Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Programação Visual do Painél e a Apresentação

Aula 3
by

Maryana Pinto

on 23 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Programação Visual do Painél e a Apresentação

programação visual dos painéis de
arquitetura
a apresentação de um
projeto de arquitetura
(desenhos, croquis, gráficos,tabelas, etc.) deve estar organizada de maneira que as
informações sejam transmitidas de forma clara.
os painéis devem
comunicar
principalmente pelos aspectos
visuais

(ainda que sejam desenhos técnicos)

os textos devem ser explicativos

e servir apenas de apoio
para a introdução e demais
generalidades.
premissas básicas
o que é programação visual ?
a programação visual pode
ser compreendida como uma
atividade de ordenação de
formas.

no caso das pranchas de arquitetura produz-se uma página impressa organizada segundo um layout (
inclui-se assim as mais diversas características:valores visuais, hierarquias de leitura, aspectos compositivos,etc.)
.
no planejamento visual
gráfico, há princípios de
soluções criativas de design,
elaborando uma proposta
cuja
ordem é pensada para atingir
determinados objetivos
articulados no contexto do
veículo.
considere sempre a natureza
da informação que se quer
transmitir e o público leitor.
desenhos, gráficos,
esquemas, diagramas ou tabelas
facilitam enormemente a
compreensão, por possuir
caráter de síntese.
o que devo colocar numa prancha ?
Renzo Piano
Paulo Mendes da Rocha
não existem regras absolutas,
a montagem de uma prancha exige
sensatez, os elementos apresentados devem possuir inter-relações que os justifiquem.
utilize as informações que
realmente interessam:
as
imagens mais consistentes
(impactantes, de boa qualidade
de resolução e visualização),
os textos curtos e didáticos.
Oscar Niemeyer
busque novas maneiras de
comunicar idéias
(nesse plano,
a forma com que se
comunica é tão importante
quanto o conteúdo)


lembre-se que o conteúdo muitas
vezes é
indissociável da forma.
desenho esquemático
Lúcio Costa
modelos de gráficos
gráficos fazem com que os dados se tornem: mais interessantes, atrativos e
fáceis de compreender.
desenho esquemático
Lelé
organograma
como devem ser inseridos os textos?




Escrever numa prancha cumpre
determinados objetivos e é
muito
diferente de escrever um texto
comum.


Os textos devem ser curtos e
objetivos.
A idéia é que a parte
visual estabeleça uma
compreensão sem muitas
intermediações direcionadas.


Agrupe as informações
similares (estabelecendo uma
ordem), ajudando o leitor a
percorrer todos os dados e se ater
ao que realmente lhe interessa.


Quando houver vários blocos de
texto é melhor que eles sejam do
mesmo tamanho, produzindo
uniformidade visual.





Revise todo o conteúdo antes de
entregar.

TÍTULOS / SUBTÍTULOS

Utilize frases que evidenciem a
parte gráfica, gerando uma
reiteração dos conteúdos.

É sempre preferível ir direto ao
assunto. Evite confusões na
cabeça do leitor. Figuras de
linguagem (metáforas, elipses,
sinédoques, etc.) são
interessantes mas não devem
gerar problemas.
identidade visual da prancha
Tadao Ando
Zaha Hadid
Professores:
Maria Eliana Jubé Ribeiro - Lana
Deusa Maria R. Boaventura.
Suzy Suely P. Simon
Leônidas Albano da Silva Júnior
Maryana de Souza Pinto
Viviane de Souza Cruz e Silva
Flavio Paula Paraguassú
Luri Sabina
Flavio de Carvalho Araújo
Rodrigo Santana Alves

modificado do original de:
Fábio Lima
PUC GOIÁS
diagramas conceituais
VOCÊ SABE O QUE É PAINEL DE ARQUITETURA ?
9ª BIA - sala exposição 2011
9ª BIA - sala exposição 2011
concurso público - museu de arte moderna Opole - Polônia
concurso público - museu de arte moderna Opole - Polônia
sala especial - Arquitetura Escandinava
12ª Bienal de Veneza
exposição “Senac faz Arquitetura”
9ª BIA - SÃO PAULO
exposição “Senac faz Arquitetura”
9ª BIA - SÃO PAULO
identificação do discurso visual

- mesma tipografia para textos e repetição das cores para as delimitações gráficas;
- texto alinhado sempre à esquerda;
- fotografias com mesmas características de
luminosidade e aspectos tonais;
- diagramação estritamente ortogonal;
- desenhos técnicos em branco, com alto
contraste ao fundo;
- carimbo embaixo, à esquerda,
“conjunto de elementos
gráficos que irão formalizar
uma ‘personalidade visual’”.
Gilberto Strunck.

os desenhos e todos os recursos
gráficos devem formar
um conjunto harmônico e
integrado, em consonância com
a proposta geral.

pode ser constituída de
elementos identificadores e
representativos de uma
pessoa, grupo ou empresa
UFRJ
trabalho final de graduação
Gustavo Amorim
concurso público -
museu em Miami Beach
concurso público -
museu em Miami Beach
concurso público -
museu em Miami Beach

Concurso CBCA para jovens arquitetos
fonte:www.concursosdeprojeto.org
Concurso Hotel Paineiras
fonte:www.concursosdeprojeto.org
grid / layout
o grid organiza um conteúdo
específico em relação ao
espaço que ele irá ocupar.

