Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ECOPOÉTICA

No description
by

adilson siqueira

on 6 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ECOPOÉTICA


ECOPOÉTICA
Definição do conceito

4 -Transdiciplinaridade na ação comunitária
Refere-se ao trabalho transidisciplinar realizado através das disciplinas/áreas de conhecimento e dentro das comunidades e espaços-tempos
1-Ecopoética: um neologismo
Ecopoética é a versão artístico-estética de Ecopoiesis, neologismo que foi criado (1990) pelo geneticista e biofísico canadense Robert Haynes a partir do grego, οικος, casa, e ποιησις, a produção. Ecopoiesis refere-se à origem, à produção de um ecossistema. No contexto da exploração espacial, Haynes descreve ecopoiesis como a "fabricação de um ecossistema sustentável em um planeta sem vida, estéril". Ecopoiesis é um tipo de engenharia planetária e é uma das primeiras etapas da terraformação. Esta fase primária de criação de ecossistema é geralmente restrita à semeadura inicial de vida microbiana.
6 - Espaços de Possibilidades - urbanos e naturais
Neste contexto, a partir da
Análise Institucional
, realiza ações diversas em espaços - denominados
Espaços de Possibilidades
- urbanos e naturais e em comunidades distintas, tratando de questões ligadas ao dia-a-dia daqueles integrantes da população atingidos, de alguma forma, pelas consequências causadas amum ou mais temas vinculados à sustentabilidade ampla, como morar de morros e varzeas ocupados sem planejamento, rios, córrego e riachos assoreados e/ou poluídos, lixo doméstico e industrial mal destinados, saneamento básico precário, enchentes, desabamentos, poluição do ar, visual e sonora, e condições socioeconômicas e identitárias precárias, etc
2 - Poética do fazer artivista
No contexto das pesquisas do GTRANS, ecopoética esta intrinsecamente relacionada a essa idéia enquanto a proposição de uma poética do fazer artístico que seja ativista
(artivista)
e esteja diretamente relacionada com a criação de um mundo sustentável mental (subjetiva), ecológica e socialmente, conforme proposto por Felix Guattari, tanto em seu processo criativo quanto em relação aos produtos dele advindo, os quais, por princípio, devem
abordar e questionar
os conflitos :
éticos,
emocionais,
profissionais,
psicológicos e;
legais
que envolvem os humanos nas relações com a presente cultura de insustentabilidade.
Neologismo criado em 2009 pelo Prof. Dr. Adilson Siqueira no contexto do projeto de pesquisa e ação docente apresentado ao Departamento de Letras e Artes e Cultura da Universidade Federal de São João del-Rei, MG quando de seu ingresso para servir como docente no Curso de Teatro.

http://ww.arteesustentabilidade.com/
http://www.arteesustentabilidade.com/nucleo-de-arte-e-sustentabilidade
http://www.arteesustentabilidade.com/pesquisas-e-acoes
http://www.arteesustentabilidade.com/ecolab
desde então o conceito vem sendo pesquisado e ampliado no ambito do GTRANS-Grupo Transdisciplinar de Pesquisa em Artes, Culturas e Sustentabilidade
http://www.ufsj.edu.br/teatro/
Adilson Siqueira
Facebook: http://www.facebook.com/adilson.siqueira

Twitter: @negrados

Plataforma Lattes (Curriculum): http://lattes.cnpq.br/0140391284870531

Agendamento de reuniões: http://doodle.com/negrados
Produção bibliográfica já realizada
ARTE E SUSTENTABILIDADE: ARGUMENTOS PARA A PESQUISA ECOPOÉTICA DA CENA
https://www.researchgate.net/publication/44180966_ARTE_E_SUSTENTABILIDADE_ARGUMENTOS_PARA_A_PESQUISA_ECOPOTICA_DA_CENA

ECOPOÉTICA E CORPOREIDADE: O LUGAR DO CORPO DO ATORDANÇARINO NA RELAÇÃO ENTRE ARTE E SUSTENTABILIDADE
https://www.researchgate.net/publication/284720214_ECOPOTICA_E_CORPOREIDADE_O_LUGAR_DO_CORPO_DO_ATORDANARINO_NA_RELAO_ENTRE_ARTE_E_SUSTENTABILIDADE

TECENDO POÉTICAS: DA AUTOPOÉTICA À ECOPOÉTICA
https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=sites&srcid=YXJ0ZWVzdXN0ZW50YWJpbGlkYWRlLmNvbXx3d3d8Z3g6MThjNjNlMjQyZDc4NjlhMg
Artivismo
- Criações estéticas para ações políticas e sociais
- produção artística que se origina do desejo de provocar ou explicitar uma causa, independente da sua natureza e também em ações sociais e políticas que se valem de estratégias artísticas, estéticas ou simbólicas.
Performance artivista
Mais?
http://www.artecapital.net/estado-da-arte-45-rui-mourao-os-nossos-sonhos-nao-cabem-nas-vossas-urnas-quando-a-arte-entra-pela-vida-adentro-parte-i
Mais sobre artivismo?
https://cadernosaa.revues.org/909
Trata a atividade artística não como ato estetico-formal mas como intervenção na sociedade de modo a criar - em consonância com o que esta por tráz do neologismo ecopoetica - um novo ambiente, novas formas de relações sociais, um novo ethos social e individual - que resulte num individuo e numa sociedade comunitariamente resiliente e auto-organizada, o que é realizado nos assim denominados
Espaços de Possibilidades.
Essa intervenção é realizadda de maneira estetica.
3 - Intervenção socio-espacial
Concentra a atenção na teia de interrelacoes sistemicas existente no ambiente (natural, humano e nao-humano) em especial no que diz respeito
aos aspectos fisicos, biologicos, culturais, politicos, historicos e sociais desde a perspectiva da sustentabilidade ampliada, que é concebida como sendo a
1) conexão intrínseca entre
2) Justiça Social,
3) Cultura de paz,
4) Democracia,
5) Auto-determinação,
6) Qualidade de vida e
7) Meio ambiente.

