Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PRECONCEITO, ESTEREÓTIPO E DISCRIMINAÇÃO

No description
by

Leriane Bento

on 4 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PRECONCEITO, ESTEREÓTIPO E DISCRIMINAÇÃO

Preconceito Estereótipo Discriminação Falar em preconceito em uma sociedade reconhecida internacionalmente por ser um “melting pot” é uma tarefa complicada. O dia a dia no Brasil não reconhece o preconceito, e este tema é desviado nas casas, escolas e nos mais diversos ambientes sociais. Questões Delatam níveis de estereótipo, preconceito ou discriminação que nós temos com algum grupo social . Quantos amigos negros você tem? Quantos amigos homossexuais você tem? Quantos são deficientes físicos? De religião diferente? De classe social diferente da sua? Quantas vezes você já viajou com gente de idade bem diferente? Quantas vezes você já viu negros viajando no mesmo avião que o seu? E no ônibus? Sua mãe ganha, ou já ganhou, mais que seu pai? Quando caminha em algum lugar desconhecido e algum negro vem em sentido oposto, com medo, você troca de lado na rua? O que você pensaria se seu chefe fosse muito mais jovem que você? Quantas empresas conhecidas por você empregam pessoas com mais de 45 anos? Exemplos de discriminação sutis produções dos estúdios Walt Disney – príncipes e as mulheres indefesas são sempre brancos a televisão não apresenta expressões de afeto entre parceiros gays; teledramaturgia em geral representa pessoas transexuais de forma apelativa ou erotizada compartilhamento das chaves das casas, nas entradas dos prédios, no elevador de serviço, no serviçal que não come na mesma mesa que os patrões e em muitos casos, não ao mesmo tempo . O preconceito é uma manifestação que ocorre nos diversos níveis sociais e educacionais da sociedade e seria ingênuo acreditar que eu ou você não temos preconceito. No linguajar comum preconceito, estereótipo e discriminação se equivalem, mas, em termos acadêmicos e jurídicos, não. Há um encadeamento lógico : Preconceito Estereótipo Discriminação Juntamos pessoas em grupos para que possamos interagir com elas;
ex.: se virmos alguém de terno e gravata vamos reagir diferente de alguém vestido de chinelo e bermuda. A partir desses grupamentos, fazemos julgamento sobre esses grupos. Assim, agrupamos os biólogos, os advogados, os heterossexuais, os homossexuais, e julgamos eles de alguma forma.
Ex.: biólogos são legais, advogados são chatos. Comportamento que ocorre de acordo com o julgamento que fazemos. Estereótipo importante objeto de estudo da psicologia social;
é a base do preconceito
é atribuição de crenças que se faz a grupos ou pessoas (consciente ou inconscientemente);
crenças e atributos compartilhados sobre um grupo; essas crenças compartilhadas são generalizações que se fazem sobre os grupos; podem ser positivos, negativos , e apresentam intensidades diferentes;
pode ser considerado como sendo o componente cognitivo do preconceito. é impossível não existirem estereótipos;
necessário para a sobrevivência do ser humano (útil para vivermos em sociedade e interagirmos com outros seres humanos);
baseados em generalizações muito superficiais;
participam de maneira essencial na formação da autoimagem das pessoas. a ativação do sistema cognitivo para tomarmos decisões baseadas nos estereótipos está pautada em uma ativação automática que nos esforçamos ao mínimo para buscarmos aquela informação.
a autoimagem é impactada pelo estereótipo e vice versa. Para você, todos os travestis são cabelereiros e/ou fazem prostituição? Preconceito palavra derivada do latim "praeconceptu".
Significados (Dicionário Aurélio):
1. conceito ou opinião formados antecipadamente, sem maior ponderação ou conhecimento dos fatos;
2. julgamento ou opinião formada sem se levar em conta o fato que os conteste;
3. suspeita, intolerância, ódio irracional ou aversão a outras raças, credos, religiões etc. Atitude relacionada a crenças com relação ao objeto.
O que seria essa atitude?
- Três componentes: cognitivo, afetivo e de intenção comportamental.
Afeto ligado à crença deve ser necessariamente negativo para se caracterizar preconceito;
Outros autores afirmam que o preconceito pode ser tanto positivo quanto negativo. Respostas afetivas são mais rápidas que as respostas cognitivas;
Interação entre o componente afetivo do preconceito e a cognição;
Controle para diminuição desse fenômeno complexo. Alguns autores afirmam que:
- Preconceito seria inerente à natureza humana - mecanismo de defesa e interação social;
- Poderia advir de um processo de aprendizagem ou do contexto social e cultural do indivíduo - padrões de comportamento aceitos pelos grupos sociais;
- Poderia ser expressão patológica do ser humano - fazer parte de sua personalidade, por exemplo; Nas palavras de Karagiannis (1999, p. 21), “a exclusão nas escolas lança as sementes do descontentamento e da discriminação social. A educação é uma questão de direitos humanos (...)”. Como mensurar o preconceito? Atribuição de causalidade para grupos sociais; Estratégia das bonecas para crianças; Descrição de requisitos para adultos; Como reduzir o preconceito?
- Reflexão crítica;
- Diálogo;
- Ação em relação à atitude; Discriminação Nos comportamos de maneira discriminatória com grupos sociais por sermos guiados pela lei do menor esforço;
Tipos de discriminação:
- quanto à raça;
- quanto ao gênero;
- quanto à opção sexual;
As mais variadas manifestações de discriminação se apresentam nas relações de exploração, principalmente no mundo do trabalho. Como mensurar a discriminação? Realizando censos;
Estudos Brasileiros 1. Em matérias jornalísticas com o tema violência contra a mulher, a imprensa trata aquela como sujeito frágil, incapaz: “coitadismo”. Por outro lado, relatos de violência contra homens não tem o mesmo enfoque.

2. Um estudo de 2000 revelou que um homossexual foi assassinado a cada dois dias em função de sua orientação sexual; Por que discriminamos? Principal explicação: legado histórico e circunstâncias sociais. Exemplo: discriminação racial, no Brasil, como produto do período escravocrata.

Outra tentativa de explicar a discriminação se baseia no indivíduo: delegar a um sujeito a responsabilidade de emitir comportamentos, como o genocídio dos judeus - PERSONALIDADE AUTORITÁRIA. Como reduzir a discriminação? Reflexão crítica Ficar parado e não fazer nada é uma das formas mais eficazes de manutenção do preconceito e discriminação por parte daqueles que detêm o poder. Constituem objetivos fundamentais da República do Brasil:

IV. Promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. Constituição Federal, art. 3º
Full transcript