Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

2s-l1-bio1-mod4

Sistema respiratório
by

Isabela Troyack

on 22 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 2s-l1-bio1-mod4

A respiração orgânica consiste nas trocas gasosas que ocorrem nos seres vivos, compreende a entrada de oxigênio e a saída do gás carbônico do nosso corpo.

A respiração celular é a quebra da molécula orgânica, em presença de oxigênio, que promove a ' de energia para o trabalho celular. SISTEMAS RESPIRATÓRIOS Classificação dos seres vivos quanto ao oxigênio Seres Aeróbicos Necessitam do oxigênio para viver. Ex:Animais, vegetais Seres Anaeróbicos Não necessitam de oxigênio para obtenção de energia. Restritos
Morrem na presença de oxigênio.
Ex: Bactéria causadora do tétano Facultativos
Podem utilizar ou não o oxigênio para obtenção de energia. Ex: As leveduras Microscopia eletrônica da bactéria que causa o tétano Clostridium tetani Microscopia eletrônica de varredura (Saccharomyces cerevisiae) de células das leveduras que atuam na produção da cerveja. Nos vegetais, existem estruturas de trocas gasosas como: Trocas gasosas nos vegetais Estômatos Anexos da epiderme das folhas por onde entram e saem o oxigênio e gás carbônico. Controlam a transpiração, as trocas gasosas da fotossíntese e a respiração. Micrografia Eletrônica de Varredura colorida do estômato da parte inferior de uma folha de sabugueiro. Estômatos Os estômatos possuem duas células que diferem das demais da epiderme do vegetal, pois possuem cloroplastos. Essas células são denominadas de células guardas e delimitam um orifício denominado de ostíolo. Lenticelas Encontradas no caule e compreende aberturas do tecido suberoso (tecido morto) que permitem o arejamento do parênquima (tecido vivo,) encontrado no interior do caule Pneumatóforos e Raízes Respiratórias Raízes que possuem pequenos orifícios, denominados pneumatódios, por onde o ar penetra, permitindo as trocas gasosas. Muito comum em mangues. pneurmatóforos Pulmão dos Anfíbios Pulmão dos Répteis Pulmão das Aves Pulmão dos Mamíferos Os anfíbios são vertebrados que podem apresentar respiração branquial, tegumentar e pulmonar. Seus pulmões são do tipo saculiformes de paredes vascularizadas e com pouca capacidade de hematose (trocas gasosas). Logo, esses animais apresentam respiração tegumentar ou cutânea, auxiliando o processo de trocas gasosas. Os répteis apresentam respiração exclusivamente pulmonar.
Os seus pulmões possuem um maior número de dobras para o interior e apresentam alvéolos rudimentares. As aves são animais homeotérmicos, que necessitam de muito oxigênio. Os seus pulmões não apresentam alvéolos,
mas são ricos em canais, com capilares aéreos.
Os pulmões das aves estão ligados aos sacos aéreos que ainda podem estar ligados aos ossos ocos (ossos pneumáticos).
Os sacos aéreos, que se distribuem entre os órgãos são elementos importantes na manutenção da temperatura corpórea.
Nas aves o ar que é inspirado, passa pelos pulmões e vai para os sacos aéreos e na expiração retorna aos pulmões. Animais homeotérmicos: são aqueles que possuem a temperatura corpórea constante. Ex: Aves e Mamíferos Animais pecilotérmicos: são aqueles cuja temperatura varia conforme o meio. Ex: Peixes, anfíbios e répteis são ricos em alvéolos e apresentam uma grande superfície de trocas gasosas.
Os pulmões ocupam quase todo tórax e há músculos respiratórios como o diafragma e os músculos intercostais. Trocas Gasosas no Animais A maioria dos seres vivos necessita de oxigênio, para “queimar” substâncias orgânicas, como a glicose, com o objetivo de obter energia para o trabalho celular. meio ambiente Pulmão corrente sanguínea células Respiração orgânica respiração celular O2 CO2 O2 O2 CO2 CO2 Esquema simplificado da relação entre respiração orgânica e respiração celular Exercícios Resolvidos 1. (UFV-MG) Os esquemas abaixo representam alguns tipos de
adaptações respiratórias. A partir desses esquemas, resolva as seguintes questões:
a) Cite uma condição essencial para que ocorram trocas gasosas, como a exemplificada no esquema I.
b) Cite uma classe que apresente a estrutura de respiração
exemplificada no esquema II.
c) Cite o nome da estrutura representada no esquema III.
d) Em qual dos esquemas, I, II ou III, o sistema circulatório não
participa das trocas gasosas? 1. (UFV-MG) Os esquemas abaixo representam alguns tipos de
adaptações respiratórias. A partir desses esquemas, resolva as seguintes questões:
a) Cite uma condição essencial para que ocorram trocas gasosas, como a exemplificada no esquema I.
O ambiente onde ocorre esta respiração deve ser úmido, facilitando a difusão. Ou ainda o epitélio onde a troca ocorre deve ser fino.
b) Cite uma classe que apresente a estrutura de respiração exemplificada no esquema II.
Classe dos insetos que têm respiração traqueal.
c) Cite o nome da estrutura representada no esquema III.
Pulmões.
d) Em qual dos esquemas, I, II ou III, o sistema circulatório não participa das trocas gasosas?
No esquema II. Na respiração traqueal. Obs:
Na respiração traqueal o sistema respiratório não participa das trocas gasosas. 2. (UFRJ) O número de estômatos por centímetro quadrado é maior na face inferior do que na face superior das folhas. Há mesmo folhas de algumas espécies de plantas que não têm estômatos na face superior. Essa diferença no número de estômatos nas duas faces das folhas é uma importante adaptação das plantas. Explique a importância funcional dessa adaptação. 2. (UFRJ) O número de estômatos por centímetro quadrado é maior na face inferior do que na face superior das folhas. Há mesmo folhas de algumas espécies de plantas que não têm estômatos na face superior. Essa diferença no número de estômatos nas duas faces das folhas é uma importante adaptação das plantas. Explique a importância funcional dessa adaptação.
Durante o dia, a temperatura na face superior da folha é mais alta do que na face inferior, o que implicaria numa grande perda de água. O maior número de estômatos na face inferior evita essa evaporação excessiva, sem comprometer a absorção de CO2. 3. (UNICAMP-SP) Existem quatro tipos de sistemas para trocas gasosas nos animais:
1. Branquial.
2. Pulmonar.
3. Traqueal.
4. através da superfície do corpo.
a) Quais desses sistemas captam o O2 dissolvido na água e quais captam o O2 do ar?
b) Associe os tipos de sistemas aos seguintes animais: minhoca,
barata, camarão e medusa.
c) Os sapos, na fase adulta, apesar de respirarem por pulmões,
podem obter cerca de 25% de oxigênio necessário por outro meio. Cite esse meio. 3. (UNICAMP-SP) Existem quatro tipos de sistemas para trocas gasosas nos animais:
1. Branquial.
2. Pulmonar.
3. Traqueal.
4. através da superfície do corpo.
a) Quais desses sistemas captam o O2 dissolvido na água e quais captam o O2 do ar?
Captam o O2 dissolvido na água, animais que respiram por brânquias (I) e alguns animais que respiram através da superfície do corpo através (exemplo: celenterados). Captam o O2 dissolvido no ar os animais que realizam os tipos de respiração descritos nos números 2, 3 e 4.
b) Associe os tipos de sistemas aos seguintes animais: minhoca,
barata, camarão e medusa.
Minhoca – d – superfície do corpo.
Camarão – a – branquial
Barata – c – traqueal
Medusa – d – superfície do corpo
c) Os sapos, na fase adulta, apesar de respirarem por pulmões,
podem obter cerca de 25% de oxigênio necessário por outro meio. Cite esse meio.
Superfície do corpo, através da respiração cutânea. 4. Em que região do vegetal são encontrados os estômatos e as
lenticelas? 4. Em que região do vegetal são encontrados os estômatos e as
lenticelas?
Tanto os estômatos, encontrados nas folha, quanto as lenticelas, encontradas nos caules, são estruturas de arejamento da planta.
Os estômatos são modificações da epiderme das folhas e as lenticelas são modificações do caule. 5. Os insetos possuem sistema circulatório aberto e em sua hemolinfa não existem pigmentos como a hemoglobina ou a hemocianina _ pigmentos responsáveis pelo transporte de oxigênio em outros animais. A maioria dos insetos é capaz de voar por períodos longos, o que implica necessariamente grande esforço muscular associado a um consumo elevado de oxigênio. Explique como é possível para os insetos, na ausência de pigmentos transportadores, obter o oxigênio necessário ao vôo. 5. Os insetos possuem sistema circulatório aberto e em sua hemolinfa não existem pigmentos como a hemoglobina ou a hemocianina _ pigmentos responsáveis pelo transporte de oxigênio em outros animais. A maioria dos insetos é capaz de voar por períodos longos, o que implica necessariamente grande esforço muscular associado a um consumo elevado de oxigênio. Explique como é possível para os insetos, na ausência de pigmentos transportadores, obter o oxigênio necessário ao vôo.
O sistema respiratório dos insetos é traqueal. Neste sistema o oxigênio é conduzido pelas ramificações das traquéias diretamente às células. O “sangue” só transporta nutrientes.
Full transcript