Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Avaliação do Ciclo de Vida do PRV

No description
by

Hizumi Seó

on 10 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Avaliação do Ciclo de Vida do PRV

Usos
Controle: completeza, coerência e sensibilidade (análise de incertezas)

Identificar pontos significativos (+ e -): processos elementares, categorias de impacto

Identificar limitações da ACV: sequestro de carbono

Discutir os resultados com outros estudos de ACV do leite: mesma UF, método e categorias de impacto
Compilação: método matricial

aplica-se os procedimentos de alocação

quantificação de cada entrada e saída: cálculo das cargas


validação: balanço de massa e energia
correlação dos dados à unidade funcional e aos processos elementares
pequenos volumes de insumos: ex. se massa sêmen I.A. < 1 % massa total não é contabilizado.
Onde:
Meio e Extremo Oeste de SC
Quando:
fevereiro de 2014
O que:
dados de todas as entradas e saídas da safra dez/2012 a dez/2013
Como:
entrevista, planilha de controle do agricultor, formulário
Quem:
10 unidades leiteiras sob PRV
AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA
ACV
Medida dos impactos ambientais potenciais de um sistema

Impacto: - bom (positivo)
- ruim (negativo)
Sistema
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGROECOSSISTEMAS
LABORATÓRIO DE ETOLOGIA APLICADA
NÚCLEO DE PASTOREIO RACIONAL VOISIN








Estudante Hizumi Lua Sarti Seó
Orientador Luiz Carlos Pinheiro Machado Filho




Florianópolis, dezembro de 2013.

Definição do Objetivo e Escopo
Análise do Inventário do Ciclo de Vida
Análise dos Impactos do Ciclo de Vida
população = produção = impactos da agricultura
Pecuária: 2° ou 3° maior contribuinte para impactos
(STEINFELD et al., 2006)
Políticas públicas: - degradação do solo
- mudança climática
- poluição do ar
- poluição e escassez de água
- perda de biodiversidade
(FAO, 2006)
PECUÁRIA
Número de cabeças de gado bovino no Mundo
Número de cabeças de gado bovino nos 5 principais países
Número de cabeças de gado bovino no Brasil
Fonte: FAOSTAT, 2013
Fonte: FAOSTAT, 2013
Fonte: FAOSTAT, 2013
PRODUÇÃO LEITEIRA
Brasil: 25 milhões vacas ordenhadas (IBGE, 2011)

80 % agricultura familiar
Oeste catarinense: 72 % desta produção
85% na região Sul
(Costa et al., 2013)
SC: 5° maior produtor brasileiro
(Icepa, 2011)
(Icepa, 2011)
DO LEITE
Europa: 35 ACVs
EUA: 9 ACVs
Outros: 9 ACVs
Brasil: 2 ACVs
Categorias de impacto comumente estudadas:
ocupação de terra
demanda de energia
aquecimento global
eutrofização
acidificação
(amônia e nitrato): escala local
(gás carbônico, metano e óxido nitroso): efeito global
(Acosta-Alba et al., 2012)
PONTOS CRÍTICOS
em diferentes sistemas de produção de leite
Manejo de dejetos
Digestão entérica: eructação e flatus
Uso de fertilizantes para forragem e concentrado
(O’Brien et al., 2012; Basset-Means et al., 2009).
(Steinfeld et al., 2006; Gerber et al., 2013)
(Rotz et al., 2010; O’Brien et al., 2012)
PASTOREIO RACIONAL VOISIN
potencial para reduzir de impactos da pecuária
concentrado + , silagem + , pastagem -
:
altas cargas instantâneas
:
tempo ótimo de repouso
:
tempo, lugar, quantidade
resíduo nutrientes em potencial
menor quantidade de fibra
Hipótese
A produção de leite sob manejo Pastoreio Racional Voisin (PRV) gera impactos ambientais reduzidos.
Objetivo Geral
Avaliar o desempenho ambiental associado à produção leiteira sob o manejo de PRV.
Objetivos específicos
• Elaborar um banco de dados do ciclo de vida do leite sob o manejo de PRV;

• Indicar no sistema de produção os elementos ou processos de menor e maior contribuição para as categorias de impacto

• Comparar os pontos críticos do PRV aos pontos críticos relatados na literatura para os sistemas convencionais.

