Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Sistemas Preventivos

No description
by

Fabrício Dias

on 24 August 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Sistemas Preventivos

Sistemas Preventivos
Extintores
Extintores
Se área for inferior a 50m² em edificações residenciais privativas com uma “unidade residencial” por pavimento e nos jiraus, mezaninos, galerias ou riscos isolados permite-se apenas 1 extintor, edificações comerciais com área inferior a 50m², ou com a carga de fogo inferior a 25Kg/m² ficam isentas da exigência da proteção por extintor.
As instalações
de Gás constituídas por:
Central de Gás localizada fora da edificação que contém recipientes trocáveis ou recipientes abastecidos no local; uma rede de distribuição; reguladores e medidores de gás; ventilação permanente e exaustão dos produtos da combustão.
Quando o imóvel possuir apenas um consumidor de GLP, com até 90kg, deixa de ser obrigatório a exigência do recipiente reserva.
Extintores
Extintores sobre rodas
AGENTE EXTINTOR CAPACIDADE CARGA MÍNIMA DE AGENTE EXTINTOR
Água 10A 75litros
Espuma mecânica 6A :10B 75litros
Dióxido de carbono 10B : C 25kg
Pó BC 20B : C 20kg
Pó ABC 10A : 20B : C 20kg

SISTEMA HIDRÁULICO PREVENTIVO
Será exigido nas seguintes situações:
- por ocupação de acordo com a IN 001/DAT/CBMSC; quando se tratar de conjunto de unidades isoladas, agrupadas ou em blocos independentes, com área inferior a 750m2 , será computada a área do conjunto.
Devem ser:
Em tubo de ferro fundido ou galvanizado, aço preto ou cobre. As redes subterrâneas, exteriores à edificação, poderão ser com tubos de Cloreto de Polivinila Rígido, Fibrocimento ou categoria equivalente. As tubulações deverão ser enterradas a pelo menos 1,2m de profundidade, quando aereas ou expostas devem ser pintadas na cor vermelho.
Aluno: Fabrício Dias
Curso: Técnico em Segurança do Trabalho
Orientador: Manfredo
Senac Rio do Sul

AGENTE EXTINTOR CAPACIDADE CARGA MÍNIMA DE AGENTE EXTINTOR
Água 2A 10litros
Espuma mecânica 2A : 10B 9litros
Dióxido de carbono 5B : C 4kg
Pó BC 10B : C 4kg
Pó ABC 2A : 10B : C 4kg
Compostos halogenados 5B : C 2,3kg
Cada Unidade Extintora protege uma área máxima de:
I - risco Leve - 500m²; II - riscos Médio e Elevado - 250m²

Com caminhamento máximo de:
I - risco Leve - 20m; II - risco Médio - 15m; III - risco Elevado - 10m.

Os extintores portáteis até 1,7m do piso acabado e no minimo 1m; suportes devem resistir 2,5 vezes o peso total do aparelho ,em suportes sobre o piso, parte inferior, no mínimo, a 20cm.
SISTEMA
HIDRÁULICO PREVENTIVO
O Sistema Hidráulico Preventivo (SHP) é constituído por uma rede de tubulações que tem a finalidade de conduzir água de uma Reserva Técnica de Incêndio (RTI), por meio da gravidade ou pela interposição de bombas, permitindo o combate do princípio de incêndio através da abertura de hidrante para o emprego de mangueiras e esguichos e/ou o emprego do mangotinho.
Em qualquer situação a resistência da canalização deverá ser superior
a 15kgf/cm2.
A locação dos
recipientes de GLP
Recipientes instalados em cabine, protegida
por paredes e cobertura, construída em alvenaria ou concreto, limitado a capacidade total de até 90kg de GLP; em cabine, protegido por paredes e cobertura resistente ao fogo por 2 horas, com capacidade total superior a 90kg de GLP; recipientes instalados diretamente sobre o solo ou sobre suportes rente ao chão (bases ou suportes estáveis, de material incombustível; recobertos de terra compactada, com no mínimo 30cm de espessura em qualquer ponto do costado do recipiente e os recipientes enterrados, aterrados ou de superfície, terão proteção através de cerca de gradil metálico.
As Saídas
de Emergências
São escadas, rampas, portas, portinholas, local para resgate aéreo, elevadores de emergência e segurança, passarelas entre outros.
SINALIZAÇÃOPARA ABANDONO DELOCAL
A Sinalização para Abandono do Local deve ser luminosa, com um fluxo luminoso do ponto de luz, no mínimo igual a 30 lúmens, com autonomia mínima de 1 hora. A sinalização deverá conter a palavra “SAÍDA” sobre a seta indicando o sentido da saída, devendo ter as letras e setas de sinalização na cor vermelha sobre fundo branco leitoso de acrílico ou material similar.
SISTEMA DE
ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA
Iluminamento em nível do piso, 5 Lux em locais com desnível ex: escadas, rampas e obstáculos.
3 Lux em locais planos ex: corredores, halls, elevadores e locais de refúgios.
Nos locais onde, pela natureza do trabalho não pode haver interrupção da iluminação, o nível de iluminamento de emergência deve ser igual a 70% do nível de iluminamento normal ex: sala de cirurgias e laboratórios químicos.
SISTEMA DE PROTEÇÃO
CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS
Será exigido em edificações especiais com riscos inerentes de explosão, como aquelas contento gases ou líquidos inflamáveis, independente de altura ou área construída, à todas as edificações com altura igual ou superior a 20 metros ou área total construída igual ou superior a 750m2 onde possa ter garde ocupação de pesoas, hidreletricas, etc .
Oa captores podem ser do tipo aste ou cabos.
SISTEMA DE ALARME
E DETECÇÃO DE INCÊNDIO
I - central (quadro geral de supervisão e alarme); II - acionadores manuais; III - detectores automáticos; IV - fonte de alimentação (carregador e bateria); V - indicadores sonoros e visuais.
Deve ser observada nos alarmes uma uniformidade de pressão sonora mínima de 15 dB acima do nível de ruído local. Os alarmes devem ter sonoridade com intensidade mínima de 90 dB e máxima de 115 dB e freqüência de 400 a 500 Hertz com mais ou menos 10% de tolerância.
Composto por:
SISTEMA DE
CHUVEIROS AUTOMÁTICOS
TRONCOS: Tubulações que abastecem as colunas ou os ramais; II – COLUNAS: Tubulações na posição vertical que abastecem o sistema; III – RAMAIS: Tubos que alimentam diretamente as linhas nas quais os sprinklers são colocados; IV – SUB-RAMAIS: Tubos ligados aos ramais e nos quais são adaptados os sprinklers. O sistema deverá possuir hidrante de recalque com as mesmas características do sistema hidráulico preventivo. O padrão de temperatura definido deve ser o mais próximo possível, mas não menos que 30°C, acima dos valores mais altos da temperatura do ambiente. A classificação das ocupações em função dos riscos de incêndio depende do tipo de construção e seu uso.
Referências bibliograficas:
http://www.cbm.sc.gov.br/dat/index.php/instrucoes-normativas-in
Full transcript