Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Psicologia Humanista:

A terceira força
by

Lívia Nayara Tomás Silva

on 13 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Psicologia Humanista:

Psicologia Humanista Conclusão PSICOLOGIA HUMANISTA:
A terceira força Psicologia Humanista:
A terceira força Décadas de 50 e 60: contexto
Baixo prestígio: psicotestes (tecnicismo)
Crítica social: reprodução da exclusão
Dogmatismo questionado: reintegração
Ecologia, liberalidade
Psicanálise: patológico e inconsciente
Behaviorismo: estreito, superficial, reificante, artificial e estéril (organismos vazios, animais, robôs)
Pontos essenciais:
Ênfase na experiência consciente
Crença na integralidade da natureza e da conduta do ser humano
Concentração no livre arbítrio, na espontaneidade e no poder de criação do indivíduo
Estudo de tudo que tenha relevância para a condição humana Ênfase no poder do homem:
Suas aspirações positivas, experiência consciente, espontaneidade, criatividade e livre arbítrio (não o determinismo)
Estudo das características humanas:
Júbilo, satisfação, contentamento, êxtase, gentileza, generosidade, amor, ódio, medo, esperança, felicidade, bom humor, afeição, responsabilidade, sentido da vida
Críticas:
Definição, operacionalização, quantificação, manipulação (definição insatisfatória para os próprio humanistas)
O “Espírito” Cultural da época:
Contra-Cultura: Universitários e Alternativos (hippies)
Uso de alucinógenos e expansão da consciência
Grupos: compatíveis com os ideais da Psicologia Humanista:
Enforque na realização pessoal;
Crença na perfeição humana;
Ênfase no presente e hedonismo;
Exteriorização do self (vazão dos conteúdos da mente);
Valorização dos sentimentos e emoções em oposição à razão e o intelecto.


Abordagem terapêutica diferente: foca na saúde
Movimento do potencial humano (Déc. de 60: milhões)
Terapias de crescimento pessoal
(treinamentos de sensibilidade e grupos de encontro)
Saúde psicológica e auto-realização
Aumento do nível de consciência
Melhora dos relacionamentos intra e interpessoal
Potenciais ocultos: criatividade e auto-desenvolvimento
William JamesA Psicologia da Consciência Anti-mecanicista, focado na consciência e na integralidade
Interesses:
Do funcionamento cerebral ao êxtase religioso;
Da percepção espacial até a mediunidade psíquica;
Foco de sua teoria:
Compreensão e explicação das unidades básicas do pensamento:
Características do pensamento;
Atenção em si e não nos seus objetos
Hábito e não nas constelações de hábitos
Sentimento de racionalidade
A Personalidade emerge da interação entre as facetas instituais e habituais da consciência e os aspectos pessoais e volitivos. Abraham Maslow Pai da Psicologia Humanista e deu respeitabilidade científica;
IntereAbraham Maslow sse na compreender as grandes realizações humanas;
Dizia ter tido uma infância infeliz e que “... Toda força motivadora da minha filosofia de vida e toda minha pesquisa e teorização também têm raízes no ódio e na revolta contra tudo que ela representava”.
AUTO REALIZAÇÃO
Toda pessoa é dotada de uma propensão inata à auto realização;
Mais elevada necessidade humana que envolve o uso ativo de todas as qualidades e habilidades, além do desenvolvimento e aplicação plena do potencial individual.
NECESSIDADES BÁSICAS DO SER HUMANO
Fisiológicas
Segurança
Pertinência
Amor
Estima
Auto-realização
CARACTERÍSTICAS DAS PESSOAS SAUDÁVEIS Percepção objetiva da realidade;
Plena aceitação da própria natureza;
Compromisso e dedicação a algum tipo de trabalho;
Simplicidade e Naturalidade do comportamento;
Necessidade de Privacidade, autonomia e independência;
Experiências de “pico” ou “místicas intensas”
Empatia e afeição pela humanidade;
Resistência ao conformismo;
Estrutura de caráter democrático;
Atitude de criatividade;
Alto grau de interesse social.

OS PRÉ REQUISITOS PARA A AUTO-REALIZAÇÃO
Amor suficiente na infância
Satisfação das necessidades fisiológicas
Satisfação das necessidades de segurança
Amor, estabilidade e respeito por parte dos pais

FIDEDIGNIDADE DA PESQUISA QUESTIONADA
- Amostragem pequena e insuficiente para as generalizações
- Seleção da amostra com base em critérios subjetivos e conceitos ambíguos e inconsistentes.
- Considerou um trabalho preliminar e afirmou que seus resultados seriam confirmados por futuras pesquisas, o que realmente veio a acontecer mais tarde.
Full transcript