Unidade funcional (UF): 1 kg de leite corrigido pela energia (ECM)
(SJAUNJA et al., 1990)
Fronteiras do sistema
Berço ao portão
Dados do inventário
Primários:
Secundários:
Critérios de inclusão:
Alocação
Metodologia
processo iterativo
análise de incertezas
transparência
Método= caminho
Interpretação
kg ECM = kg leite * (0,25 + 0,122 * % de gordura + 0,077 * % de proteína)

(1 kg ECM= 750 kcal/kg)
dados de todas as entradas e saídas dos processos na U.L.
base de dados Ecoinvent®: estudos ACVs e literatura
1% da massa total de entradas no sistema
NBR ISO 14044 (ABNT, 2009)
tempo ótimo de repouso;
tempo de ocupação máximo 24 h
desnate e repasse
pastagem polifítica
bebedouros nos piquetes
Critérios de seleção - PRV:
Co-produtos: esterco*, carne, couro, sangue, sebo, chifres e miúdos dos animais descartados.
Distribuição dos impactos aos co-produtos do leite.
Expansão do sistema
(Flysjo et al., 2011; Nogueira, 2010)
(Gerber et al., 2010; Roça, 2000)
(Olszensvski, 2010):
(Nielsen et al., 2003)
ACV atribucional
normas:
NBR ISO 14040 (ABNT, 2009a)
NBR ISO 14044 (ABNT, 2009b)
ICV
- medidos, calculados ou estimados (ABNT, 2009b)
AICV
Categorias de impacto:
aquecimento global
eutrofização
acidificação
ocupação de terra
demanda de energia
Método CML 2 baseline 2000 :
conjunto de modelos de caracterização
midpoint
Classificação:
modificado pelo CICLOG
ex: 1 kg CH4 = 24 kg CO2 eq. para o aquecimento global
4 kg SO2
1 kg HCl
1 kg CFC
100 kg CO2
10 kg CH4
Software SimaPro®
Interpretação
Cronograma
Viabilidade
Projeto Rede Interinstitucional da Cadeia Produtiva do Leite Agroecológico, financiada pelo CNPq (nº 562908/2010-2).
Dificuldades: - completeza dos dados disponível pelos agricultores
- uso do software Simapro
- obtenção de literatura de ACV brasileira

ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR ISO 14040: Avaliação do Ciclo de Vida: Princípios e Estrutura. Associação Brasileira de Normas Técnicas, 21. Rio de Janeiro, 2009a

ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR ISO 14044. Gestão Ambiental: Avaliação do Ciclo de Vida: Requisitos e Orientações. Associação Brasileira de Normas Técnicas, 46. Rio de Janeiro, 2009b

ABRAMOVAY, R.; BALDISSERA, I. T.; CORTINA, N.; FERRARI, D.; SILVESTRO, M.; TESTA, V. M. Juventude e agricultura familiar: desafios dos novos padrões sucessórios. Chapecó,1997.

ACOSTA-ALBA, I.; LOPÉZ-RIDAURA, S.; VAN DER WERF, H. M.G.; LETERME, P.; CORSON, M. S. Exploring sustainable farming scenarios at a regional scale: an application to dairy farms in Brittany. Journal of Cleaner Production, v. 28, p.160-167. 2012.

ALVARENGA, R. A. Avaliação de métodos de AICV: um estudo de caso de quatro cenários de ração para frangos de corte. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. 2010. 158 f.

ANDRADE, C. M. Pastejo Rotacionado. Tecnologia para aumentar a produtividade de leite e longevidade das pastagens. Disponível em Embrapa: http://www.cpafac.embrapa.br/prodleite. Acesso em 29 de setembro de 2013. 2009.

BARTL, K.; GÓMEZ, C.A.; NEMECEK, T. Life cycle assessment of milk produced in two smallholder dairy systems in the highlands and the coast of Peru. J Clean Prod, v.19, p.1494-1505. 2011.