É constituído por guias
delimitadoras das massas de
textos e imagens, para poder
obter melhor controle dos
pesos visuais e garantir uma
composição mais agradável.





“menos é mais”
(Mies van der Rohe)
elabore um layout limpo,
elegante, simples.

não se esqueça nunca dos
espaços vazios. Tão
importante quanto os espaços
cheios estes estabelecem
contraste e um momento de
“respiro” ou de “alívio” por entre
as massas gráficas.
estabelecer uma ênfase não somente na
unidade ,
mas igualmente no conjunto
dentro de uma possível ordem de leitura.

observar relações que devem ser
planejadas entre as divisões horizontais
e verticais e como estas se relacionam
no aspecto global do design.

o grid proporcionará um sentido de
seqüência, de unidade, mesmo que haja
variações consideráveis no conteúdo de
cada unidade.
cores
não exagere nas cores,
principalmente no fundo. Seja
cauteloso porque elas geram
impressões fortes,
produzindo
um tipo de “clima” na leitura.

texturas e marcas d'água
devem ser evitadas porque
tendem a poluir e gerar ruídos
(distúrbio de leitura e
compreensão das coisas).
tipografia
adote uma tipografia
simples, que proporcione
boa legibilidade.


faça uso de poucas
fontes, variando a escolha
entre os títulos e o corpo do
texto.
A escolha para os
títulos e subtítulos
personaliza o projeto (pense
em tipos que tenham
afinidade com o assunto, que
denotem coerência formal).
A
pouca variação das letras
gera um conforto para quem
lê, obtendo uma organização
nas divisões dos assuntos.


as fontes do tipo “bastão”
apresentam um caráter mais
despojado
por não conterem
serifas. Ex.: Arial, Bauhaus,
Eras, Futura, Helvética, etc.
Não misture fontes de caráter
diferentes (ex. com e sem serifa).
carimbo
suporte
papel color set
papelão paraná
papel foam
Concurso Latinoamericano de Idéias para estudantes - Brasilia +50
fonte:www.concursosdeprojeto.org
Concurso Latinoamericano de Idéias para estudantes - Brasilia +50
fonte:www.concursosdeprojeto.org
Concurso Latinoamericano de Idéias para estudantes - Brasilia +50
fonte:www.concursosdeprojeto.org
retirado do livro -
Panel Layout for Competition
retirado do livro -
Panel Layout for Competition
retirado do livro -
Panel Layout for Competition
retirado do livro -
Panel Layout for Competition
retirado do livro -
Panel Layout for Competition
retirado do livro -
Panel Layout for Competition
retirado do livro -
Panel Layout for Competition
Programação visual dos painéis de
arquitetura
considere sempre a natureza
da informação que se quer
transmitir e o público leitor.
Paulo Mendes da Rocha
e a apresentação do Projeto
Gestalt - fundamentação Teórica
Livro: Gestalt do Objeto
Sistema de Leitura Visual da Forma
João Gomes Filho
Informação clara e objetiva
a escala define o nivel de detalhamento
organizar as informações para facilitar a leitura
Como lemos um painel?
Existem áreas centrais e periféricas
pode-se direcionar a localização dos principais elementos do painel,
tornando-os mais ou menos visíveis.
Regra dos terços
simétrico
assimétrico
composto
O Título do trabalho
O Subtítulo deve ter "peso" menor
O Corpo geral do texto com enfase menor
APRESENTAÇÃO DO PROJETO
- Fale de forma CLARA e com MOTIVAÇÃO

- Seja formal

- Não use gírias

- Não faça piadas

- RESPEITE OS MEMBROS DA BANCA
- Use roupas neutras (formais)

- Fale do projeto e não do SEU PROJETO.

- Estabeleça uma comunicação geral com a
platéia.
PLANEJAMENTO DA APRESENTAÇÃO
- Faça um roteiro da apresentação

- Elabore e ordene a apresentação dentro de uma ordem e sucessão.

- Não gaste muito tempo no histórico/
conceituação. Seja objetivo.

- Domine o Conteúdo/ Aprofunde para defender.
Pictograma
Ideograma
Ideograma
Hieróglifos
Etrusca
Romana
PelamordeDeus
Full transcript