Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

movimento feminista

No description
by

Alice Bittencourt

on 27 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of movimento feminista

Panorama Histórico
Frida Kahlo
Século XX

1901 – O deputado francês René Viviani defende o direito de voto das mulheres.
1903 – Women's Trade Union League e criada exigindo melhores condições de trabalho.
1908 – “Pão e Rosas”, em que o pão simbolizava a estabilidade econômica e as rosas, uma melhor qualidade de vida.
1910 – Numa conferência internacional de mulheres, realizada na Dinamarca, foi decidido comemorar o 8 de março como Dia Internacional da Mulher.
1932 – É instituído no Brasil o voto feminino

1947 Criação Federção das Mulheres do Brasil
1964 Ditadura Militar
1970 Lei do Divórcio
1985 Conselho Nacional dos Direitos da Mulher -CNDM
1986 Licença Maternidade
2002 Secretaria do Estado dos Direiros da Mulher
2006 Lei Maria da Penha
Feminismo na História da Arte
Anos 70: Crítica à ausência da mulher na História da Arte
Imposições sociais pelos meios educacionais
Estudo do modelo vivo
Oportunidades desiguais em relação aos homens
Arte nobre (pintura de relatos históricos)
Arte aplicadas (subjulgadas)
Rejeição pelas Academias
movimento
feminista

Alice Bittencourt
Maria Luiza Bastos
Nikolas Castanha
Veridiana Carvalho

1788: O político e filósofo francês Condorcet reivindica direitos de participação política, emprego e educação para as mulheres.
1789: Na França, as mulheres passam a atuar na sociedade de forma mais significativa, reivindicando a melhoria das condições de vida e trabalho, a participação política, o fim da prostituição, o acesso à instrução e a igualdade de direitos entre os sexos.
1791: Olympia de Gouges publica a declaração de direitos da mulher e cidadã. Ela morre em 1793.
1700s - 1800s: Mulheres solteiras podem ser proprietárias, fazer contratos, processar ou serem processadas. Mulheres casadas dão seu nome e propriedade ao marido.
1804: A mulher é considerada legalmente "menor".
1819: A Inglaterra aprova a lei que reduzida para 12 horas o trabalho das mulheres e dos menores entre 9 e 16 anos.
1826: A primeira escola pública para mulheres
1848: Primeira convenção sobre direitos da mulher,
em Nova Iorque. 300 pessoas, destas 40 eram homens. 68 mulheres e 32 homens assinaram uma declaração a favor da igualdade de direitos. (pós convenção anti-escravista e 1840, Londres)
1849: Elizabeth Blackwell é a primeira mulher a receber um diploma de medicina nos Estados Unidos.








1863: Na Suíça, mulheres solteiras que pagam impostos ganham o direito de voto.
1868: Na Tailândia, Amdang Munan se recusou a casar com o marido escolhido por seus pais.
1869: Na Inglaterra, mulheres casadas ganharam o direito de propriedade privada.
1872: No Japão, assim como para os meninos, a educação fundamental para meninas passa a ser obrigatória.
1893: Nova Zelândia aprova o direito ao voto da mulher.

século XIX
século XVIII
Marina Abramovic
Cindy Sherman
Simone de Beauvoir
Tarsila do Amaral
&
Anita Malfatti
Histórico de lutas e conquistas
3 grandes momentos
Fim do século XIX : Direiros Democráticos
Fim da década de 60 : Liberação Sexual
Fim dos anos 7O : Luta de caráter sindical
Brasil
Ganha forma entre século XVIII e XIX
Nísia Floresta, Bertha Lulz e Jerônima Mesquita são as expoentes do período

1907 Greve das costureiras
1917 Servico Público admite mulheres como funcionárias
1919 Conferência do Conselho Feminino da Organização Internacional do Trabalho aprova salário comum
1932 Direito ao voto
1937 Estado Novo
1946 Direito pleno ao voto



Movimento Feminista não se esgota na tomada de consciência do ser mulher, e a partir desse ponto que sua ação política se faz visível.
Problema
Diálogo mais direto com o Estado:
Poucas efetivações dessas políticas
Descontinuidade das mesmas

Desafio
Canais de interlocucao mais eficazes
Efetivacao e ampliacao das policas ja conquistadas
Autonomia
Recusa à tutela e rotulagem
Independência/Individualidade
Pluralidade nas decisões
"Os machos não são dominadores por natureza, da mesma maneira biológica que as fêmeas dão à luz. E é a Palavra, o patriarcado que quer fazer da dominação masculina um fato "natural" e biológico. E o patriarcado é de tal modo hoje uma realidade bem-sucedida que muitos não conseguem pensar na organização da vida humana de maneira diferente da patriarcal, em que o macho domina de direito e de fato".
Rose Marie Muraro em
"
A Mulher no Terceiro Milênio
"
Full transcript