BASSET-MENS, C; LEDGARD, S; BOYES, M. Eco-efficiency of intensification scenarios for milk production in New Zealand. Ecol Econ, v.68, p. 1615–25. 2009

BELFLOWER, J. B; BERNARD, J. K; GATTIE, D. K; HANCOCK, D. W; RISSE, L. M; ROTZ, C. A. A case study of the potential environmental impacts of different dairy production systems in Georgia. Agricultural Systems, v. 108, p. 84–93. 2012.

BERTON, C. T. Efeito de diferentes tempos de repouso sobre a parte aérea, sistema radicular e comportamento de pastoreio de vacas leiteiras em uma pastagem polifítica. 2010. 94 p. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Brasília: MDA, 2004.

BRUCH, J.; PINHEIRO MACHADO F., L. C.; MOLINA, G.; SANTOS, M.; MOYSÉS, L.; ENRIQUEZ, D. VINCENZI, M. Progressos em unidades familiares com a produção agroecológica de leite em Pastoreio Racional Voisin . In: Resumos do V CBA - Desenvolvimento Rural. Rev. Bras. de Agroecologia, v. 2 n. 2, 2007.

CAZELLA, A. A.; MALUF, R. S.; BONNAL, P. Agricultura Familiar: multifuncionalidade e desenvolvimento. 1a ed. Rio de Janeiro: Mauad X, 2009. 301 p.

CEDERBERG, C.; MATTSON, B. Life cycle assessment of milk production- a comparison of conventional and organic farming. J Clean Prod, v. 8, p. 49-60. 2000.

CEDERBERG, C., STADIG, M. System Expansion and Allocation in Life Cycle Assessment of Milk and Beef Production. Int. J. Life Cycle Asses, v. 8, n. 6, p. 350-356. 2003.

CORDEIRO, F.L.M. Efeito do pastoreio racional Voisin na pastagem, no pastoreio e na compactação do solo. 2008. 101 p. Dissertação (Mestrado em Agroecossitemas) – Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

COSTA, J. H. C.; HÖTZEL, M. J.; LONGO, C.; BALCÃO, L. F. A survey of management practices that influence production and welfare of dairy cattle on family farms in southern Brazil. Journal of Dairy Science, v. 96 p.1–11. 2012

COSTANESKI, C.; COSTANESKI, N. Pastoreio Racional Voisin aumenta a renda líquida. In: Resumos do I Encontro Pan-Americano sobre Manejo Agroecológico de Pastagens. Cadernos de Agroecologia, Vol 6 N.1, 2011

D’AGOSTINI, L. R.; CUNHA, A. P. P. Ambiente. Rio de Janeiro: Garamond, 2007.

DE BOER, I. J. Environmental impact assessment of conventional and organic milk production. Livestock Production Science, v. 80, p. 69-77. 2003.

ERPEN, J. G. O PRV e a Fazenda Quero-Quero: A construção de um sistema agroecológico para a pecuária de corte. 2004. 126 p. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas) – Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

FAO, Food and Agriculture Organization of the United Nations, STEINFELD, H; GERBER, P; WASSENAAR, T; CASTEL, V; ROSALES, M; HAAN, C. Livestock’s Long Shadow. Environmental Issues and Options. Rome. 2006. 26 p.

FAO, Food and Agriculture Organization of the United Nations. FAOSTAT. 2011. Acesso em 28 out. 2013. Disponível em: http://faostat.fao.org/site/573/default.aspx#ancor.

FERREIRA, J. V. R. Análise do ciclo de vida dos produtos. Instituto Politécnico de Viseu. 2004. 80 p. Acesso em 19 de outubro de 2013. Disponível em: <http://www.estgv.ipv.pt/PaginasPessoais/jvf/Gestão%20Ambiental%20%20Análise%20de%20Ciclo%20de%20Vida.pdf>

FLYSJÖ A, CEDERBERG C, HENRIKSSON M, LEDGARD S. How does co-product handling affect the carbon footprint of milk? Case study of milk production in New Zealand and Sweden. Int J Life Cycle Ass 16:420–30. 2011a.

GERBER, P.J., STEINFELD, H., HENDERSON, B., MOTTET, A., OPIO, C., DIJKMAN, J., FALCUCCI, A. & TEMPIO, G. Tackling climate change through livestock – A global assessment of emissions and mitigation opportunities. Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO), Rome. 2013. 139 p.