5 - Abordagem sistêmica
Estes temas são abordados desde a perspectiva dos conflitos
éticos,
emocionais,
profissionais,
psicológicos e;
legais
que acometem o humano em suas relações antropocênticas com a presente cultura de insustentabilidade
De modo a
fomentar
através do simbolismo artístico, da subjetividade e da prática comunitária, a
mudança
destas práticas
mais informações básicas sobre sistema?
http://www.infoescola.com/filosofia/sintese-teoria-geral-dos-sistemas/
7 - Abordagem dos conflitos
Ecopoéticas Cênicas e Performáticas - Comunidade
https://www.facebook.com/ecopoeticas.cenicas/

A organização da vida em sociedade é produto da invenção humana e, como tal, está em constante movimento de construção e desconstrução, num devir que não cessa de ser produzido. Na tentativa de garantir certa estabilidade para a organização social, algumas dessas produções tornam-se extremamente cristalizadas. Baremblitt (1996) denomina esta cristalização como “instituído” que serve para regular as atividades humanas, essenciais para à vida em sociedade. Conjuntamente a esta dimensão instituída, o movimento de criação continua existindo, sendo então denominado como “instituinte”, ou seja, uma abertura para a experimentação do novo e para o questionamento das regras que estão em funcionamento.
Análise Institucional
São 7, os elementos

que definem e compõem o conceito de
Ecopoética
.

Estes 7 elementos foram definidos em 2009 e desde então, as pesquisas e ações de ensino e extensão conduzidas no âmbito do GTRANS e do Curso de Teatro, têm complementado e refinado os elementos.
O conceito de SUSTENTABILIDADE no GTRANS
O conceito utilizado é o de SUSTENTABILIDADE AMPLIADA
por compreender

conexão intrínseca entre
Justiça Social,
Cultura de paz,
Democracia,
Auto-determinação,
Qualidade de vida e
Meio ambiente.
ESPAÇOS DE POSSIBILIDADES
É aquele que é criado por um grupo de pessoas no qual os valores e práticas cotidianas dos membros conferem forma e significado às suas aspirações de criar um espaço que não só critica as formas existentes de trabalho, relações sociais, ambientais, interespécies, mas que também coloca em prática outras possibilidades que dão ênfase às relações recíprocas e
priorizam a ação coletiva , o igualitarismo e a autonomia
ORIGENS
Espaços de possibilidades

A expressão está vinculada ao Conceito de heterotopia de Henry Lefebvre "delineia espaços sociais liminares de possibilidade onde 'algo diferente' não só é possível, mas fundamental para a definição das trajetórias revolucionárias.

Este 'algo diferente' não é necessariamente o surgir de um plano consciente, mas o que as pessoas fazem, sentem, percebem, e articulam, como elas buscam significado em suas vidas diárias.

Estas práticas criam espaços heterotópicos em todo o lugar. Não temos que esperar a grande revolução para constituir esses espaços. De acordo com a teoria de um movimento revolucionário. de Lefebvre, é o contrário: surge de maneira espontânea em um momento de "irrupção", quando grupos heterotópicos díspares de repente veem, mesmo que apenas por um momento fugaz, as possibilidades de ação coletiva para criar algo radicalmente diferente (Harvey , 2012, p.17).

Exemplo de Perguntas geradoras de Possibilidades
• Como seria um mundo melhor;
• Quais tipos de práticas institucionais, de mudanças sociais e políticas são possíveis;
• como devemos proceder ao nos envolvermos com tais questões, e
• se as alternativas desenvolvidas são um desafio que os teóricos e críticos devem aceitar.

A redefinição do espaço como espaços de possibilidade é feita através de intervenções táticas que sirvam de inspiração para os outros para usarem o espaço de forma criativa.
Cria-se uma heterotopia aproximando(agrupando) e criando uma situação social diferente em torno de um projeto de construção comum.
É importante ressaltar o fato de que a heterotopia, o espaço de possibilidades, é temporária, assim como o é qualquer espaço social.
Os forasteiros plantar a semente para o projeto a crescer para os moradores para levá-lo ainda mais.

Referências
Harvey, D., 2012. Rebel cities: from the right to the city to the urban revolution. London: Verso.
Certeau, M.d., 1984. The Practise of Everyday Life. Berkeley: University of California.

Produção Artistica já realizada

Lixeiras” – 2009.
Lavadeiras – 2009.
Retratos Insustentáveis – 2010/2011.
Escolhos de Zinco - 2011.
Tú não te moves de ti – 2013-2014
A Cidade das Miragens – 2014-2015
7 Dias em Tiradentes (MG) - 2013
3 Dias em Óbidos (PA) - 2014
7 Praças em - 2015

Full transcript