Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

No description
by

Alícia Cohim

on 26 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

Celebridades em Campanhas Publicitárias Por que utilizar celebridades em campanhas publicitárias? Linha do Tempo Celebridades em Campanhas de Causas Sociais Muitas causas sociais utilizam celebridades em suas campanhas, e isso é algo que ajuda bastante na conscientização do público, uma vez que, quando temos um rosto conhecido defendendo uma causa, fica mais fácil fazer com que o grande público entenda aquela mensagem, e isso, o faz aderir à causa, por se identificarem com as celebridades e quererem imitá-las. Critérios para a escolha das celebridades Alguns cuidados devem ser tomados na hora de definir qual celebridade falará da sua marca:

1. Não escolher uma personalidade volúvel nos relacionamentos amorosos. É uma forma de evitar escândalos.

2. Procurar celebridades com imagem e qualidades compatíveis com o produto e com a mensagem da campanha.

3. Pensar nas características que ligam o garoto-propaganda ao produto. Será que ele usa o produto?

4. A celebridade precisa transmitir credibilidade. Personalidades que não são levadas a sério na carreira e na vida pessoal devem ser evitadas.

5. Celebridades do “momento” .
Escolhas negativas e positivas CELEBRIDADES NA PUBLICIDADE Histórico 1910 1920 1930 1940 1950/1960 1950/1960 1970 1980 1990 2000/2010 Anos 40: Veronica Lake, atriz que ficou conhecida pelo filme Femme Fatale, e por seu cabelo repartido de lado que virou sua marca registrada. O cabelo da Veronica virou “burburinho” entre as mulheres da época, pois foi nessa época que as mulheres começaram a usar os cabelos soltos. Audrey Hepburn, atriz que se destacou por sua beleza e elegância, em uma época em que só importava eram curvas generosas, considerada um editorial de moda ambulante, e ainda uma influencia de moda em pleno século XXI. Anos 50/60: Brigitte Bardot, atriz francesa que foi eleita pela revista TIME um dos cem nomes mais influentes da historia da moda, e foi considerado o grande símbolo sexual da década de 50 e 60. Marilyn Monroe, atriz que ficou conhecida por suas curvas generosas, inspirou muitos imitadores durante sua vida, e da noite pro dia, surgia uma safra de beleza que imitavam a aparência de Marilyn para ver quem seria a “próxima Marilyn Monroe”. Farrah Fawcett, ficou conhecida por interpretar a detetive particular Jill Munroe na série de TV As Panteras, um dos maiores símbolos sexuais da década e uma das mulheres mais bonitas de todos os tempos, ícone da cultura pop, cujo penteado foi copiado por milhões de mulheres. Madonna, cantora pop que quebrou as barreiras do conteúdo lírico da musica popular tradicional, seu estilo de roupa, suas performances e os videoclipes começaram a influenciar o publico feminino. Seu estilo tornou-se uma tendência de moda feminina da década de 80. Spice Girls, grupo feminino de musica pop britânico, tornou-se conhecido em 1996 com o primeiro single, “Wannabe”. O grupo se tornou um dos motores de marketing de maior sucesso, as Spice Girls foram convidadas para gravar comerciais de mais de 400 produtos. Gisele Bündchen, modelo e atriz, considerada a modelo mais bonita do mundo e também a mais bem paga. A modelo mais valiosa do mundo fez anúncios e fotografias para grifes renomadas, incluindo Valentino, Zara, Victoria´s Secret, Dolce & Gabbana, Colcci e outros. Além de ser ativista social, dando suporte a causas como a campanha I am African, protesto contra a falta de atenção à situação das vitimas do HIV. Neymar, jogador de futebol brasileiro e um dos principais garotos-propaganda da televisão brasileira. Sua imagem e seu potencial são tão fortes que empresas como a Nike querem tê-lo por perto durante muito tempo. Além da Nike, as outras empresas das quais Neymar também é garoto-propaganda são Red Bull, Panasonic, Tennys pé, Guaraná Antarctica, Banco Santander, Claro, Lupo, Volkswagen entre outras. A partir da década de 10, começaram a surgir “pessoas muito conhecidas” devido à mídia como, por exemplo, a atriz norte-americana Melba, que assinou o primeiro contrato de um milhão de dólares, uma soma inédita até aqueles tempos. Charlie Chaplin. Esse grande nome fez sucesso como ator, diretor, produtor, humorista, empresário, escritor, dançarino, roteirista e músico. Foi um dos atores mais famosos do mundo e até nos dias atuais, todos ainda têm a visão clara de quem foi aquele homem e o motivo de todo o seu sucesso. Na década de 30, tivemos Greta Garbo, atriz sueca que com seu talento, tornou-se uma das mulheres mais fascinantes do século passado. Greta era atriz, mas também foi ícone da moda, seu visual sofisticado, com sobrancelhas e pálpebras marcadas com lápis e pó de arroz bem claro, foi muito imitado pelas mulheres Há muito tempo atrás, a palavra celebridade tinha certa conotação religiosa. Hoje, derivando-se do antigo francês “celebrité” ou diretamente do latim “celebritas”, a definição de celebridade seria a condição de ser amplamente reconhecido pela sociedade. Essa definição foi aprovada em 1849, mas de um certo ponto de vista, desde muito antes existiam celebridades, pessoas que, por algum motivo, mantêm seu nome na história. Mas a estratégia de usar celebridades para anunciar produtos é quase tão antiga quanto a própria propaganda em si. A primeira pessoa a recorrer a essa tática foi o químico francês Angelo Mariani, em 1880, ao estampar a imagem do papa Leão XIII em um cartaz da bebida que criou. A cultura das celebridades na mídia passou a existir com o início do cinema, por volta de 1910, quando a indústria hollywoodiana percebeu que a divulgação dos filmes era mais fácil quando o foco da propaganda eram os atores. Os motivos para o uso de tal estratégia são bem claros:

