Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

OGM

No description
by

Rodrigo Miyashiro Mucci

on 18 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of OGM

Organismos Geneticamente Modificados
Organismos Genéticamente modificados
O que é um Organismo Genéticamente Modificado ?

Entende-se por organismo genéticamente modificado (OGM) todo o organismo cujo seu material genético foi manipulado de modo a favorecer alguma característica desejada.
Normalmente os OGMs refere-se aos organismos transgénicos, mas estes não são exatamente a mesma coisa.
Um transgénico é um OGM, mas um OGM não é obrigatoriamente um transgénico.
Um OGM é um organismos cujo material genético foi manipulado e um transgénico é um organismo que possui um ou mais genes (uma porção de DNA) de outro organismo no seu material genético, uma bactéria, por exemplo, pode ser modificada geneticamente para expressar mais vezes uma proteína, mas não é um transgénico, já que não recebeu nenhum gene de outro ser vivo.
A engenharia genética permite manipular diretamente genes de determinados organismos, possibilitando isolar e transferir genes responsáveis pela produção de certas substâncias, para outros seres vivos que não produzam essas substâncias, de modo a serem funcionais nesses seres.
A técnica de DNA recombinante permite juntar na mesma molécula de DNA genes provenientes de organismos diferentes.
Possibilita retirar genes de uma espécie e introduzir em um microrganismo, que posteriormente se vai multiplicar e assim produzir inúmeras copias desse gene e consequentemente o produto desse gene.
É possível, por exemplo, introduzir um gene humano, numa bactéria, para que elas produzam uma determinada proteína humana.
Segundo o método de bombardeamento, micropartículas de um metal (tungstênio ou ouro) são revestidas por fragmentos de DNA contendo os genes selecionados.
Através de um aparelho ("canhão de genes"), as partículas são aceleradas a altas velocidades e bombardeiam o tecido vegetal que vai sofrer a transformação.
As partículas penetram nas células e libertam os fragmentos de DNA. As células da planta assimilam os genes e alguns passam a integrar o genoma.
Aplicações da Tecnologia dos Organismos Geneticamente Modificados
Terapia Génica

Os alimentos podem ser enriquecidos com componentes essenciais como vitaminas que dificilmente são encontradas em quantidades suficientes em alimentos naturais.
Barateamento de alimentos por conta da redução de prejuízos nas lavouras provocada por plantas mais resistentes a insetos, pragas, herbicidas, fungos entre outros.
Crescimentos do cultivos em ambientes adversos ou hostis.
Impactos sobre a biodiversidade. A agricultura e o ambiente serão alterados irreversivelmente. As culturas geneticamente modificadas podem ter uma vantagem competitiva em relação às plantas e animais que existem nas zonas em que são plantadas.
O lugar em que o gene é inserido não pode ser controlado completamente, o que pode causar resultados inesperados uma vez que os genes de outras partes do organismo podem ser afetados.
Não se sabe se os alimentos transgénicos não afectam a saúde humana. A técnica utilizada é muito recente para poder garantir que não surjam problemas no futuro visto que mesmo pequenas alterações podem produzir grandes impactos ao longo de gerações.
Efeitos colaterais que não podem ser previstos.
Técnicas de Manipulação genética
DNA Recombinante
Bombardeamento de partículas

Uma das aplicações mais importantes dos organismos geneticamente modificados, é a terapia génica, ou Geneterapia, que se baseia na introdução de genes nas células e tecidos de indivíduos que possuam uma doença causada pela deficiência desse gene, técnica comum em tratamento de doenças hereditárias.
Embora seja uma terapia em estado primitivo, tem revelado bons resultados.
Animais e plantas transgênicas resultam de experimentos de engenharia genética nos quais o material genético é movido de um organismo a outro, visando a obtenção de características específicas.
Animais e Plantas transgênicas
Desvantagens
Vantagens

