Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Teologia da Imagem de Aparecida

No description
by

Dom Rafael Maria Osb

on 26 October 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Teologia da Imagem de Aparecida

Síntese mariológica do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida
Fatos históricos no séc XVIII:

Revolução das Ideias, Iluminismo, Deísmo, Absolutismo, Jansenismo.
Papas do séc. XVIII:

Inocêncio XII, Clemente XI, Inocêncio XIII,
Bento XIII,
Clemente XII
Reis do séc. XVIII:

Dom Pedro II, Dom João V, Dom José I, Dona Maria I.

Maiores informações:

O séc. XVIII foi para a Europa um século de mudanças radicais para sociedade, onde repercutiu enormemente no contexto político, social e religioso. Tais mudanças influenciaram o modo de praticar a fé, assim como motivou inúmeras teses contrariando a doutrina da Igreja.
O Iluminismo, iniciado com a Revolução Francesa, proporcionou ideologias que deram primazia à razão e tentou sufocar a religião.
O Brasil, como colônia portuguesa, sofre tais consequências, e é neste contexto histórico que, a Imagem de N. S. da Conceição é encontrada no Rio Paraiba do Sul.
No século XVIII, ocorreram oito papas e a grande maioria deles não tiveram a força suficiente de se impor na história. A Igreja ficou assinalada por intrigas religiosas e querelas políticas que trouxeram muitos danos a Igreja. Era praticamente uma Igreja dividida no seu interno e frágil na sua missão. Uma Igreja onde o pecado a «enegrecia» com sua conduta contraditória ao seu mandato divino.
A imagem da Igreja no séc. XVIII estava caracterizada pelas trevas da inércia e falta de unidade interna.
O Absolutismo vigente, isto é, o poder temporal dos monascas antes e depois do séc. XVIII, trouxe à Igreja muitos danos para a sua identidade missionária e evangelizadora. Com a ingerência do poder temporal dos monarcas, a Igreja se via de mãos atadas na sua missão. Vitima de tal situação foi a supreção injusta dos Jesuitas pela nefasta intromição de monarcas corruptos, ao qual se impunham à Igreja. Papas que, visando o bem da Igreja, submetiam-se ao poder político de então, para se evitar danos maiores. Os reis de Portugal seguiram esta mesma estrada, embora se dizendo católicos, abusaram do poder e se impunham à Igreja com o chamado «Padroado».
A devoção mariana no séc. XVIII teve muitos incrementos por personagens ilustres da fé cristã: Afonso de Ligório, Luis Grignion de Monfort, etc.
O contraste da figura de Maria e a Revolução das ideias, se consentra no tema da Imaculada Conceição. Por não ser ainda um dogma católico, o tema da Imaculada Conceição estava em pleno debate teológico eclesial.
Foi com o incremento pontifÍcio que muitos elementos marianos e mariológicos foram um caminho de sistematização da doutrina e da piedade mariana no séc. XVIII.
Século da consolidação do culto à Imaculada Conceição em 1708 e a Extenção da festa do Rosário mariano a toda a Igreja em 1716: Papa Clemente XI.

Um período de grandes conflitos economicos e políticos no Brasil:

* A corrida do ouro nas Minas Gerais entre 1707-1709;
* Nomeação do Marquês de Pombal como 1º ministro, onde trouxe muitos beneficios, mas foi um tirano governista (1750-1777);
* Movimentos político e popular que favoreceram no séc. XIX a Independência do Brasil: Inconfidência Mineira, Conjuração baiana.

Simbolismo teológico da imagem de N. Srª da Conceição Aparecida
Full transcript