1. Uma personalidade com expressão na mídia é admirada socialmente

2. O público tende a dar mais atenção ao anúncio, assim que identifica um rosto conhecido.

3. A abordagem facilita a memorização e a identificação com a marca apresentada.

4. a imagem de uma celebridade traz um conceito subliminar de sucesso, riqueza, luxo, fama ou outro fator desejável para que a peça seja bem sucedida.

5. Em alguns casos, trata-se de modelos a serem copiados e seguidos.

6. São referências para um bom contingente das pessoas no mundo inteiro.

7. Porque obtiveram sucesso e o público se projeta nelas para também alcançar seu próprio sucesso.

8. A celebridade também pode contribuir para garantir grande status ao produto anunciado.
Negativas Optar por um astro ou estrela das páginas de revista traz um risco duplicado:

1. O primeiro problema é a possibilidade de a celebridade chamar mais atenção que o produto

2. Outro risco é a possibilidade de o garoto-propaganda protagonizar algum escândalo ou cometer algum delito.

3. Comete-se erros sempre que as empresas não dedicam tempo para entender e enxergar todas as implicações do uso das celebridades.

4. Temos que levar em consideração o que a marca quer transmitir.

Ex.: Nos anos 90, a pedido de uma marca de cuecas, contratou o apresentador da TV Globo Jô Soares para ser o garoto-propaganda. O resultado? Nada bom. Por ser uma personalidade marcante e por se identificar pouco com o produto, o apresentador acabou roubando a cena. Muitas pessoas lembravam do anúncio e do Jô no intervalo comercial mas não sabiam dizer a marca da roupa que ele divulgava.

Positivas Se o anunciante acerta na escolha da celebridade, o lucro é certo.

1. A vantagem é óbvia: a empatia desse personagem com o público é imediata.

2. O consumidor reconhece rapidamente as qualidades da marca que o anunciante deseja destacar por relacioná-la ao artista que ele gosta.

3. O fato da celebridade escolhida está associada a grandes empresas ajuda pois ele já tem carisma com a família brasileira.

