Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PIERRE FÉLIX BOURDIEU

No description
by

Clarice Maia

on 29 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PIERRE FÉLIX BOURDIEU

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL
DOCENTE: ADEILTON DIAS ALVES
DISCENTES:
ALYNE TAVARES DE OLIVEIRA
CAMILA DA SILVA
CLARA MIRELLE ALVES DA SILVA
CLARICE GOMES DE MEDEIROS MAIA
ICARO TAYNAN COSTA DA SILVA PEREIRA
JENNYFF KRYSLLY ALBANO DE SOUZA
LARISSA SILVA XAVIER
LOURENE MARIA DA CONCEICAO LIRA DE ASSIS
PIERRE FÉLIX BOURDIEU
Sociólogo frances do século XX;

Nascimento: Denguin, França, 1930;

Falecimento: Paris, França, 2002;

Carreira profissional - Década de 60 a 80;

Principais obras: “O poder Simbólico”, “As Regras da Arte”, “O Ofício do Sociólogo”, "A Distinção: crítica social do julgamento”.
O PODER SIMBÓLICO
PIERRE BOURDIEU
SOCIOLOGIA REFLEXIVA
- Ensinar um ofício;

- Pensar relacionalmente;

- Uma dúvida radical;

- A objetivação participante.
MUNDO SOCIAL CONSTRUÍDO SOBRE TRÊS CONCEITOS:
“Ampliando a concepção marxista, Bourdieu entende por esse termo não apenas o acúmulo de bens e riquezas econômicas, mas todo recurso ou poder que se manifesta em uma atividade social.” (Revista Cult, ed 128).

SUBCONCEITOS
- Capital Simbólico;

- Capital Social;

- Capital Cultural;

- Capital Econômico.
PRODUÇÃO SIMBÓLICA
Classe Dominante
Violência Simbólica
Exemplo na atualidade: Bullying
A noção de Hatibus exprime, sobretudo, a recusa a toda uma série de alternativas nas quais a ciência social se encerrou, a da consciência (ou do sujeito) e do inconsciente, a do finalismo e do mecanicismo etc. (BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro:Bertrand Brasil, 2003. p. 60);

Podendo ser definido também, como:

Um sistema das disposições socialmente constituídas que, enquanto estruturas estruturantes, constituem o principio gerador e unificador do conjunto das práticas e das ideologias características de um grupo de agentes. (BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2005. p. 191.).
- Habitus;

- Campo;

- Capital.
HABITUS

Os campos, segundo Bourdieu, têm suas próprias regras, princípios e hierarquias. São definidos a partir dos conflitos e das tensões no que diz respeito à sua própria delimitação e construídos por redes de relações ou de oposições entre os atores sociais que são seus membros. (CHARTIER, Roger. Pierre Bourdieu e a história – debate com José Sérgio Leite Lopes. Palestra proferida na UFRJ, Rio de Janeiro, 30 abr. 2002. p. 140.);

“Objeto em questão não está isolado de um conjunto de relações de que retira o essencial de suas propriedades” (BOURDIEU, 2003. Op. cit., p. 27.).
CAMPOS
CAPITAL
DURKHEIM X BOURDIEU
- Adesão ao Racionalismo;

- Sociologia como ciência;

- História como a base sociológica;

- Etnologia.
PODER SIMBÓLICO
- Um instrumento de dominação;

- “O Poder Simbólico é, com efeito, esse poder invisível o qual só pode ser exercido com a cumplicidade daqueles que não querem saber que lhe estão sujeitos ou mesmo que o exercem”;

- Divide-se em quatro subtítulos:

Os sistemas simbólicos (como estruturas estruturadas e como estruturas estruturantes);
Produções simbólicas como instrumentos de dominação; e
Os sistemas ideológicos.
OS SISTEMAS SIMBÓLICOS COMO ESTRUTURAS
ESTRUTURANTES
- Modus operandi = modos de operação;

- Utilizada para designar um modo de agir, operar ou executar uma determinada atividade, seguindo os mesmos procedimentos;

- Só podem exercer um poder estruturante porque são estruturados;

- Os diferentes universos simbólicos como instrumentos de conhecimento e de construção do mundo dos objetos.

-Comparação abordando os pensamentos de Durkheim e de Panofsky;

- Durkheim representava a tradição Neo-Kantiana ao lança fundamentos de uma sociologia das formas simbólicas, equivalente a formas de classificação;

- Se aproximando dessa maneira da teoria de Panofsky, onde as formas sociais são socialmente determinadas.
“O Poder Simbólico é um poder de construção da realidade que tende a estabelecer uma ordem gnosiológica: o sentido imediato do mundo (e, em particular do mundo social) supõe aquilo a que Durkheim chamo o conformismo lógico.“;

Desta maneira, os símbolos são instrumentos de integração social. Enquanto instrumentos de conhecimento e comunicação eles tornam possível o consenso acerca do sentido do mundo social que contribui fundamentalmente para a reprodução da ordem social.
OS SISTEMAS SIMBÓLICOS COMO ESTRUTURAS ESTRUTURADAS
REFERÊNCIAS
BOURDIEU, P. O Poder Simbólico. Trad. TOMAZ, Fernando. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil S.A, 1989. p. 1-76.
CORCUFF, P. As Novas Sociologias. São Paulo: Vral, 2001. p. 36-50.
WACQUANT, Loic. J.D. Durkheim e Bourdieu: A Base Comum e suas Fissuras. São Paulo: SEBRAP, 1997. p. 29-38. Disponível em: http://novosestudos.org.br/v1/files/uploads/contents/82/20080626_durkheim_e_bourdieu.pdf , acesso em: 21/05/2016.
Full transcript