Embora o código genético seja o mesmo em todos os organismos, o mecanismo que regula a ativação dos genes é diferencial. Um gene de uma bactéria não trabalhará de maneira correta caso seja introduzido em uma planta sem as devidas modificações.
Assim, a engenharia genética constrói em primeiro lugar um transgene. Este contitui-se em um segmento de DNA contendo o gene de interesse e um material extra que serve como regulador do funcionamento deste transgene em um novo organismo.
Como funcionam as técnicas transgênicas:
Animais transgênicos: cópias de um transgene são usualmente injetadas diretamente dentro de um ovo fertilizado, o qual é implantado diretamente no trato reprodutivo da fêmea. Entretanto, há dificuldades em se controlar com precisão o local, ao longo do cromossomo, onde ocorrerá a insersão desse transgene. Isso pode causar variação na maneira de expressão do transgene, podendo inclusive destruir um gene já presente no organismo. Percebe-se que este processo é trabalhoso e pouco eficiente. Menos de 5% de todos os embriões manipulados apresentam sucessos. Novos métodos vem sendo estudados.
Cópias de um transgene são usualmente injetadas diretamente dentro de um ovo fertilizado, o qual é implantado diretamente no trato reprodutivo da fêmea.
Entretanto, há dificuldades em se controlar com precisão o local, ao longo do cromossomo, onde ocorrerá a insersão desse transgene. Isso pode causar variação na maneira de expressão do transgene, podendo inclusive destruir um gene já presente no organismo.
Menos de 5% de todos os embriões manipulados apresentam sucessos.
Chama-se Ruppy – diminutivo de Ruby Puppy – e é o primeiro cão clonado, no caso uma cadela, que em conjunto com outros quatro irmãos produz uma proteína que sob uma luz ultravioleta reluz um vermelho fluorescente (ou rubi). Rubby foi criado pela equipe de Lee Byeong-Chun da Universidade de Seul e é apresentado como o primeiro cão transgénico do mundo. A equipe criou os cães através da clonagem de células de fibroblasto com um gene florescente produzido pelas anémonas.
Todas as células de uma planta apresentam a capacidade de se desenvolver em uma planta (são conhecidas como células totipotentes).
Assim, a inserção dos trangenes é relativamente simples.
O transgene pode ser introduzido dentro de uma única célula através de técnicas físicas e biológicas, incluindo bactérias .
Isso acaba por regenerar uma planta transgênica.
Técnicas de culturas de tecido permitem que estas células transformadas sejam propagadas de forma a permitir o desenvolvimento de plantas transgênicas.
Algodão
(Gossypium hirsutum)
Banana
(Musa acuminata Colla)
Gene Introduzido:
- LT-B codifica (proteina enterotoxigénica) da bactéria Escherichia colli.

Qualidade Adquirida:
- Obtenção de um antigénio utilizável como vacina oral contra a cólera.

Objetivos:
Vacinação oral através da alimentação, evitando:
- A purificação prévia da vacina e as dificuldades em a manter ativa até ao momento da aplicação;
- A injeção (principalmente em crianças).
* Dois milhões de crianças morrem com cólera todos os anos (OMS).
Tomate
(Lycopersicum esculentum)
Gene Introduzido:
- Poligalacturonase (enzima) da própria planta.

Qualidade Adquirida:
- Redução da velocidade de amadurecimento do fruto.

Objetivos:
- Possibilidade de colheita do fruto numa fase mais avançada de amadurecimento
(aumentando o sabor e a cor);
- Maior resistência ao armazenamento e transporte.
Ruby Puppy
Animais transgênicos
Plantas transgênicas
Genes Introduzidos:
- CrylA (endotoxina) da bactéria Bacillus thuringiensis;
- Nitrilase (enzima) da bactéria Klebsiella pneumonize.

Qualidades Adquiridas:
-Resistência à broca do milho europeu (larva de inseto lepidóptero);
-Resistência ao bromoxynil (herbicida).