GERBER, P., VELLINGA, T., OPIO, C., HENDERSON, B.; STEINFELD, H. Greenhouse Gas Emissions from the Dairy Sector: A Life Cycle Assessment. Report. Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO). Animal Production and Health Division. 2010. p.1–94. Disponível em: <http://www.fao.org/docrep/012/k7930e/k7930e00.pdf.> Acesso em outubro de 2013.

GUERCI, M.; KNUDSEN, M. T.; BAVA, L.; ZUCALI, M.; SCHÖNBACH, P.; KRISTENSEN, T. Parameters affecting the environmental impact of a range of dairy farming systems in Denmark, Germany and Italy. Journal of Cleaner Production, 1-9. 2013.

GUINÉE, J. B. (2002). Handbook of Life Cycle Assessment: Operational Guide to the ISO Standards. Kluwer Academic Publishers, 692.

HÖTZEL, M. J.; MACHADO FILHO, L. C. P.; YUNES, M. C.; SILVEIRA, M. C. A. Influência de um ordenhador aversivo sobre a produção leiteira de vacas da raça holandesa. Revista Brasileira de Zootecnia, v.34, n.4, p. 1278- 1284, 2005.

IBGE. Produção da Pecuária Municipal. Rio de Janeiro: v. 39, p.1-63, 2011. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br.> Acesso em junho 2013.

IDF – International Dairy Federation. Environmental issues at dairy farm level. Bulletin of International Dairy Federation Report No.: 443. 2010.

ICEPA. Síntese Anual da Agricultura de Santa Catarina - 2010/2011. Florianópolis, 2011 Disponível em: <http://cepa.epagri.sc.gov.br/.> Acesso em junho de 2013.

IPCC – Intergovernmental Panel on Climate Change. Guidelines for National Greenhouse Gas Inventories. Volume 4 Agriculture, Forestry and Other land use, Emissions from Livestock and Manure Management (Chapter 10). 2006.

KRISTENSEN, T.; MOGENSEN, L.; KNUDSEN, MT.; HERMANSEN, J.E. Effect of production system and farming strategy on greenhouse gas emissions from commercial dairy farms in a life cycle approach. Livest Sci, v.140, p.136–48. 2011.

MENDES, N.C. Métodos e modelos de caracterização para a Avaliação de Impacto do Ciclo de Vida: análise e subsídios para a aplicação no Brasil. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e Área de concentração em Processos e Gestão de Operações. Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo, São Carlos. 2013. 149 p.

MELADO, J. Pastagem ecológica e serviços ambientais da pecuária sustentável. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 2, n. 2. 2007.

Nielsen PH, Nielsen AM, Weidema BP, Dalgaard R and Halberg N. LCA food data base. 2003. Disponível em: <www.lcafood.dk> Acesso em novembro de 2013.

NOGUEIRA, M.P. Pesagem de boi: Quilogramas ou arrobas. 2010. Disponível em: <http://www.bigma.com.br/artigos.asp?id=44>. Acesso em 2010.

O’BRIEN, D.; SHALLOO, L.; PATTON, J.; BUCKLEY, F.; GRAINGER, C.; WALLACE, M. A life cycle assessment of seasonal grass-based and confinement dairy farms. Agr Syst, v. 107, p. 33–46. 2012.

OLSZENSVSKI, F. T. (2011). Avaliação do ciclo de vida da produção de leite em sistema semi extensivo e intensivo: estudo aplicado. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental - Universidade Federal de Santa Catarina, 194. Florianópolis.

PINHEIRO MACHADO, L.C. Pastoreio Racional Voisin: tecnologia agroecológica para o terceiro milênio. São Paulo: Expressão Popular, 2010. 310p.

Pretty, Jules N., and Gordon R. Conway. Agriculture as a global polluter. International Institute for Environment and Development, 1989.

REBITZER, G.; EKVALL, T.; FRISCHKNECHT, R.; HUNKELER, D.; NORRIS, G.; RYDBERG, T.; SCHMIDT, W.-P.; SUH, S.; WEIDEMA, B. P.; PENNINGTON, D.W. Life cycle assessment - Part 1: Framework, goal and scope definition, inventory analysis, and applications. Environment International, v.30, n.5, p.701-720. 2004.

