)
Alexandre E. Becquerel (1820-1891)
Música
Efeito fotoelétrico consiste na propriedade que a luz possui de arrancar elétron de um metal quando incide nele.
Existe uma frequência de corte para a radiação eletromagnética.
Abaixo da qual não ocorre o efeito fotoelétrico. Esta frequência de corte depende do material que constitui a superfície emissora.

Ec=h.F-W

Energia cinética igual a costante vezes a frequência da radiação menos o trabalho de arranque.
Referências
http://astropt.org/blog/2013/07/23/o-efeito-fotoeletrico/

http://www.if.ufrgs.br/einstein/efeitofotoeletricopremionobel.htm

http://cienciahoje.uol.com.br/colunas/fisica-sem-misterio/onda-ou-particula-uma-questao-de-interpretacao

http://www.fisica.net/quantica/efeito-fotoeletrico/

http://www.sofisica.com.br/conteudos/Otica/Refracaodaluz/cor_e_frequencia.php

http://www.brasilescola.com/fisica/luz-como-particula.htm

http://www.if.ufrgs.br/einstein/efeitofotoeletricodescoberta.html


http://www.infoescola.com/fisica/foton/
Profª: Ana Paula
Efeito Fotoelétrico
2ºC
Em 1915 apresentou sua teoria da relatividade geral. Em 1919 sua toria foi comprovada, ficando conhecido mundialmente. Em 1921 Einstein recebe seu prêmio Nobel sobre o efeito fotoelétrico, ele não pôde comparecer a cerimônia porque estava no Japão, por tanto o prêmio não foi entregue.
Entre1925 e 1928, ele foi presidente da Universidade hebraica de Jerusalém.
Einstein morreu em 1955 aos 76 anos em Nova Jersey.


Cotidiano
Uma das aplicações do efeito fotoelétrico foi na área de energia, pelas células fotoelétricas ou célula solar.
Outra aplicação é a iluminação pública de ruas e avenidas.
No setor de entretenimento, temos as portas automáticas de edifícios, shoppings e estabelecimentos comerciais.
Graças ao efeito fotoelétrico, tornou-se possível também :
. o cinema falado;
. construir maquinaria capaz de produzir peças sem intervenção alguma do homem;
. contagem do número de pessoas que passam por um determinado local,
. no funcionamento das câmeras de TV;
. nos óculos de visão noturna;
. nos relógios que funcionam com energia solar;
. aparelhos de controle automático de entrada no metrô;
.obtenção de energia dos satélites (comunicações);
. converter radiação em sinais elétricos (fotomultiplicadores; fundamentais em vários ramos de investigação) ou técnicas de imagem em medicina (PET, RMN).

Fóton
Finalmente, no início do século XX, em 1905, existiu alguém que comprovou a dualidade onda partícula da luz, explicando satisfatoriamente o efeito, dando o nome a partícula luminosa de fóton, esse cientista foi Albert Einstein, explicou o efeito fotoelétrico que o rendeu um prêmio Nobel pelo feito. Anteriormente, Max Planck já havia realizado pesquisas a respeito também.
Fóton
A luz é constituída por minúsculas partículas elementares, essas partículas foram denominadas como os fótons. Inúmeros são os questionamentos sobre os fótons, sem dúvida essas perguntas movem o desenvolvimento da ciência, o estudo dessas partículas vem se tornando cada vez mais comum e importante.
No entanto, a luz e seu comportamento nem sempre foram tão claros, sempre geraram inúmeras dúvidas para humanidade, inicialmente e até o século XIX, a suposição era de que a luz viajava a uma velocidade infinita, ou seja, ela era instantânea.
Luz é onda ou Partícula?
Finalmente, no início do século XX, em 1905, existiu alguém que comprovou a dualidade onda partícula da luz, explicando satisfatoriamente o efeito, dando o nome a partícula luminosa de fóton, esse cientista foi Albert Einstein, explicou o efeito fotoelétrico que o rendeu um prêmio Nobel pelo feito. Anteriormente, Max Planck já havia realizado pesquisas a respeito também.

O fóton, como qualquer partícula, possui uma certa energia, e a relação energia (E) e frequência (f), é proporcional e está relacionada por uma constante, a constante de Planck (h)
Full transcript