Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Monadologia

No description
by

on 11 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Monadologia

Psicomorfismo
"Logo, o psicomorfismo
não é um antropomorfismo porque, para Tarde, a separação entre matéria e espírito, como aquelas entre mente e mundo, natureza e sociedade e indivíduo e sociedade são irrelevantes
para a compreensão do mundo."
Ser x Haver
As Mônadas
"Em Leibniz as mônadas são as partículas elementares, as substâncias simples
de que os compostos são feitos: elas são, portanto, diferenciadas (dotadas de qualidades que as singularizam umas com relação as outras) e diferenciantes (animadas por uma potência imanente de mudança contíua ou de diferenciação)."
Pág.: 12
Monadologia renovada
"Esses elementos últimos aos quais chega toda ciência,o indivíduo social, a célula viva,o átomo químico, só são últimos da perspectiva de sua ciência particular", afirma Tarde, "eles próprios são compostos", compostos até
o infinitesimal.

Tarde x Durkheim
Monadologia
& Sociologia

Infinitesimal
"...em Tarde, o universal só
pode ser alcançado por mediação
do elemental,do infinitesimal."
Em vez disso, elas são esferas de ação que se interpenetram e cujo centro "é um ponto singularizado
por suas propriedades, mas, ainda assim, um ponto
como outro qualquer", de modo que as mônadas não tem outra essência senão as atividades que exercem umas sobre as outras; cada mônada, portanto, "está inteiramente lá onde age". Ocorre que a mônada, como o átomo, é "um meio universal ou que aspira a sê-lo, um universo para si, não apenas um microcosmo, como queria Leibniz, mas o cosmo inteiro conquistado e absorvido por um único ser".
Gabriel Tarde
Breve histórico
Maior expoente da sociologia francesa do
final do século XIX
Professor do College de France e membro da Academie
Autor de vários livros e artigos publicados na França e em outros países
Publicação mais conhecida: "
Les Lois de l'imitation
" (1890)
(1843-1904)
Autonomia científica da sociologia.
Enfatizou a prioriadade do coletivo sobre o individual.
Especificidade do social.
Não via necessidade de uma ruptura tão "drástica" com a filosofia.
Não haveria uma distição entre social e individual.
Dependência do social.
Pág.:13
As mônadas são...
Pequenos seres infinitesimais
Abertas
Cada uma contém em si todas as outras
Essência = ação
Multidão
Monismo
=
Miriateísmo
Monista
Crença e desejo
Todo o ser das mônadas
"Duas forças da alma"
Forças que animam as relações
“Se corpos vivos são máquinas, seus alimentos contém elementos psíquicos”
O Social
"A questão é que em Tarde a palavra social tem um significado muito peculiar, posto que não define um domínio específico da realidade ou
uma zona ontológica particular reservada aos humanos, masdesigna toda e qualquer modalidade de associação"
Passado e futuro
Mas o que nos autoriza a "pedir mais ao passado do que ao futuro a chave do enigma oferecido ao espírito pela estranheza do real"? Por que não titubeamos em dizer que o passado vai em direção ao fururo enquanto consideramos bizarro dizer que o futuro vem em direção ao passado? Porque nos iludimos ao "considerar o passado como determinante (pois para nós ele ilumina) e o futuro como determinado (pois para nós ele é iluminado)"
Diferença infinitesimal, diferença
universal, variação é o que não varia, diferença deambula, diferenciação diferenciada...
"Para ele, nem a sociedade é uma ordem
mais alta e complexa, nem os indivíduos são seus elementos de base: indivíuos e sociedades, como celulas e átomos, são
todos compostos e, enquanto tais, imediatamente relacionais, integrações de diferenças infinitesimais."
"Se tudo vem da identidade e
se tudo visa e dirige-se a ela,
qual a origem desse rio de
variedade que nos deslumbra?"
Sociedade e relações
Como separar o
indivíduo da sociedade?
“O que é a sociedade? (...) A possessão recíproca de todos por cada um. O cidadão [é] ao mesmo tempo o mestre e o servidor de todos os outros”
Realidade
Perspectivismo como forma de se entender o mundo

“Quando entro em comunicação verbal com um ou vários de meus semelhantes, nossas mônadas respectivas, segundo meu ponto de vista, apreendem-se reciprocamente (...); ao contrário, quando olho, quando escuto, quando estudo a natureza, cada um dos objetos de meu pensamento é um mundo hermeticamente fechado de elementos que não se deixam abraçar por mim
a não ser de fora”

Possíveis e seus abortos
“Sempre que uma realidade morre, ela sepulta consigo seu cortejo de possíveis; mas também, sempre que uma realidade nasce ela faz avançar em um grau seu cortejo de possíveis”
Só há diferenças porque há abortos
Être = ser
Avoir = ter/haver
Há o que existe. Logo, haver é diferença.
Ontologia das relações
Compreensão do mundo sem divisões
Monismo monista proposto por Tarde seria miriateísta,não teria Deus como foco,”matéria é espírito e espírito é matéria”Espirito no sentido de mente sem relação com o espiritual em si.Esse monismo se afasta da visual dualista de Descartes e da visão de Kant das coisas em si.

Tarde não substitui sociedade pelos indivíduos,substitui o grande pelo pequeno,as totalidades e as unidades pela multidão
A sociedade acontece através das relações entre as mônadas, relacionismo, não há existência fora da relação, não há relação sem diferença
A sociedade é possessão recíproca de todos por cada um.
A sociedade é o resultado da vontade humana, do confronto de variadas vontades, pois as forças presentes nas monadas é que possibilitam sua existência
Full transcript