RIGOTTI, S.S. Carbono da biomassa microbiana como indicador de qualidade de solos sob pastoreio racional Voisin. 2000. 114 f. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas)- Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000.

ROÇA, R.O. Composição química da carne. Botucatu: FCA- UNESP. Artigo técnico. 2000. 12p.

ROTZ CA, MONTES F, CHIANESE DS. The carbon footprint of dairy production systems through partial life cycle assessment. J Dairy Sci, v.9, p.1266–82. 2010.

SILVEIRA, M. C. A. C. O efeito de altas cargas instantâneas em Pastoreio Racional Voisin no comportamento de pastoreio, pastagem e solo e da massagem do úbere ao final da ordenha na incidência de mastite. 2002. 92 f. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

SJAUNJA, L. O; BAEVRE, L; JUNKKARINEN, L; PEDERSEN, J; SETÃLÄ, J. A Nordic proposal for an energy corrected milk (ECM) formula. Proceedings of the 27th Bienal Session of the International Committee for Animal Recording (ICARParis, France: EAAP Publication. ). p. 156-157. 1990.

SOUZA, L. L; RIBAS, C. E. D. Proposta de um índice de conformidade ao Pastoreio Racional Voisin (PRV) : estudo no assentamento Antônio Tavares – São Miguel do Iguaçu – PR. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável (RBAS) v.1, no 2, p. 17-25. 2011.

STEINFELD, H; GERBER, P; WASSENAAR, T; CASTEL, V; ROSALES, M; HAAN, C. de. Livestock’s Long Shadow. Environmental Issues and Options. FAO, Food and Agriculture Organization of the United Nations, Rome. 2006.

SUH, S.; HUPPES, G. Methods for life cycle inventory of a product. J Clean Prod, v.13, p. 687–697. 2005.

TAN, R.R. Using fuzzy numbers to propagate uncertainty in matrix-based LCI. Int J Life Cycle Assess, v. 13, n.7, p. 585–592. 2008.

THOMASSEN M.A.; VAN CALKER, K.J.; SMITS, M.C.J.; IEPEMA, G.L.; DE BOER, I.J.M. Life cycle assessment of conventional and organic milk production in the Netherlands. Agr Syst , v. 96, p.95–107. 2008.

VILELA JÚNIOR, A; DEMAJOROVIC, J. Modelos e ferramentas de gestão ambiental: desafios e perspectivas para as organizações. São Paulo: Editora Senac, 2006. 387 p.

VINCENZI, M. L. Fatores essenciais para o sucesso da sobre-semeadura de espécies de inverno em campos naturais e naturalizados. In: Reunião do grupo técnico em forrageiras do Cone Sul, XVII, 1997, Zona Campos. Anais... Lages, SC: EPAGRI, 1997. 156p.

VOISIN, A. Produtividade do pasto. São Paulo: Mestre Jou, 1974. 520 p.

WENDLING, A. V. PRV aumenta a qualidade do solo. In: Resumos do I Encontro Pan-Americano sobre Manejo Agroecológico de Pastagens. Cadernos de Agroecologia, Vol 6 N.1, 2011.

YAN, M-J; HUMPHREYS, J; HOLDEN, N.M An evaluation of life cycle assessment of European milk production. J Environ Manage, v.92, p. 372-9. 2011.

ZANGHELINI, G.M. (2013). Estudo de Cenários de Pós-Uso para um Compressor de Ar Baseado na Avaliação do Ciclo de Vida: Influências da Fronteira do Sistema nos Resultados. Dissertação. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.

REFERÊNCIAS
AMOSTRAGEM DO SOLO PARA ANÁLISE
Subdivisão da propriedade em glebas homogêneas
Coleta em ziguezague: 10 a 20 subamostras
Profundidade de coleta
Amostrador
Identificação
Alocação - %
massa

protéica

econômica
volume de saída do sistema de produção de carne
Impacto do leite =
impacto total do sistema leiteiro
impacto evitado
-
Caracterização
EPD
selos ambientais
Políticas públicas
Tomadores de
decisão
AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA DO SISTEMA DE PRODUÇÃO LEITEIRO SOB PASTOREIO RACIONAL VOISIN NO OESTE CATARINENSE
Full transcript