Objetivos:
- Redução das perdas por ataque de insetos;
- Redução da utilização de pesticidas e herbicidas;
- Utilização de um herbicida biodegradável.
Monsanto líder mundial dos OGM
Presente em 46 países, a Monsanto não só se tornou líder mundial dos OGM, como também uma das empresas mais controversas da história industrial. Desde sua criação em 1901, a firma acumulou processos em razão da toxicidade de seus produtos, mas se apresenta atualmente como uma empresa das "ciências da vida" convertida às virtudes do desenvolvimento durável.
A Companhia Monsanto é uma indústria multinacional de agricultura e biotecnologia. Situada nos EUA, é hoje, em sua maior parte, francesa. É a líder mundial na produção do herbicida glifosato, vendido sob a marca Roundup. Também é, de longe, o produtor líder de sementes geneticamente modificadas (transgênicos), respondendo por 70% a 100% do market share para variadas culturas. A Agracetus, subsidiária da Monsanto, se concentra na produção de soja Roundup Ready para o mercado.
b
O primeiro produto geneticamente modificado que se comercializou no mundo é da Monsanto. O hormônio recombinante do crescimento, rBGH, ou, segundo seu nome em inglês, Bovine Somatropine, BST, pode ser encontrado no mercado (inclusive no Brasil) com o nome de Polisac. Ele foi idealizado para que as vacas produzam mais leite do que produziriam naturalmente. Espera-se que nas vacas que se injeta diariamente o BST haja um acréscimo de 10 a 20 por cento na produção. Mas são tantos os perigos reais associados ao seu uso que hoje ele é proibido no Canadá, União Européia e outros países. A etiqueta exigida pela FDA no rótulo do produto associa seu uso a 21 enfermidades das vacas, aí incluindo cistos nos ovários, desordens uterinas, redução do tempo de gestação, incremento da taxa de gêmeos, retenção da placenta...O risco mais sério é o de mastite, ou inflamação do úbere. Uma vaca com mastite produz leite com pus que vai no leite. Aí o pecuarista apela para o uso de antibióticos que trazem problemas para os animais e enormes perigos sobre os seres humanos.
Quando se injeta o BST na vaca, sua presença no sangue estimula a produção de outro hormônio, o Fator de Crescimento 1 (IGF1), uma variedade de insulina. Trata-se de um hormônio protéico que tanto vacas como seres humanos produzem naturalmente. Já se comprovou: o hormônio da Monsanto incrementa os níveis de IGF1 no leite das vacas. Dado que o IGF1 é ativo nos humanos, causando divisão das células, alguns cientistas supõem que a ingestão de leite tratado com altos níveis de BST, poderia dar passagem a uma divisão e crescimento incontrolado de células humanas. Em outras palavras: câncer.
Webgrafia
http://transgenicosnao.blogspot.com.br/2008/04/histria-da-monsanto.html
http://www.combat-monsanto.org/spip.php?article86
http://pt.wikipedia.org/wiki/Monsanto_(empresa)
http://medicoanimosico.blogspot.com.br/2012/10/monsanto-doutrinacao-transgenica.html
http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2007/03/13/ult1806u5689.jhtm
http://www.agrisustentavel.com/trans/crisanto.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/OGM
http://www.agricultura.gov.br/vegetal/organismos-geneticamente-modificados
http://www.ogm.gov.tr/
http://www.mundovestibular.com.br/articles/10405/1/Organismos-Geneticamente-Modificados-ou-OGM/Paacutegina1.html
http://www.ogm.com.br/
http://www.ogm.cl/web/
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/
http://www.infoescola.com/genetica/alimentos-transgenicos/
http://www.algosobre.com.br/biologia/alimentos-transgenicos.html
http://www.coletivoverde.com.br/rotulacao-transgenicos/
http://www.idec.org.br/consultas/dicas-e-direitos/saiba-o-que-sao-os-alimentos-transgenicos-e-quais-os-seus-riscos
http://www4.planalto.gov.br/consea/noticias/noticias/2012/03/o-que-sao-alimentos-transgenicos-e-quais-os-seus-riscos
http://www.esplar.org.br/campanhas/transgenicos2.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Transg%C3%AAnese
http://www.esplar.org.br/publicacoes/trasngenicos.htm
http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que-fazemos/Transgenicos/
http://educacao.uol.com.br/disciplinas/atualidades/transgenicos-organismos-modificados-tem-defensores-e-opositores.htm
http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2012/09/19/transgenicos-matam-mais-cedo-e-causam-ate-tres-vezes-mais-cancer-em-ratos-diz-estudo.htm
http://blogs.funiber.org/nutricao/2011/03/18/riscos-dos-transgenicos-para-a-saude-humana/comment-page-1/
http://www.brasilescola.com/biologia/transgenicos.htm
http://www.monsanto.com/whoweare/Pages/brazil.aspxhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Monsanto_(empresa)
http://www.organicconsumers.org/monsanto/
http://www.premiomonsanto.com.br/
http://rt.com/news/monsanto-brazil-seed-soy-908/
http://www.corpwatch.org/article.php?id=15747
http://168.96.200.17/ar/libros/brasil/cpda/estudos/quatorze/pelaez14.htm
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/2009/05/o-mundo-segundo-monsanto.html
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/2009/05/vantagens-dos-ogm.html
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/2009/05/poluicao-do-ambiente-os-transgenicos.html
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/2009/05/qual-opiniao-publica-acerca-dos-ogm.html
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/2009/05/rotulagem-um-meio-de-informacao.html
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/2009/05/transgenicos.html
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/2009_02_01_archive.html
http://www.ogmespan.blogspot.com.br/2009_01_01_archive.html
Grupo
Gabriel Ramos n° 11
Guilherme Higgins n° 15
Vitor Vinicius n° 36
Vinicius n° 38
Rodrigo Miyashiro n° 39
Monsanto
Full transcript