Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

“Indecisão de Méier”

No description
by

Rafael Sadka

on 12 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of “Indecisão de Méier”

Poema e o Fazendeiro do Ar:
Drummond nasceu em itabira e ao longo da vida foi morar no Rio de Janeiro. Podemos analisar o poema com essa mudança de cidade, pois para ele Itabira esta bom, era a escolha obvia de cidade para morar, porem ao chegar no Rio começa a se dar conta de que talvez esteja escolhendo o Rio de Janeiro ao invez de sua cidade natal, tanto que Meir é o nome de um bairro da cidade maravilhosa.
“Indecisão de Méier”
Paráfrase:
Comentário:
Neste poema é colocado o fato de como é difícil fazer as escolhas no dia a dia, o fato de os cinemas estarem perto um do outro, torna a escolha ainda mais difícil pois torna mais fácil a comparação entre os dois. Porem a escolha do eu-lírico não é o filme ou o cinema e sim entre a melhor artista e a bilheteira mais bela.
Quando a artista é tão bela ou tão boa como atriz você dificilmente irá prestar atenção na simples bilheteira, porem quando o eu-lírico coloca uma duvida entre a artista e a bilheteira, quer dizer que esta moça começa a representar muito mais do que deveria, começa a ganhar um importância, uma tão grande a ponto de fazer parte das difíceis escolhas do dia.

Analise:
Porem o eu-lírico não coloca a duvida apenas para ele, coloca a escolha para os moradores do local, assim podemos levar a importância que toma a bilheteira para o contexto histórico do poema onde a segunda guerra é um assunto muito presente, logo podemos pensar que as pessoas deveriam escolher a paz do mesmo modo que deveriam escolher a artista talentosa, porem começam a escolher a guerra ou a morte, os moradores começam a tomar a escolha que não é a mais provável.
Interpretação:
Méier significa “deus me deu a luz”, ou seja deus deu luz para o eu-lírico escolher, porem a “luz está indecisa, sobre uma tortura, logo ela não alcança o eu-lírico o fazendo ficar em duvida entre a artista e a bilheteira, do mesmo modo que a luz não alcançou os moradores os fazendo pensar sobre se deveriam escolher a paz ou a guerra. Isso faz os moradores e o eu-líricos ficarem perplexos ao perceberem ao perceberem que a duvida entre a bilheteira e a artista é bem mais profunda do que parece.
Poema:
O poema é composto por uma estrofe curta com cinco versos longos que lembram um texto em prosa.
A indecisão, no primeiro contato com o poema, se trata da dificuldade do eu-lírico de escolher qual cinema ir.
“Teus dois cinemas, um ao pé do outro, por que não se afastam
para não criar, todas as noites, o problema da opção
e evitar a humilde perplexidade dos moradores?
Ambos com a melhor artista e a bilheteira mais bela,
que tortura lançam no Méier!”

Full transcript