Ex.: Desde o início de outubro, a atriz Deborah Secco, é a garota-propaganda da marca brasileira de lingerie sem costura, escala. Essa é a primeira vez que a Scala contrata uma celebridade desde o lançamento do produto em 1998. “Até então, as campanhas publicitárias sempre tiveram como foco a inovação e o conforto”. O resultado da aposta é positivo. A Itabuna Têxtil, fabricante da Scala, comemora o aumento do faturamento. Em menos de um mês, a venda dos sutiãs Flip pulou de 10 mil unidades para 40 mil. O modelo do sutiã Evolution também vendeu mais: foram 28 mil peças, enquanto a previsão era de 18 mil.
Campanhas pós-morte Por que utilizar?

Polêmica

Pessoas que ficaram famosas com campanhas publicitárias O que são?

15 minutos de fama
Ranking 2012 Fabricantes de produtos de higiene pessoal, limpeza e alimentos só garantiram à atriz Thaila Ayala a décima posição; O ator Rodrigo Santoro teve diversas aparições na TV no começo do ano, quando foi garoto-propaganda de uma marca de chinelos. Isso lhe rendeu o 9º lugar da lista. A apresentadora Fernanda Lima ficou na 8ª colocação. Ela apareceu nas telinhas repetidas vezes por conta do comercial de uma marca de veículos; A atriz Lilian Cabral teve 2.863 inserções na televisão, graças às propagandas de um purificador de água e de um detergente. Isso lhe garantiu o 7º lugar da lista; A apresentadora Patrícia Abravanel apareceu no ranking dos mais vistos, em 6º lugar, com 3.362 inserções. Tudo isso por conta das ações de marketing uma linha de cosméticos; O craque Ronaldo teve 4.243 mil aparições, graças às propagandas de uma TV por assinatura, de um hipermercado, entre outras. Isso lhe garantiu a quinta colocação; Neymar teve 5.303 mil inserções e foi garoto-propaganda de campanhas para 12 empresas. A modelo internacional Gisele Bündchen garantiu a terceira posição, com 5.686 mil aparições. Dentre as campanhas nas quais atuou estão as da ONU, as de uma loja de roupas e as de um canal pago de televisão; Em segundo lugar do pódio ficou o Reynaldo Gianecchini, com 5.870 mil inserções. Isso graças às ações feitas principalmente para campanhas beneficentes de entidades de combate ao câncer, como o Graacc e o IBCC. 1ª posição: A grande campeã foi Camila Pitanga, a atriz dominou os intervalos da programação televisiva em 2012, com 7.336 mil aparições. A presença constante nas telinhas foi alavancada por publicidades de um banco, uma linha de produtos higiênicos e uma marca de chocolate internacional. Famosos que dominaram campanhas publicitárias em 2012 Propagandas com celebridades mais conhecidas. Gisele Bündchen, em mais uma campanha da SKY A cantora Katy Perry, participando de uma propaganda da Adidas O ator Reynaldo Gianecchini, participando de mais uma propaganda do Banco do Brasil A lista dos famosos que mais tiveram aparições nos intervalos da televisão foi criada pela companhia Controle da Concorrência, que monitora o mercado publicitário e fornece dados da presença dos anunciantes na TV. O ranking foi feito com os famosos mais vistos nas principais emissoras do Brasil - Band, Globo, Record, RedeTV e SBT - no período de 1 de janeiro a 30 de novembro. Qualidades e defeitos que as celebridades agregam as marcas: Pesquisa da consultoria GfK com 1.470 consumidores brasileiros apontou quais as características que 51 celebridades agregam - ou não - a produtos e marcas que anunciam. Gisele Bündchen:
O que mais agrega: Charme
O que menos agrega: Inteligência
Ronaldo:
O que mais agrega: Impetuosidade
O que menos agrega: Charme
Ivete Sangalo:
O que mais agrega: Animação
O que menos agrega: Austeridade
Rodrigo Santoro:
O que mais agrega: Charme
O que menos agrega: Inteligência

GRUPO: Alícia Cohim

Isabelle Ventura

Jaciane Brito

Kallyne Oliveira

Natália Tavares
Full transcript